Conecte conosco

Saúde

Hemoba alerta para doação de sangue antes de vacina contra febre amarela

Publicado

em

Simões Filho tá Mudando
 

Correio Regional – A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), iniciou ação de conscientização para que a população se dirija aos postos de coleta e realize a doação de sangue antes de tomar a vacina contra a febre amarela. Após ser imunizado contra a doença, o voluntário fica impossibilitado de doar sangue por quatro semanas. Na Bahia, a campanha de proteção contra o vírus começa no dia 19 de fevereiro.

A diretora de hemoterapia da Hemoba, Iraildes Santana, explica que este período de interrupção no ciclo de doação é uma medida de segurança. “As pessoas que são vacinadas contra a febre amarela devem permanecer afastadas da doação por 30 dias, a partir da data que tomou a vacina. Por isso, fazemos esse alerta à população para que antes de vacinar compareça ao serviço de doação de sangue A interrupção na doação é para evitar qualquer risco que possa ocorrer de transmissão da infecção por via transfusional”.
Além da restrição para quem irá tomar a vacina contra a febre amarela, a Hemoba costuma registrar uma baixa no estoque de bolsas de sangue neste período do ano, por conta da proximidade do Carnaval e de outros festejos populares. Somente o Hemocentro Central, que fica em Salvador, tem a necessidade diária de captação de 250 bolsas de sangue para que o estoque alcance um número satisfatório para atender à demanda da população. Entretanto, a fundação está captando apenas cerca de 150 bolsas diariamente.
“Nesse período de festas populares, a gente experimenta uma redução do número de doações. É uma redução natural porque as pessoas estão em férias, viajando e, por isso, fazemos esse alerta para a restrição do número de doadores. Antes das festas e da vacinação, compareça aos postos da Hemoba e faça a sua doação”, destaca Iraildes.
Doação regular
O fisioterapeuta Fernando Rodrigues é doador regular e aprendeu com o pai sobre a importância da doação. Ele começou a doar aos 18 anos e comparece ao Hemoba a cada dois meses para fazer a coleta. “Agora, com 36 anos, continuo doando sangue e plaquetas regularmente. Esse é um ato que leva apenas alguns minutos do nosso dia e, com certeza, vai ajudar um número grande de pessoas”.
O diretor de coleta da Hemoba, Marcelo Matos, lembra que qualquer pessoa entre 16 e 69 anos pode comparecer aos postos de coleta e realizar a doação. Ele ainda explica que o procedimento é bastante simples. “O voluntário chegará ao hemocentro e levará em média 40 minutos, incluindo a triagem e o ato de doação em si e alguns minutos de repouso. Pedimos à população que venha participar com a gente dessa missão que é salvar vidas. Vamos doar sangue antes de cair na folia”.
Além de Salvador, mais 21 municípios da Bahia estão aptos a receber a doação de sangue. A lista completa com os pontos e horários de coleta pode ser consultada no site da Fundação Hemoba.
Repórter: Jairo Gonçalves

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

P U B L I C I D A D E

Saúde

VEREADOR DEL PROPÕE DIA MUNICIPAL DE COMBATE À DOENÇAS RENAIS

Publicado

em

Simões Filho tem um grande número de pacientes renais que, dia sim dia não, precisam passar pela tortura da hemodiálise.

Já passou da hora de se implantar um centro de hemodiálise para atender a grande demanda de pacientes do município.

Na sessão da câmara de vereadores desta terça-feira(18), o vereador Delvaldo [DEL] apresentou um projeto que cria O DIA DE PREVENÇÃO E COMBATE À DOENÇAS RENAIS.

O prjeto foi aprovado por unanimidade e de acordo com o mesmo, a data escolhida é o dia 9 de março.
Projeto será encaminhado para o executivo sanção do prefeito Dinha.

Em tempo;

A cidade baiana de Ribeira do Pombal, com cerca de 55 mil habitantes tem um centro de hemodiálise e atende pacientes de diversos municípios da região.

Continuar Lendo

Saúde

SAÚDE: PROFISSIONAL SIMÕESLILHENSE SERÁ SECRETÁRIA DE SAÚDE EM SÃO PAULO

Publicado

em

Do Tabuleiro – Depois de realizar consultorias técnicas na área de saúde em cidades do interior de São Paulo, a ex-secretária de saúde de Ilhéus, Elisângela Oliveira, foi convidada pelo prefeito de Jandira-SP, Paulo Barufi, para assumir a saúde do município.

Elisângela foi secretária em Ilhéus por pouco mais de um ano, deixando o cargo no mês de julho de 2018, e durante este período problemas como cobertura da atenção básica abaixo dos 18%; falta de atualização de dados junto ao Ministério da Saúde; bloqueio de programas, a exemplo do “Mais Médicos”; falta de habilitação do SAMU 192; “várias irregularidades oriundas do Conselho Municipal de Saúde” e licitações ‘travadas’, foram solucionados.

Os avanços foram feitos e as situações descritas foram revertidas. Além disso, a organização da habilitação de cirurgias bariátricas para Ilhéus e melhoria do fluxo depois do fechamento do Hospital Luís Viana Filho, participando do projeto da futura maternidade infantil.

A redação de O Tabuleiro apurou que Elisângela deve ser nomeada até o final deste mês.

Continuar Lendo

Saúde

REGULAÇÃO REGULA DEBATES NA SESSÃO

Publicado

em

Se tem um assunto que dá pano pra manga, é a tal regulação da Saúde.

Um prato cheio para oposição ao governador Rui Costa e aos irmãos médicos, Eduardo e Otto Alencar.

Em Simões Filho, na sessão da Câmara de ontem, 28 de agosto, o tema foi o mais explorado pelos Edis.

Nitidamente, apesar dos esforços do vereador Sandro Moreira, o assunto tem gerado forte impacto na campanha do ex-prefeito Eduardo Alencar para deputado estadual pelo município, a qual tem o sugestivo slogan: MAIS SAÚDE PARA A BAHIA.

O problema é que não existe uma ideia, proposta, pitaco, palpite ou qualquer coisa parecida, para substituir a apelidada “FILA DA MORTE“.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho