Conecte conosco

Pitanga de Palmares

Prefeitura entrega quadra poliesportiva requalificada em Pitanga de Palmares

Publicado

em

Simões Filho tá Mudando
 

Mais lazer, mais esporte e mais entretenimento. Isso a população de Pitanga de Palmares passa a contar com a entrega da Quadra Poliesportiva Arivaldo Pereira dos Santos. O ato foi realizado no início da noite deste sábado (10), com a presença do prefeito Dinha Tolentino.

“O pedido aqui é o mesmo feito em outros locais: ajudem a conservar e manter essas intervenções, feitas com recursos de vocês. Em breve a Unidade Básica de Saúde será inaugurada e diversas intervenções acontecerão na comunidade”, afirmou o chefe do executivo municipal.

Para a Pró Gil, diretora do Centro Comunitário Nossa Esperança, o dia representa o resultado de muito trabalho.

“Durante esses quase dois anos, vimos as coisas avançarem. Os nossos jovens e adolescentes tinham uma escola sucateada e não tinham opção de lazer. A entrega desse espaço representa uma vitória. Isso é resultado de muito trabalho. Ver nossos alunos, que tiveram incentivo da Prefeitura, se apresentando me enche de alegria”, disse a professora.

O filho de Seu Arivaldo, conhecido como Ito, Airan Pereira agradeceu e se emocionou com as apresentações.

“Só tenho a agradecer por reconhecerem o amor de meu pai pelo esporte. É uma honra para nós da família. Saibam que diariamente a gente vai cuidar desse espaço que vai proporcionar muitos momentos de alegria para nossa comunidade”, enfatizou Airan.

A quadra recebeu manutenção no alambrado, com instalação de uma nova tela; instalação de novos refletores; pintura de demarcação poliesportiva; e colocação de novas traves de futsal e mastros de vôlei e pode ser considerado multiuso, porque vai abrigar diferentes modalidades de esporte, como vôlei, basquete e futebol.

Participaram também do evento, a vereadora e deputada estadual eleita, Kátia Oliveira; o vice-prefeito, Sid Serra; os vereadores Orlando de Amadeu, Adailton Caçambeiro, Arnoldo Simões, Everton Paim, Manoel Carteiro e Genivaldo Lima (presidente da Câmara); além dos secretários municipais.

 

Brasil

BINHO DO QUILOMBO É LEMBRADO EM MATÉRIA NACIONAL, APÓS ASSASSINATO DE MARIELLE

Publicado

em

Do Opera Mundi

Não é só Marielle: conheça mais 24 casos de lideranças políticas mortas nos últimos quatro anos

Vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio de Janeiro, foi última vítima da violência que atinge líderes e militantes políticos no país; veja relaçãoFabio Gabriel Pacifico dos Santos, o “Binho dos Palmares”, líder quilombola na Bahia – 18.set.2017

O assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) na noite desta quarta-feira (14/03) acendeu o alerta para um fato alarmente: desde 2014, ao menos outros 24 líderes comunitários, ativistas e militantes políticos foram evidentemente executados em diferentes regiões do Brasil. O levantamento não inclui mortes suspeitas de lideranças nem trabalhadores que não tinham, pelo menos de forma evidente, papel político de liderança. Usando esses dois critérios adicionais, a lista chegaria a centenas de nomes.

O historiador Fernando Horta, doutorando na Universidade de Brasília, reuniu uma lista dessas vítimas. Opera Mundi conta um pouco da história destes militantes, executados por conta dos trabalhos que desenvolviam por suas comunidades.

Marielle Franco, vereadora no Rio de Janeiro pelo PSOL – 15.mar.2018

A socióloga, ativista dos movimentos feminista e negro, foi executada no centro da capital fluminense. Marielle, a quarta vereadora mais votada na cidade, atuava na comunidade da Maré, onde morava, e, na semana anterior a sua morte, denunciou a violência e os abusos policiais no bairro de Acari. Leia mais aqui.

Paulo Sérgio Almeida Nascimento, líder comunitário no Pará – 12.mar.2018

Nascimento era um dos líderes da Associação dos Caboclos, Indígenas e Quilombolas da Amazônia (Cainquiama). Segundo a Polícia Civil, ele foi alvejado por disparos do lado de fora de casa, na cidade de Barcarena. Nascimento era atuante nas denúncias contra a refinaria Hydro Alunorte, responsável pelo vazamento de dejetos tóxicos nas águas da região no começo do mês. Leia mais aqui.

George de Andrade Lima Rodrigues, líder comunitário em Recife – 23.fev.2018

Rodrigues foi encontrado com marcas de tiros e um arame enrolado no pescoço, após três dias de buscas. O corpo dele foi achado em um matagal às margens de uma estrada de terra. Ele havia sido sequestrado por quatro homens que se diziam policiais. Leia mais aqui.

Carlos Antônio dos Santos, o “Carlão”, líder comunitário no Mato Grosso – 07.fev.2018

Carlão era um dos líderes do Assentamento PDS Rio Jatobá, em Paranatinga, no Mato Grosso, e foi morto a tiros, por homens em uma motocicleta, em frente à prefeitura da cidade. Ele estava dentro de um automóvel com a filha e a esposa, que chegou a ser atingida de raspão. Carlão já havia feito várias denúncias à polícia de que estava sendo ameaçado. Leia mais aqui.

Leandro Altenir Ribeiro Ribas, líder comunitário em Porto Alegre – 28.jan.2018

Ribas era líder comunitário na Vila São Luís, ocupação da zona norte da capital gaúcha. Ele havia deixado de dormir em casa desde alguns dias antes por conta da guerra entre traficantes da região. No dia em que foi assassinado, voltou à vila para pegar roupas, mas acabou sendo morto. A polícia suspeita de que Ribas tenha sido executado pelos criminosos ao se apresentar como líder da comunidade e questionar as ações do grupo. Leia mais aqui.

Márcio Oliveira Matos, liderança do MST na Bahia – 24.jan.2018

Matos era um dos integrantes mais novos da direção do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e morava no Assentamento Boa Sorte. Aos 33 anos, foi morto em casa, com três tiros, na frente de seu filho. Leia mais aqui.

Valdemir Resplandes, líder do MST no Pará – 9.jan.2018

Conhecido como ‘Muleta’, Resplandes foi executado na cidade de Anapu, no Pará. Ele conduzia uma moto e foi parado por dois homens. Um deles atirou pelas costas; já no chão, o ativista foi alvejado na cabeça. A missionária norte-americana Dorothy Stang foi assassinada na mesma cidade, em 2005. Leia mais aqui.

Jefferson Marcelo do Nascimento, líder comunitário no Rio – 04.jan.2018

Nascimento era líder comunitário em Madureira e foi encontrado com sinais de enforcamento um dia após desaparecer. Ele havia feito uma série de denúncias contra uma quadrilha de milicianos dias antes de ser executado. Leia mais qui.

Clodoaldo do Santos, líder sindical em Sergipe – 14.dez.2017

Santos era líder do Movimento SOS-Emprego de Sergipe e foi baleado na cabeça por dois homens que foram à sua casa com a desculpa de entregar um currículo. Após orientar os criminosos a entregarem o documento diretamente à empresa que construía uma termoelétrica na região, o dirigente foi alvejado. Leia mais aqui.

Jair Cleber dos Santos, líder de acampamento no Pará – 22.set.2017

Santos foi alvo de um ataque a tiros na companhia de outros quatro trabalhadores rurais. O acusado do assassinato é o gerente de uma fazenda ocupada por trabalhadores ligados à Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Pará). A polícia esteve no local momentos antes e os trabalhadores que estavam lá acusam-na de ter facilitado a fuga do gerente e de outros pistoleiros. Leia mais aqui.

Fabio Gabriel Pacifico dos Santos, o “Binho dos Palmares”, líder quilombola na Bahia – 18.set.2017

Binho, como era conhecido, era líder do quilombo Pitanga dos Palmares, na cidade de Simões Filho, Bahia. Ele havia acabado de deixar o filho na escola e seguia para o enterro de uma amiga quando foi abordado por homens em um carro. Um deles desceu do veículo e atirou várias vezes na direção do líder. Leia mais aqui.

José Raimundo da Mota de Souza Júnior, líder do Movimento dos Pequenos Agricultures (MPA) na Bahia – 13.jul.2017 

O quilombola Souza Júnior era defensor da agroecologia e educador popular. Momentos antes do crime, o líder camponês havia sido procurado por dois homens em casa. Ele foi baleado enquanto trabalhava na roça com o irmão e um sobrinho. Leia mais aqui.

Rosenildo Pereira de Almeida, o “Negão”, líder comunitário da ocupação na Fazenda Santa Lúcia, no Pará – 8.jul.2017 – O líder camponês, ligado ao MST, foi morto na cidade de Rio Marias, próxima à fazenda. Ele havia ido ao local para se esconder após reiteradas ameaças de morte. ele foi executado por dois motoqueiros com três tiros na cabeça. Leia mais aqui.

Eraldo Lima Costa e Silva, líder do MST no Recife – 20.jun.2017

Costa e Silva, de 57 anos, estava em casa, em uma ocupação na zona norte do Recife, quando homens armados o arrastaram para fora e o executaram às margens da BR-101, com quatro tiros. Leia mais aqui.

Valdenir Juventino Izidoro, o “Lobó”, líder camponês de Rondônia – 4.jun.2017

Lobó foi morto com um tiro a queima roupa em um acampamento em Rondominas, Rondônia. Ele liderava um grupo de sem-terra em ocupações na região. Leia mais aqui.

Luís César Santiago da Silva, o “Cabeça do Povo”, líder sindical do Ceará – 15.abr.2017

Silva tinha 39 anos quando foi executado em uma estrada no município de Brejo Santo (CE). Ele era membro do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem (Sintepav-CE) e com militância ativa nas obras do porto de Pecém. Leia mais aqui.

Waldomiro Costa Pereira, líder do MST no Pará – 20.mar.2017

Pereira, que era servidor público e atuante no MST, foi morto dentro do Hospital Geral de Parauapebas, no Pará. Cinco homens armados renderam seguranças e foram até a UTI, onde atiraram no ativista. Ele estava internado após ser atacado em seu sítio, em Eldorado dos Carajás. Leia mais aqui.

João Natalício Xukuru-Kariri, líder indígena em Alagoas – 11.out.2016

Liderança história dos povos indígenas do nordeste, Xukuru-Kariri foi morto a facadas na porta de casa, em uma aldeia indígena em Alagoas. O assassinato ocorreu de madrugada, quando o camponês se preparava para ir trabalhar na roça. Leia mais aqui.

Almir Silva dos Santos, líder comunitário no Maranhão – 8.jul.2016

Santos era líder comunitário da Vila Funil, em São Luiz, e foi executado dentro de casa com tiros na cabeça e nas costas, na frente da mulher, da filha e de vizinhos. O acusado de ter cometido o assassinato teria afirmado, segundo a polícia que matou Santos por não concordar com a construção de uma ponte na comunidade – que atrapalharia o tráfico de drogas ao dar aos policiais acesso fácil ao local. Leia mais aqui.

José Bernardo da Silva, líder do MST em Pernambuco – 26.abr.2016

Silva, de 48 anos, era líder do MST em Pernambuco e estava caminhando com a esposa e uma filha às margens da BR-336 quando uma caminhonete se aproximou. Um dos ocupantes do veículo desceu do carro e atirou contra a vítima. Mulher e filha se esconderam e não ficaram feridas. Leia mais aqui.

José Conceição Pereira, líder comunitário no Maranhão – 14.abr.2016

Pereira tinha 58 anos quando foi morto com um tiro na nuca dentro de casa na capital maranhense. Nada foi levado da casa do líder comunitário, o que reforçou a hipótese de execução. Leia mais aqui.

Edmilson Alves da Silva, líder comunitário em Alagoas – 22.fev.2016

Presidente do asssentamento Irmã Daniela, Silva foi morto a tiros dentro do local. Ele era líder do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST), o líder comandava ocupações e denunciava crimes ambientais e desmandos supostamente praticados por fazendeiros do litoral norte do Estado. Leia mais aqui.

Nilce de Souza Magalhães, a “Nicinha”, líder comunitária e membro do Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB) em Rondônia – 7.jan.2016

Nicinha era pescadora e participou de diversas audiências para denunciar a situação de seus vizinhos e danos ambientais. Ela desapareceu em 7 de janeiro e foi assassinada a tiros. Leia mais aqui.

Simeão Vilhalva Cristiano Navarro, líder indígena do Mato Grosso – 1.ago. 2015

O assassinato de Navarro aconteceu durante uma reocupação de terras indígenas por parte dos Guarani-Kaiowá. Uma comitiva de fazendeiros se dirigiu à região e atacaram os indígenas. O ativista foi atingido com um tiro na cabeça quando estava às margens de um córrego procurando pelo filho. Leia mais aqui.

Paulo Sérgio Santos, líder quilombola na Bahia – 6.jul. 2014

Santos era líder quilombola e foi assassinado dentro do acampamento Nelson Mandela, em Helvécia (BA). Ele foi surpreendido por homens armados que chegaram em um carro e desceram atirando. Leia mais aqui.

Continuar Lendo

Pitanga de Palmares

Comunidade Quilombola realiza Feira da Agricultura neste domingo (06)

Publicado

em

A comunidade quilombola Pitanga de Palmares realiza neste domingo (06), a partir das 07h, a Feira da Agricultura Familiar, em frente à capela de São Gonçalo em Pitanga de Palmares.

Durante o evento, acontecerão apresentações culturais, a comercialização de artesanatos, produtos da agricultura familiar e comidas típicas como: manissoba, vaca atolada e galinha de quintal com pirão.

Além disso, os quilombolas receberão barracas que auxiliarão na comercialização dos produtos da agricultura familiar, recebidas do governo do estado pela líder comunitária quilombola, Bernadete Pacífico.

 Participe!

Continuar Lendo

Pitanga de Palmares

Comunidade Quilombola Caipora em Pitanga de Palmares comemora três anos de resistência na semana do dia da Consciência Negra

Publicado

em

photo-11Entre as atividades em referência a Consciência Negra, foi comemorado também, na última sexta-feira (22), os três anos de resistência da Comunidade Quilombola Caipora em Pitanga de Palmares.

 O dia foi celebrado com um bate papo da Secretária e Coordenadora de Promoção da Igualdade Racial Miralva Prazeres e Maria Bernadete Pacifico, Secretário de Agricultura Evandro Araújo, Secretário de Transporte e Trânsito Denyson Santana e representantes do Quilombola de Camaçari Kiazala e do Quilombola de São Francisco do Conde Alvacélia e em seguida a comunidade celebrou a resistência com muita música e dança na sola do pé.

“É muito gratificante ver a luta e resistência do Qilombo Caipora. Administramos aqui através do diálogo e tenho orgulho de ser negro e fazer parte dessa comunidade. Queremos agradecer ao Prefeito Eduardo Alencar por ser nosso parceiro e pela sua sensibilidade em sempre atender os nossos pedidos”. Disse Flávio Gabriel Pacífico membro do Quilombo.

Além dos Secretários, estiveram presentes o Prefeito Eduardo Alencar e o Presidente da Câmara Joel Cerqueira o Major Átila do Carmo e alunos do Centro Comunitário Nossa Esperança.

 

Apoio Secretaria de Promoção da Igualdade Racial

Fonte: ASCOM/PMSF

Continuar Lendo

Pitanga de Palmares

Confirmado: Passeio ciclistico de Pitanga de Palmares será amanhã às 8h

Publicado

em

image

O passseio ciclistico que sairá amanhã de Pitanga de Palmares está confirmado, bem como o sorteio de brindes para as pessoas que ralizaram a aquisição de camisas do evento. A concentação será a partir das 7h da manhã no largo de Pitanga de Palmares -próximo ao presídio,  e seguirá o roteiro previamente informado.

Página Simões Filho, em cima da da hora. Postado com dispositivo móvel

Continuar Lendo

Pitanga de Palmares

Pitanga de Palmares: Protesto do moradores provoca engarrafamento de 8km

Publicado

em

Moradores de Pitanga de Palmares bloqueiam BA 093 com pneus, paus e galhos de árvores para pedir conclusão das obras que deveriam trazer melhorias para a população residente naquela comunidade e que foi prometida quando da construção do pedágio.

Os moradores relatam que em nos últimos quinze dias foram registrados cinco atropelamentos e a construção de passarelas é um dos itens pedidos pela população.

O engarrafamento já chega a oito km no sentido Camaçari-Salvador.

A polícia rodoviária esteve no local e conseguiu convencer os moradores para que liberassem um dos lados da pista até que a concessionária se faça presente, os moradores declararam que se até o meio dia de hoje a mesma não comparecer para dar explicações, a pista será novamente bloqueada nos dois sentidos.

Continuar Lendo

Palmares

Futebol amador movimentou o domingo em Palmares

Publicado

em

Na manhã deste domingo (29), os amantes do futebol  de Palmares e Pitanga de Palmares prestigiaram a Final da oitava copa Palmares, jogo da final entre Dandá e Flamengo, e, a abertura da décima primeira copa Pitanga, em Pitanga de Palmares; evento organizado pelo Jovem, Binho do Quilombo e apoio da prefeitura de Simões Filho. O jogo de abertura ficou por conta das equipes da Portuguesa e Aldeia.

Os moradores estiveram em um número muito grande nos dois eventos, muitos chegaram cedo ao local do jogo para se acomodar e acompanhas as partidas.

Prefeitura realiza serviços

Na oportunidade o prefeito Eduardo Alencar deu o ponta pé inicial da copa e agradeceu aos moradores no local e organizadores do evento. A comunidade de Palmares foi contemplada com os serviços de manutenção no campo de futebol, com a instalação das telas; serviços esses, que foram solicitados pelo vereador Orlando de Amadeu.

Esteve no evento, o prefeito Eduardo Alencar, o secretário de esportes Enaldo Barbosa, vereador Orlando de Amadeu e lideranças do bairro.

 

Fonte: Fala Simões Filho

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho