Conecte conosco

CIDADES

FAVELA NÃO É MONARQUINA, NÃO TEM REI NEM RAINHA E NEM PRINCIPE

Publicado

em

Do Tudo é Pólítica – O carnaval é a época em que praticamente toda a população baiana desfruta de dias de alegria e curtição ao som dos trios elétricos conduzidos por centenas de artistas. Quase todos conscientes do seu dever e responsabilidade social.

Desde que o prefeito ACM Neto e o Governador Rui Costa, decidiram resgatar o carnaval sem cordas, muita coisa mudou, principalmente, na segurança da festa que fica a cargo das Polícias Militar e Civil da Bahia.

É possível que o atento navegante, tenha uma história desagradável vivida com a polícia.

É possível que muitos tenham uma observação negativa da atuação de policiais que agem com excessos em muitas situações cotidianas.

Mas não é aceitável que o trabalho dessas corporações, tão necessárias à nossa segurança, ao nosso dia-a-dia, sejam aviltadas, por pseudoartistas que dizem que, por “serem mensageiros de Deus” têm como missão, falar pela periferia, pelas favelas, pelo gueto dos quais se autodeclaram príncipes.

Não é aceitável que venham os globais, que nunca tiveram a coragem de enfrentar, sem seguranças particulares, 100 metros de asfalto, atrás de um trio, na Barra ou no Campo Grande, tentarem desmoralizar via redes sociais e com posts descontextualizados o trabalho de mais de 25 mil homens que arriscaram suas vidas para manter segurança de milhares de foliões e turistas que visitam a capital baiana incentivados, justamente, pela beleza e segurança do nosso carnaval.

Não é porque somos das periferias, que devemos ser colocados como súditos de irresponsáveis, que por vezes se noticiam nas paginas policiais por envolvimentos com crimes.

Não é porque somos das favelas que devemos extravasar de forma violenta contra outros de outras periferias, ao som de gritos e músicas que incitam a violência gratuita.

Não é porque somos dos guetos que devemos ser conduzidos por políticos sem escrúpulos, que são capazes de promover e levar marginais aos parlamentos para supostamente representarem o povo em troca de acesso aos mais desamparados.

Quem vende e quem compra a miséria das favelas nesse jogo?

O assassinato gratuito de um jovem que ao voltar para casa, depois de curtir horas de alegria com amigos no carnaval, teve como argumento do suspeito ou súdito, o desejo de “descontar no primeiro que encontrar” a agressão sofrida num dos circuitos do carnaval.

Pode-se dizer, por esta explicação, que temos uma morte com vários culpados e apenas um suspeito preso.

Não! Não somos súditos!

O povo do gueto não pode ser ocultamente negociado como uma manada de bois por homens inescrupulosos, que visam Brasília como porto seguro.

A favela não é monarquia, não tem rei nem rainha, tão pouco príncipe.

Vivemos numa democracia, e como todo cidadão queremos ver a polícia proteger e servir, com a energia necessária e com os excessos investigados e punidos.

Parabéns às polícias Militar e Civil por mais um brilhante trabalho desenvolvido no carnaval mais seguro do Brasil.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

P U B L I C I D A D E

Simões Filho

AO VIVO: ACOMPANHE A 60º SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES

Publicado

em

Continuar Lendo

Simões Filho

UMA DIA ESPECIAL PARA JOMAR PARAKY; ENTENDA

Publicado

em

Hojke é o aniversário de Jomar Paraky

Hoje é o aniversário de Jomar Paraky, ex-candidato a prefeito de Simões Filho. Um dos maiores geradores de empregos do município.

Jomar Paraky é o principal nome que surge como alternativa para disputar o posto de prefeito da cidade no próximos anos.

Jomar é também, um dos principais puxadores de votos para o candidato a deputado estadual Eduardo Alencar e um dos principais nomes do partido PSD na Região Metropolitana de Salvador e interior do estado.

 

 

Continuar Lendo

Cultura

URGENTE: MUDANÇA DE DATA DE ESTREIA DO BLOCO “BOA GENTE”; VEJA!

Publicado

em

ORGANIZAÇÃO DO “BOA GENTE” INDORMA NOVA DATA DE ESTREIA DO BLOCO. LEIA ABAIXO:

Estreia do “Bloco Boa Gente” com cinco atrações musicais será no próximo sábado (08); garanta seu abadá

A estreia do “Bloco Boa Gente” em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), que aconteceria no feriado da independência, foi alterada para o próximo sábado (08), a partir das 15h.

O Bloco será puxado por um trio carreta, que será comandado pelas bandas: Sarau Mix, Thiago Sanchez, Dj Edynho, João Oxente e Sertanejada. A festa está sendo organizada por um grupo de empresários do município e promete agitar a população local.

A concentração acontecerá ao lado do Seleto Social Clube, próximo a Praça da Bandeira e o bloco deve percorrer as principais avenidas do Centro da cidade, levando alegria, descontração e boa música por onde passar.

Para saber mais informações ou adquirir uma camisa para participar do evento, os foliões podem entrar em contato através do whatsapp: (71) 9 9120-6890. Os abadás poderão ser retirados na Ótica Conquista, Bar do Romário e Churrasquinho do Jota.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho