Conecte conosco

Entretenimento

DO OUTRO LADO DO MUNDO, MILA SANTANA MANDA MENSAGEM EM HOMENAGEM AO DIAS DAS MÃES

Publicado

em

Mila Santana Cantora Simõesfilhense
Simões Filho tá Mudando

Da Alemanha, a cantora simõesfilhense, Mila Santana manda mensagem em vídeo em homenagem ao Dia das Mães.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E
Clique aqui para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Entretenimento

JORNAL INGLÊS CRITICA FALTA DE NEGRO EM NOVELA DA GLOBO

Publicado

em

Jornal Britânico critica novela da Globo por falta de Negro
Simões Filho tá Mudando

O The Guardian – Jornal Britânico de grande prestígio mundial, criticou a falta de negros no elenco da novela “Segundo Sol”, da Globo:

Uma novela com tudo que os telespectadores esperam: brigas de família, romance, traição e locais à beira-mar.

Contudo, os críticos dizem que algo ainda está faltando.

Mesmo sendo ambientada no estado mais negro do Brasil, “Segundo Sol” tem um elenco quase totalmente branco. A novela reacendeu um duradouro debate sobre raça e representação na televisão brasileira e levou a uma ação do Ministério Público do Trabalho do país.

(…)

“Segundo Sol” A história acontece no estado da Bahia, estado no qual cerca de 80% da população se identifica como negra ou parda de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Mesmo assim, apenas três dos 27 atores são negros; nenhum deles interpreta um personagem principal e nenhum apareceu no primeiro episódio.

“O que persiste muito fortemente nas mentes dos produtores e diretores é a ideia de que a população negra e afrodescendente é minoria: a ideologia do branqueamento continua”, diz Joel Zito Araújo, autor do livro e documentário “A Negação do Brasil – Negros na história das telenovelas brasileiras”.

O último domingo marcou 130 anos desde o fim oficial da escravidão no Brasil, país que importou o maior número de escravos da África durante o período transatlântico de comércio.

Cerca de 54% dos brasileiros se identificam como negros ou mestiços. Mas os críticos há muito sustentam que as pessoas negras e mestiças estão sub-representadas na televisão brasileira – e em instituições da vida real, como empresas e governo.

Antes do lançamento do Segundo Sol, o Ministério Público do Trabalho emitiu um parecer de recomendação para a Globo, pedindo que o elenco fosse revisado.

“Quando os programas de televisão não espelham a sociedade, isso gera maior exclusão e reafirma estereótipos limitados para a população negra”, disse o órgão.

Segundo Sol provocou controvérsia quando um trailer de dois minutos foi lançado em abril, gerando duras críticas sobre a falta de representação negra.

“Quando eu estava na África e dizia que a população aqui era majoritariamente negra, as pessoas não acreditavam em mim porque assistem novelas da Globo. A Globo deve pensar que não há muitos negros aqui, certo?”, postou um usuário do Facebook. (…)

Continuar Lendo

Cultura

Regulamento do Fundo Municipal de Cultura é tema de Audiência Pública

Publicado

em

Simões Filho tá Mudando

A Prefeitura de Simões Filho, através da Secretaria Municipal de Cultura (Secut) e  Conselho Municipal de Cultura (CMC), realiza Audiência Pública nesta quarta-feira (16), às 17h30, no auditório do Centro Social.

O encontro é aberto ao público, em especial artistas, grupos e produtores culturais do município.

Durante o encontro, será apresentado e colocado em apreciação o “Regulamento do Fundo Municipal de Cultura”, importante ferramenta para o incentivo a Cultura local, e que faz parte do Sistema Municipal de Cultura.

Após a audiência, o Regulamento seguirá para o Gabinete do Executivo, onde será analisado, transformado em decreto e publicado em Diário Oficial.

 

A sua participação é fundamental!

Continuar Lendo

Cultura

PRINCESA AFRICANA VISITA SIMÕES FILHO

Publicado

em

Princesa africana visita Simões Filho
Simões Filho tá Mudando

A princesa Iya Adedoyin Talabi Faniyi  (nascida Olayiwola-Olosun) visitará a cidade de Simões Filho e será recebida com festa pela comunidade Quilombola de matriz africana em Pitanga de Palmares logo pela manhã no Quilombo Caipora, que é liderada por Bernadete Pacífico.

A princesa Iya Adedoyin é sacerdotisa de Oxum em Osogbo, na Nigéria.

 DIÁLOGOS BRASIL-NIGÉRIA

No último dia 7 de maio, o auditório Raul Seixas da faculdade de Filosofia da UFBA foi palco do encontro entre duas renomadas sacerdotisas de Oxum: Mãe Valquíria d’Oxum da Casa de Oxumarê e a princesa Adedoyin Olosun, sacerdotisa de Osun em Osogbo, na Nigéria. O evento “Diálogos Brasil-Nigéria” com o tema “Quem é Oxum?”, para falar sobre a religião e a cultura africana na diáspora, foi promovido na última sexta (4), pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFBA (PPGA) e pelo Goethe-Institut Salvador-BA.

Para a princesa, falar sobre este tema dentro da universidade de outro país é valorizar os saberes religiosos.

“Compartilhar o conhecimento aqui é a mesma coisa que compartilhar o conhecimento na Nigéria ou em qualquer outro lugar no mundo. Esse espaço é feito para compartilhar os conhecimentos que os ancestrais deixaram para nós. É um prazer participar desses encontros, eles ajudam a reunir e espalhar esses conhecimentos”, disse.

Mãe Valquíria d’Oxum, uma das mais antigas e prestigiadas figuras do candomblé baiano, hoje com 76 anos, foi iniciada no candomblé aos 17. Ela tem o posto de Olopondá, cuida da casa e tudo relacionado a Xangô. Ao ser perguntada sobre sua relação com Oxum, a sacerdotisa brasileira foi enfática:

 

“Pra mim é tudo, até quando eu respiro, eu me lembro de Oxum. É um orixá que eu tenho muito amor por ela ter me escolhido para ser filha dela”.

Leia matéria completa,clicando aqui.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho