Conecte conosco

Video

CLAUDIA RAIA PEDE VOTOS PARA COLLOR EM 1989: “Ele é bem nascido e não precisa do dinheiro do povo”

Publicado

em

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

Últimas do Dia

ASSISTA AO VIVO A 55° SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SIMÕES FILHO

Publicado

em

Continuar Lendo

Eleições

VÍDEO: Os bastidores do vexame de Miriam Leitão na sabatina da GloboNews com Bolsonaro

Publicado

em

bastidores do vexame de miriam leitão

Continuar Lendo

Últimas do Dia

Camerata de Corda do Núcleo CESA – Homenagem ao maestro Jose Antonio Abreu

Publicado

em

 

Do O GLOBO

Morre, aos 78 anos, o maestro venezuelano José Antonio Abreu

Sua maior criação foi o Sistema Nacional das Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela

RIO — Morreu neste sábado, aos 78 anos, o maestro venezuelano José Antonio Abreu. Cravista, pianista e organista, ele também estudou economia petroleira nos Estados Unidos e, em 1957, foi eleito deputado. Mas a carreira política, nesse sentido, ficou para trás. O ensino de música foi sua principal atividade nas últimas cinco décadas.

A maior criação do maestro foi o Sistema Nacional das Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela, que ficou conhecido como El Sistema, atuante desde 1975. Contando com o apoio do governo venezuelano, Abreu começou a distribuir instrumentos musicais e ensinar música em bairros mais pobres e zonas rurais em todo o país.

Gustavo Dudamel, maestro principal da Orquestra Sinfónica de Gotemburgo, na Suécia, diretor musical da Orquestra Filarmônica de Los Angeles e estrela no cenário da música clássica, é o mais conhecido de todos os milhares de alunos que passaram pelas aulas do El Sistema. Sábado, Dudamel prestou homenagens ao mestre em sua conta no Instagram, expressando sua “eterna gratidão”.

O Sistema abrange, hoje, 180 núcleos de orquestras e coros em todas o país, envolvendo 900 mil alunos e dez mil professores. O modelo acabou sendo replicado para mais de 50 países.

O trabalho social de Abreu acabou recebendo o Prêmio Internacional de Música da Unesco, em 1993. Em 2008, ganhou o Prémio Príncipe das Astúrias para as Artes, da Espanha.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho