Conecte conosco

Futebol - BAHIA

Bahia faz 2 a 0, elimina a Portuguesa e vai às quartas de final da Copa BR

Publicado

em

Programas Sociais

Tricolor joga bem em Pituaçu e vence sem maiores dificuldades. Próximo adversário será o Grêmio

 

Vontade. Este foi o sentimento que conduziu o time do Bahia nesta quinta-feira (10) à bater a Portuguesa com facilidade e garantir a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil 2012: 2 a 0. Os gols foram marcados por Fabinho e Júnior. O tricolor jogou melhor durante os 90 minutos e só não goleou graças às chances desperdiçadas pelos jogadores. Na próxima fase, o Esquadrão medirá forças com o Grêmio para saber quem será semifinalista do torneio.

O JOGO

A chuva que caiu durante todo o dia em Salvador não foi empecilho para que, durante a noite, o Bahia desempenhasse um bom futebol. O tricolor via a necessidade de vencer jogando diante da sua torcida e, com isso, foi para cima.

Mas se enganou quem pensou que os mandantes foram os primeiros a chegarem com perigo ao ataque. Aos 9 minutos, Luis Ricardo disparou pela direita e cruzou na cabeça de Rodriguinho, obrigando Marcelo Lomba a se esticar todo para defender. Era um dos raros ataques de perigo da Lusa.

O Esquadrão tratou de responder logo em sequência. Diones pegou a sobra após bate e rebate na área adverária e disparou de primeira, mas o chute saiu mascado, para fácil defesa de Wéverton.

O jogo começou a esquentar aos 12 minutos. Depois de uma grande bobeada da zaga do Bahia, Rodriguinho tocou para o meio e Ananias só não abriu o placar porque Titi estava esperto, afastando o perigo na hora H. O tricolor então voltou a pressionar um minuto depois, dessa vez com Lulinha, em chute forte após bom passe de Gabriel.

Com o jogo aberto, o placar poderia ser inaugurado a qualquer momento. E foi o que aconteceu aos 14 minutos. Depois de uma cobrança de escanteio feita por Gabriel, Fabinho nem precisou pular para meter a cabeça na bola e colocar o Bahia na frente: 1 a 0.

A partir daí, a Lusa começou a abusar das jogadas pela esquerda com Raí, disparando diversos cruzamentos na área pelo setor, todos sem uma conclusão que ao menos levasse perigo à meta de Marcelo Lomba.

O Bahia chegou a desperdiçar uma chance de ouro aos 38 minutos, com Titi. O zagueiro saiu cara a cara com o goleiro da Portuguesa, mas tentou caprichar demais com um toque de categoria por cima, sem sucesso. Wéverton pegou tranquilamente.

No segundo tempo os times voltaram elétricos. Logo aos três minutos, o Esquadrão chegou primeiro, com Júnior, em tiro de longa distância, mas a bola acabou indo para fora. Dois minutos depois, Morais foi quem tentou a finalização após recúo de bola feito por Lulinha, dentro da grande área. A redonda foi parar nas redes… pelo lado de fora.

A essa altura do jogo o tricolor já dominava as ações e mantinha a posse de bola como queria. Sem conseguir encaixar um bom ataque, a Portuguesa então começou a ficar nervosa, sem saber que isso só facilitaria, ainda mais, o trabalho para os baianos.

Aos 25 minutos, o time do técnico Paulo Roberto Falcão fez valer o mando de campo e chegou ao segundo gol. Júnior disputou a bola com dois zagueiros, ganhou e, com um toque de extrema classe por cima de Wéverton, ampliou: 2 a 0.

Revoltado com o que acontecia em campo, o zagueiro Rogério, que acabara de levar um cartão amarelo, não se contentou e fez questão de ser expulso. O jogador matou o contra-ataque tricolor ao cometer falta obstruindo a passagem de Vander, que ia saindo em condições de fazer o terceiro.

Desestabilizada, a Portuguesa então passou apenas a ver o seu adversário jogar. Aos 32 minutos, o Bahia balançou as redes com o mesmo Vander, em chute de longa distância, mas o assistente de arbitragem pegou um impedimento do camisa 17. Aos 39, foi a vez de Wéverton impedir mais um gol azul, vermelho e branco. Magno fez boa jogada pela direita, foi à linha de fundo e recuou para ele, Vander, dominar, ciscar e finalizar, obrigando o goleiro da Lusa a operar um milagre.

Depois disso, nada mais houve. A equipe mandante só rodou a bola e esperou o árbitro Héber Roberto Lopes apitar, aos 47 minutos, fim de jogo. Com este resultado, o Bahia passa às quartas de final da Copa do Brasil, onde enfrentará o Grêmio. O primeiro duelo entre os tricolores acontece no Estádio de Pituaçu.

 

Fonte: metro1

P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E

Copyright © 2017 Página Simões Filho