Conecte conosco

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

AS CHUVAS CHEGARAM E AS MORINGAS SE ENCHERAM

Publicado

em

Simões Filho

Simões Filho, 3 de dezembro de 2018 – Uma chuva daquelas!

Deu para encher a moringa.

Deu para completar os potes.

Mas também deu para inundar canais, entupir bueiros e provocar deslizamentos.

Mas eram só uns sacos de lixo e uns restos de moveis velhos…

Nesta época do ano, Água Comprida sempre enfrenta problemas sérios quando as chuvas, curtas ou rápidas, veem e as propagandas sobre verão que se aproxima tomam conta dos horários de TV e o mais importante parece ser decidir onde passar as férias de final de ano.

Como sempre, os trovões que sonorizaram a tempestade da tarde de ontem, abafaram os gritos daqueles que viram seus barracos serem destelhados pela ventania que também fez as árvores da cidade, dançarem um baile assustador iluminadas pelos flashes dos raios que teimaram em provar seu poder.

Como sempre também, com o cessar das chuvas, iniciaram nas redes sociais, enxurradas de análises multicoloridas que se despejaram das moringas dos sem culpa, que sem surpresa nenhuma, apontam sempre um único culpado: o gestor municipal, o prefeito.

As chuvas irão continuar caindo, com mais ou com menos força.

Em algum momento, o gestor municipal será outro, e este será sempre o único culpado.

Mas virão as próximas estações, e o lixo continuará sendo jogado fora de hora, em locais inadequados, políticos irão incentivar invasões e construção irregulares, o Plano Diretor Municipal será esquecido, virão eleições e o povo irá percorrer ruas sem pavimentação, sem saneamento, sem “ruas”.

Até lá, já não serão águas de chuva que o povo verá inundando ruas e casas, mas será água, ardente, daquela que passarinho não bebe.

E quando novamente, mais propagandas de verão estiverem sendo mostradas na TV, o culpado será, de novo, apenas o gestor municipal da vez.

Quando iremos contemplar um arco-íris após uma dessas tempestades?

Teremos que ter muita água na moringa.

 

Em tempo;

Na década de 60 a frase “Põe um arco-íris na sua moringa” significava quase sempre usar um baseado, um “cigarrinho do capeta”, um cigarro de maconha. Moringa, se referia à cabeça e o arco-íris as sensações causadas pelos efeitos alucinógenos da planta. Em Cuba, Moringa é uma planta, usada por Fidel Castro para tratar problemas de saúde.

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

Vazou, foi?

Publicado

em

Quiz agradar seu chefe, e para isso, usou, digamos, de métodos repugnantes: cuspiu em todos os pratos que comeu.

Mas um dito popular relata assim: aqui se faz, aqui se paga.

De tão afoito para merecer o título de de puxa saco o menino deixou vazar uma conversa informal gravada sem que seu chefinho soubesse.

Huummm!…

Passou um baita de um atestado de incompetência.

Resultado: seu chefinho já não mais confia no cândidato a puxa saco número 1.

Cabe aqui a velha pergunta feita nos episódios do Chapolim Colorado:

Oh! E agora, quem podera lhe ajudar?

Continuar Lendo

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

DO QUE JEITO QUE A COISA VAI, NEM LIMÃO NEM JURUBEBA, O POVO VAI QUERER É CATUABA

Vai vendo…

Publicado

em

Nem limão nem jurubeba, do jeito que a coisa vai, o povo vai querer é catuaba

Para não perder o costume, escrevo esse TEXTÍCULO DO MÁRIO ouvindo Boteco do Arlindo, do saudoso João Nogueira.

“Gripe cura com limão, jurubeba é pra azia…”

Saiu as listas de nomeados dos deputados simõesfilhenses que irão assessorar os calouros, Kátia Oliveira e Eduardo Alencar, nos seus mandatos parlamentares na ALBA.

Pense na revolta!

Para cada gabinete, menos de 30 nomes.

Quantidade de apoiadores? Dá para encher uma caçamba.

Resultado dessa equação?

Declarações de apoio a outros nomes, saída dos grupos políticos e relatos de arrependimentos no ZAP ZAP da vida.

Nas rodas de conversas, já se ouvem os convictos: tem que mudar!

Tem que ter é gente nova!

Muda de vez!

Tem que botar um que nunca assumiu!

Bem…

Se essa decisão continuar ganhando força, a lista dos possíveis prefeituráveis é minúscula.

Parafraseando João Nogueira: nem limão nem jurubeba, o povo vai querer tomar é uma boa catuaba.

Vai vendo!…

Continuar Lendo

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

PRA GOVERNAR TEM MAIS DOIS ANOS, PRA REELEIÇÃO SÓ TEM UM, OU MENOS

Publicado

em

Enquanto Dinha corre dia e noite, de domingo a domingo, na luta para mostrar trabalho e assim merecer mais um voto de confiança do eleitor, uma horda de colaboradores seus, se preocupa apenas em aplaudi-lo em eventos para assim, garantir seus gordos salários.

Alguns até imaginam que bater boca em WhatsApp e Facebook serve para esclarecimentos à população, sobre os avanços da gestão conquitados pelo seu alcaide.

Há ainda, aqueles que tentam conquistar os, já conquistados, colegas de trabalho.

Pior, há quem entenda que falar mal do governo do estado e da esquerda é o caminho ideal pra garantir futuros votos.

Talvez seja necessário o uso de britadeiras para abrir as caras cabeças duras desses empenhados, que toda reeleição é mais difícil do que uma eleição.

Em questão de tempo, restam, ainda, dois anos de gestão Boa Terra, Boa Gente, mas na prática, Dinha só tem um ano, ou até menos, para manter a vantagem na corrida eleitoral de 2020.

Um bom tema para uma primeira aula a estes, seria: aprender a diferença entre EFICIÊNCIA E EFICÁCIA.

Continuar Lendo

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

O DEPUTADO VAI MONTAR ESCRITÓRIO EM SIMÕES FILHO

Publicado

em

Uma casa muito engraçada

É numa casa.

Muito engraçada? Nããão!

Tem teto, tem parede e terá o deputado.

Quem sabe, os deputados.

Alem de deputados, terá romaria de lideranças políticas, vereadores; muitos, quatro é pouco.

Para visitas especiais,  terá uma farta adega, com vinhos finos.

Dos prefeituráveis, ao menos, um é grande apreciador de vinhos, dos bons.

A casa será o escritório político, ou melhor, o QG – quartel general – do deputado.

Uma mesa enorme, no centro da sala, servirá para abrir os mapas da guerra que já foi iniciada rumo a colina central do poder em frente à praça das brigas, das brigas políticas.

As batalhas vindouras serão muitas.

Os oponentes?

Nem todos se apresentaram.

No endereço do QG já tem vizinho ampliando suas janelas, algumas serão discretas, outras nem tanto.

Continuar Lendo

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

GOVERNO MITADOR DESCOBRE QUE MARIGHELLA NÃO MORREU, ELE AGORA SE CHAMA SEU JORGE

Filme ‘Marighella’, de Wagner Moura, vai estrear no Festival de Berlim

Publicado

em

O Guerrilheiro Que Incendiou O Mundo [título do livro do jornalista Mário Magalhães], Carlos Marighella, está vivo e se chama SEU JORGE, trabalha como ator e forma bando com outro ator e, agora, diretor de cinema– Wagner Moura.

Essa é a conclusão que a o SERVIÇO SECRETO DE CAÇA AOS VERMELHOS, do governo mitador do, Brasil acima de tudo e abaixo dos estados unidos, chegou.

A conclusão foi com base nas semelhanças das fotos dispostas na internet do atual Marighella – Wagner Moura e do antigo Marighella – o Carlos.

O Governo Mitador também descobriu que a extinta KGB – antigo serviço secreto da extinta União Soviética, tem um agente infiltrado no jornal O Globo e se chama Ancelmo Góes.

Continuar Lendo

TEXTÍCULOS DO MÁRIO

E SE DEUS NÃO FIZER BIOMETRIA EM SIMÕES FILHO?

Publicado

em

Escrevo esse Textículo ouvindo Gilberto Gil catando: o ETERNO DEUS MU DANÇA.

De que deus eles falam?

O nome de Deus e dito em vão todo santo dia no cenário político da cidade.

Até parece que Deus tem título de eleitor e que resolveu votar em determinados candidatos em detrimento de outros.

Ó Pai, pedoai-vos, eles não sabem o que fazem!

E lá vem o refrão de Gilberto:

Sente-se a decisão dessa gente em se manifestar;
Sente-se o que a massa sente, a massa quer gritar:

“A gente quer mu-dança;

O dia da mu-dança;

A hora da mu-dança;

O gesto da mu-dança…

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho