Conecte conosco

Futebol - VITÓRIA

PC Gusmão reforça união: “todos nós temos a mesma religião que é o Vitória”

Publicado

em

Técnico do Vitória aposta em convivência intensa, chama elenco de “família” e espera que time aproveite clima tranquilo de Atibaia.

Se ainda não houve tempo de implantar seu método de jogo no time do Vitória, o técnico PC Gusmão faz de tudo para, ao menos, motivar os atletas. No clube desde segunda-feira, ele tenta garantir a tranquilidade dentro do grupo rubro-negro e a palavra união tem sido repetida diversas vezes na Toca. E os jogadores terão ainda mais tempo para se entender nos próximos dez dias, quando a delegação ficará longe de Salvador por conta dos jogos contra Guaratinguetá e Joinville.

O comandante do Leão acredita que a intensa convivência vai reforçar o foco nos objetivos do time: garantir o acesso e buscar o título da Série B. “Agora a nossa família somos nós, um é cúmplice do outro, um vai ser o ombro amigo do outro, não existe entre nós nenhum tipo de rivalidade ou vaidade, todos nós temos a mesma religião que é o Vitória. Isso é que é importante para conseguirmos os objetivos tão sonhados”, disse PC Gusmão.

O período de treinos em Atibaia, interior paulista, traz boas lembranças ao treinador, que subiu com o Sport no ano passado após ter passado pela cidade. “Espero que esta energia que Atibaia passa possa passar para gente. A estrutura em Atibaia é ótima para receber delegações, fora o clima que é muito parecido com o de Joinville. Essa permanência em Atibaia é para gente ter uma convivência maior. Já que a gente ia ter que jogar e voltar a Salvador, e retornar a Joinville. A gente já fica em São Paulo direto, faz esta preparação, e depois viaja a Joinville”.

Duelos – O Vitória embarcou para São Paulo na tarde desta quinta, mas só enfrenta o Guaratinguetá às 15h20 de sábado (10), no estádio Dario Leite. Depois, enfrentará o Joinville em Santa Catarina, no dia 17. Para o jogo contra os paulistas, Willie é desfalque e será substituído por Marquinhos. Gabriel Paulista reaparece na zaga. Já contra o JEC, Pedro Ken pode pintar como novidade. A equipe encerra a competição em casa, contra o Ceará, no dia 24.

“Eu espero que o time possa ter a personalidade necessária. O respeito ao adversário, isto é fundamental, independentemente do momento dele. O Guará está brigando para não cair e o Joinville ainda tem sonhos matemáticos de acesso. A nossa ambição de título é muito grande e não pode faltar em nenhum momento, independentemente do local que vamos jogar. Temos que jogar com personalidade e buscar as vitórias”, completou PC Gusmão. Com 69 pontos, o Vitória é o vice-líder da Série B.

 

Fonte: Ibahia.com

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Futebol - VITÓRIA

VITORIA: PERDEU? DEMITE O TÉCNICO E FICA COM O RESTO. GENIAL!

Publicado

em

E o filme se repete: depois de resultados ruins, a diretoria do Vitória demite o técnico para fingir que está buscando soluções para o time, no Brasileirão.

Ao final de mais um vexame, hoje, 30 de julho, dessa vez contra o Atlético-PR, o técnico Wagner Mancini foi demitido, finalizando mais um ciclo do mesmo no comando do Vitória.

Em 2018 Mancini conseguiu em 45 jogo, 21 vitórias, 8 empates e 16 derrotas.

O presidente Ricardo Davi decidiu, após a derrota de hoje, demitir o técnico, mas fica com o resto.

Continuar Lendo

Futebol - VITÓRIA

VITÓRIA VENCE SUA PRIMEIRA PARTIDA NO CAMPEONATO BRASILEIRO

Publicado

em

Vitória vente e bate no vasco

O Vitória venceu sua primeira partida no Campeonato Brasileiro neste domingo (13). O rubro-negro ganhou Vasco por 3 a 2, em São Januário.

Aos 17, na saída de bola do Vasco, Neilton pressiona o goleiro do Vasco, que tira, mas a bola sobra para André Lima. O atacante aproveita e manda rasteiro no canto esquerda do goleiro Martín. Aos 39, o Vasco empatou, com cobrança de Pikachu no canto esquerdo de Caíque.

Aos 25 da segunda etapa, Wallyson dá passe para Lucas Fernandes que leva a bola com tranquilidade e finaliza. Aos 30, Werney marca contra, na cobrança de escanteio, quando desvia de cabeça para o próprio gol. Aos 38, Rafael Galhardo cobra na área, a defesa afasta e a bola sobra para Kelvin. o atacante joga para a área e encontra Ríos para finalizar para as redes.

O Vitória volta a campo na quarta-feira (16), às 19h15, para enfrentar o Sampaio Corrêa, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste. A partida será no Maranhão.

Continuar Lendo

Esportes

VERGONHA SE REPETE E 1º BAVI DE 2018 ENCERRA-SE APÓS NOVE EXPULSÕES

Publicado

em

No primeiro clássico DE 2018,  a equipe do Vitória recebeu, no Barradão, neste domingo (18) a equipe do Bahia pela sexta rodada do Campeonato Baiano.

Esperava-se um espetáculo, mas o que se viu foi muita violência. Jogadores das duas equipes foram expulsos após iniciarem uma briga no campo.

O placar contava 1 a 0 para o vitória, mas o empate veio logo no início do segundo tempo. Uillian Correia colocou a mão na bola dentro da área. O pênalti foi cobrado e convertido em gol por Vinícius, que na comemoração dançou e provocou a torcida do Vitória.

Fernando Miguel, goleiro do Vitória, não gostou da provocação e partiu para tirar satisfação com o jogador quando se desencadeou uma confusão generalizada com socos, empurrões e xingamentos entre vários jogadores das duas equipes, além de invasão de campo por jogadores que estavam nos bancos de reservas.

Ainda com os ânimos acirrados, a árbitro Jaílson Macedo Freitas, começou a distribuir cartões vermelhos e amarelos para vários jogadores, tanto do Bahia quanto do Vitória.

Os jogadores titulares do Vitória expulsos foram: o zagueiro Kanu, o meia-atacante Rhayner e o atacante Denílson.

No lado do Bahia, foram expulsos Rodrigo Becão e Edson, que estavam no banco de reservas.

Os titulares Vinícius e Lucas Fonseca também levaram dois cartões vermelhos.

Na volta do jogo, Uillian Correia levou o segundo amarelo e foi expulso após falta no campo de defesa.

Há a suspeita de que jogadores do Vitória teriam recebido orientação do treinador Vagner Mancini para provocar a expulsões.

Antes da cobrança da falta marcada, o zagueiro Bruno Bispo, que também estava amarelado, recebeu um segundo cartão e também foi expulso, o que impossibilitou a continuidade da partida por número insuficiente de jogadores no time do Vitória. Acredita-se que o jogador tenha provocado o recebimento do cartão.

Com o encerramento a partida, a classificação parcial ainda está indefinida e só será decidida pelos tribunais. Segundo o regulamento geral de competições da CBF, o Bahia deve ser declarado como vencedor, pelo placar de 3 a 0.

VIOLÊNCIA SE REPETE

A confusão de hoje, lembra a do dia 30 de abril de 2017, em um clássico com torcida única na Arena Fonte Nova em que vários jogadores dos dois times se esbofetearam, se agrediram após provocações. Assista:

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho