Conecte conosco

TV & FAMOSOS

O maior São Pedro de todos os tempos! A secretaria de Cultura deu um Show

Publicado

em

Simões Filho tá Mudando
 

Secretaria de Cultura de Simões Filho realiza o maior São Pedro de todos da história. Atrações de peso como Adelmário Coelho, Aviões do foró, Harmonia do Samba, Oito7Nove4, e atrações locais como Dojão, Forró na Cama, Divisores de Maré, Alpercata de Arrasto, Forró no Chinelo e outros, deram o tom da festa que teve o apoio da polícia militar e Polícia Civil dando toda a segurança necessária à realização da festa.

Uma estrutura digna de grandes eventos, com hospital, policiamento preventivo dentro e no entorno da festa, camarotes e barracas, foi montada para possibilitar a todos os visitantes curtirem o show de forma confortável.

“Simões Filho cidade da paz” foi o que falou durante o seu show o cantor Adelmário Coelho, evidenciando o bom andamento do evento que não registrou nenhuma ocorrência grave de violência durante os três dias de festa.

Além do grande show de Adelmário Coelho, outro show muito movimentado foi o da banda Aviões do forró que registrou um público recorde na cidade. Um grande congestionamento foi registrado nos momentos que antecederam o show da banda por pessoas que vieram de carro de todas as cidades da Região Metropolitana e da Capital, que se estendeu da Praça da Bíblia até o largo do CIA 1. Todas as ruas do centro da cidade foram utilizadas como estacionamento e à frente do palco, na Praça da Bíblia a multidão precisou se apertar para assistir ao show da banda.

No dia 30, segundo dia de festa, na entrada dos camarotes, em frente da Câmara de vereadores, houve tumulto por conta das pessoas que invadiram a área comum aos camarotes para ter acesso aos camarotes da prefeitura e da Câmara montados para receber diversos convidados. Por conta deste fato, o presidente da Câmara de vereadores decidiu impedir o acesso a todas as pessoas que não eram convidadas e isso incluiu até mesmo os profissionais de imprensa que tinham credenciais de acesso a todas as instalações.

Apesar deste fato, a cobertura da festa pela impresnsa local, deu um show de transmissão através da Simões Filho FM, Digital FM Sites Página Simões Filho e Fala Simões Filho e Sempre FM.

TV & FAMOSOS

JORGE ARAÚJO CHORA AO OUVIR APELO DE RODOVIÁRIA DESESPERADO POR EMPREGO

Publicado

em

Um jovem casal, vindo de Feira de Santana, em desespero, foi até a portaria do Balanço Geral, na tarde de hoje, 2 de agosto, apresentado por Zé Eduardo, conhecido como Bocão, para fazer um apelo desesperado por um emprego a empresários do setor de transporte rodoviário e de atendente para a esposa a empresários de qualquer ramo comercial.

Em dado momento do relato, Jorge Araújo, conhecido por realizar reportagens bem humoradas, chorou ao lembrar da sua própria história, dizendo que não há como ficar indiferente com tudo que vê durante suas reportagens e em muitos momentos, ao chegar em casa, desaba a chorar.

Em parte do relato, o jovem desempregado disse que seu filho, até aquele momento, não havia comido nada.

Disse também, que seu desespero se dava pelo fato de hoje, se o aniversário do filho e pelo fato de não poder comprar um bolo para atender ao pedido do filho.

Zé Eduardo, mostrou indignação com o sistema político atual por produzir tantos desempregados e apelou para o bom senso dos eleitores nas próximas eleições.

Ainda durante o programa, Zé Eduardo ordenou que sua equipe, no local, providenciasse almoço imediatamente, para os três, pai, mãe e filho.

A produção do programa disponibilizou o número 71 3486 3049 para quem queira ajudar.

Continuar Lendo

MUNDO

MORRE AOS 74 ANOS, EDWIN HOWHINS, AUTOR DE ‘Oh, Happy Day’

Publicado

em

edwin-howkins

Do El Pais – O cantor de música gospel Edwin Hawkins, famoso por sua versão da canção Oh, Happy Day, morreu aos 74 anos em decorrência de um câncer de pâncreas, informou seu agente, Bill Carpenter, à imprensa dos EUA.

Hawkins, um dos fundadores do gospel moderno, morreu nesta segunda-feira, 15 de janeiro, na sua casa, na Califórnia.

A música com a qual se tornou famoso, Oh, Happy Day, é um hino do século XVIII que Hawkins arranjou segundo o estilo chamado call and response, no qual a canção se compõe de fragmentos de duas partes, sendo que a segunda é uma resposta à primeira.

O single do grupo Edwin Hawkins Singers que continha essa nova versão, lançado em 1969, fez muito sucesso. Um ano mais tarde, o grupo foi premiado com o Grammy de melhor interpretação de gospel por essa canção. As vendas alcançaram os sete milhões de cópias, segundo os dados citados por Carpenter ao The New York Times.

Ao longo de sua carreira, Edwin Hawkins ganhou quatro Grammys. Oh, Happy Day foi gravada por Glenn Campbell e Elvis Presley, e também apareceu no filme Mudança de Hábito, protagonizado por Whoopi Goldberg.

 

Continuar Lendo

TV & FAMOSOS

Léo Santana e Lore Improta acabam de reatar namoro

Publicado

em

Leo Santana e Lore Improta
Léo Santana acabou de confirmar em uma coletiva de imprensa no Festival de Verão Salvador/17, que reatou o namoro com a dançarina Lore Improta.
“Eu e Lore voltamos. Conversamos bastante, senti que os fãs ficaram muito abalados, amigos e familiares também… Não houve um grande motivo, foi mais devido a não nos vermos por causa da agenda de ambos.  
Mas a gente se ama muito, vcs percebem a verdade de quando a gente tá junto. A gente se gosta tanto, se respeita tanto.. No meio em que a gente trabalha é difícil encontrar gente bacana.
 
Aí conversamos. Falei ‘eu te ajudo, você me ajuda, vamos tentar resolver essa questão das agendas’. E graças a Deus a gente se entendeu e tá de volta”, comentou ele.
A assessoria de imprensa do artista informou que eles voltaram na noite da última sexta-feira (15):
“Eles estavam sofrendo muito com a distância, eles se amam e se respeitam muito. E o amor foi maior do que a incompatibilidade de agendas.
Eles resolveram superar essa ‘fase’ e vão, através do amor, tentar administrar a falta e a distância devido a agenda de trabalho dos dois, que estão super estourados, e tentar se adequar para estarem juntos o máximo que puderem”. Com informações do Correio 24hs.

Continuar Lendo

TV & FAMOSOS

AOS 98 ANOS, MORRE A ATRIZ EVA TODOR

Publicado

em

eva-todor

A atriz Eva Todor, de 98 anos, morreu na manhã neste domingo (10), vítima de um quadro de pneumonia. Segundo informação do portal G1, a atriz estava em internação domiciliar, no regime de home care, desde o dia 9 de setembro deste ano.

A atriz será cremada, mas ainda não há data e horário definidos.

Eva Fódor Nolding era húngara e nasceu em 9 de novembro de 1919.

A família imigrou para o Brasil, fugindo das dificuldades pelas quais passava a Europa pós-guerra, e aqui Eva continuou as aulas de balé, com Maria Olenewa. Aos 9 anos, já havia se apresentado em espetáculo de dança solo, acompanhada de um pianista, no Teatro Municipal de São Paulo.

BRASIL 247

 

Continuar Lendo

Cultura

Morre aos 81 anos o sambista Wilson das Neves no Rio

Publicado

em

Baterista de Chico Buarque desde 82, ele participou de cerca de 800 discos com grandes nomes da música, como Elza Soares, Roberto Carlos e Elis Regina. Ainda não há informações sobre o enterro.

http://g1.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/videos/v/morre-aos-81-anos-o-sambista-wilson-das-neves-no-rio-de-janeiro/6107221/

O Sambista Wilson das Neves morreu na noite deste sábado (26) no Rio de Janeiro. Ele lutava contra um câncer e estava internado em um hospital na Ilha do Governador. Conhecido e saudado no meio artístico pelo bordão “ô sorte”, Das Neves era baterista, instrumentista, compositor e cantor.

A informação foi confirmada pela página oficial do sambista no Facebook e no no Instagram.

“É com grande pesar que comunicamos a todos a partida do nosso grande mestre que foi tocar suas baquetas do outro lado. Ficaremos com as boas lembranças”, foi escrito em sua página no Facebook.

Diversos artistas prestaram homenagem a Wilson das Neves, como Chico Buarque, com quem ele tocava bateria desde 1982, e Zeca Pagodinho, que o chamou de “um dos mais importantes músicos brasileiros”. A escola de samba Império Serrano declarou luto oficial de três dias.

O velório de Wilson vai ser na quadra da escola de samba Império Serrano, a partir das 16h30 deste domingo. O sepultamento acontecerá no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, às 10h desta segunda-feira (28).

Mestre Wilson das Neves

Uma publicação compartilhada por Chico Buarque (@chicobuarque) em

Wilson das Neves nasceu no Rio de Janeiro, começou a carreira profissional aos 18 anos e participou de cerca de 800 discos com grandes nomes da música, como Elza Soares, Roberto Carlos e Elis Regina, de acordo com a GloboNews.

Segundo o colunista de música do G1 Mauro Ferreira, Das Neves era “querido em todo o meio musical”, “conhecido no universo da música brasileira como o excepcional baterista que tocava com ícones da MPB como Chico Buarque” e virou cantor aos 60 anos.

O sambista Wilson das Neves morreu aos 81 anos no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

O sambista Wilson das Neves morreu aos 81 anos no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Facebook)

Em 1996, o artista se lançou como cantor com o aclamado álbum ‘O som sagrado de Wilson das Neves’. Neste disco, Das Neves apresentou ‘O samba é meu dom’ – parceria com Paulo César Pinheiro que se tornou um clássico com o passar dos anos – e gravou com Chico Buarque, parceiro e convidado da música ‘Grande hotel’.

De lá para cá, foram mais três álbuns – ‘Brasão de Orfeu’ (2004), ‘Pra gente fazer mais um samba’ (2010) e ‘Se me chamar, ô sorte’ (2013) – como cantor e compositor, parceiro de bambas como Nelson Sargento, Aldir Blanc, Chico Buarque e o recorrente Paulo César Pinheiro.

O assessor de Chico Buarque, Mario Canivello, lamenta a morte de Wilson das Neves, bateirista e parceiro do cantor (Foto: Reprodução/Instagram)

O assessor de Chico Buarque, Mario Canivello, lamenta a morte de Wilson das Neves, bateirista e parceiro do cantor (Foto: Reprodução/Instagram)

do G1

Continuar Lendo

TV & FAMOSOS

Embates diretos definem vaga no MasterChef

Publicado

em

BAND – A quarta temporada do MasterChef Brasil estreia nesta terça-feira, dia 7, às 22h30 na tela da Band. Ana Paula Padrão e os chefs Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Paola Carosella voltam no talent show de maior repercussão nas redes sociais no mundo.

Depois de uma edição dedicada aos cozinheiros profissionais, o programa volta às suas raízes com a competição entre amadores. “Estamos procurando pessoas que cozinhem muito bem, mas que saibam o que estão fazendo, que não copiem. Mesmos as receitas clássicas, reinterpretadas por eles, precisam ser autênticas”, afirma Paola Carosella.

Mais de 27.500 pessoas se inscreveram para realizar o sonho de se tornar o próximo MasterChef do Brasil. Do total de inscritos, 640 participaram de testes presenciais e apenas 75 deles foram convocados para a primeira audição com os jurados. “Os candidatos estão muito motivados para cozinhar, não só para competir”, conta Jacquin.

O perfil dos candidatos é bem diverso. São brasileiros e estrangeiros (italiano, tailandês, paraguaio, colombiano e venezuelano) de 22 a 61 anos das mais diferentes profissões: físico, bombeiro, geógrafo, caricaturista, dentista, professor de jiu-jitsu, entre muitas outras. “Com o sucesso do programa, as pessoas veem no MasterChef uma oportunidade para buscar uma nova alternativa de vida. Elas querem empreender e desenvolver outra habilidade além daquela que eles já exercem na vida profissional. Quem fica entre os melhores tem muito espaço depois no mercado de trabalho”, analisa a apresentadora Ana Paula Padrão.

Nesta edição, conseguir uma vaga para entrar na cozinha ficou ainda mais difícil. Os 40 cozinheiros que passaram pelo crivo dos jurados se enfrentam na segunda etapa eliminatória, que terá uma nova dinâmica nesta temporada. “Depois de conseguir o avental, os candidatos são emparelhados em duplas ou quartetos pelos jurados para embates específicos: o desafio da massa, da sobremesa, da cozinha caipira, da cozinha oriental, entre outros. Apenas 21 deles conseguirão manter o avental e entrar na cozinha do MasterChef“, revela Patricio Díaz, diretor do programa. A última vaga será disputada em uma repescagem que vai reunir os quatro melhores cozinheiros entre os eliminados anteriormente.

Os 21 cozinheiros que entrarão na cozinha mais famosa do Brasil – que ganhou um novo visual nesta temporada – serão conhecidos no terceiro programa da temporada, que terá 25 episódios. “Só vão entrar na competição os cozinheiros que nos surpreenderem com pratos bem apresentados e saborosos”, diz Fogaça.

Os candidatos terão pela frente provas com níveis de dificuldade bem variados: desde preparar um “PF” com uma pegada MasterChef até reproduzir uma receita que leva a assinatura de um dos jurados do programa. Esse último desafio será enfrentado pelos competidores logo na primeira prova de eliminação da temporada.

A culinária regional do Centro-Oeste e do Norte do Brasil também será tema de provas ao longo da temporada. O chef paraense Thiago Castanho é um dos convidados especiais já confirmados, assim como o chef francês Emmanuel Bassoleil. Mas a disputa não acontece só dentro da cozinha. A primeira prova fora do estúdio de 600m² será gravada no Rio Grande do Sul, mais precisamente nas Serras Gaúchas, importante polo turístico do estado também conhecido pela influência das gastronomias alemã e italiana.

O grande vencedor vai ganhar R$ 200 mil e o troféu de MasterChef. Os dois finalistas serão premiados com R$ 1 mil por mês, durante um ano, para compras com o cartão Carrefour.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho