Conecte conosco

Vereadores

GENIVALDO LIMA EXPLICA ANTECIPAÇÃO DA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DA CÂMARA

Publicado

em

Câmara Municipal de Simões Filho
Simões Filho tá Mudando
56 anos de emancipação

Uma decisão do presidente da câmara de vereadores de Simões Filho – vereador Genivaldo Lima – vem causando polêmica no meio político da cidade: a antecipação da eleição para presidência da câmara municipal, para o próximo mês de junho.

Como está?

Atualmente, as eleições seguem o que diz o Capítulo III, artigo 14, que diz que os vereadores eleitos no pleito anterior, se reúnem no dia 1º de janeiro, no primeiro ano da sua legislatura para posse dos membros e eleição da mesa diretora.

Todo esse processo é conduzido por um presidente provisório, segundo o regimento interno, o mais idoso.

O que está proposto?

A proposta atual é antecipar a eleição para presidente e Membros da Mesa para o mês de junho, deixando para o mês de janeiro seguinte, apenas a posse.

Justificativa

A explicação do atual presidente, vereador Genivaldo Lima, é que o fato das eleições para presidente da câmara se realizarem em períodos próximos das eleições para prefeitos, vereadores e deputados, permite a possibilidade de que vários acontecimentos interfiram no processo interno de escolha dos vereadores, que costumam decidir, não com base em critérios, discursões e propostas, mas sim, em situações circunstanciais, que em muitos casos, acabam atrapalhando as gestões, tanto do legislativo quanto do executivo.

Outro fator que justifica a antecipação das eleições, é que ficará mais claro para o prefeito e para o próximo presidente da câmara, identificar “quem é quem”, quem está comprometido com um grupo ou com outro.

Genivaldo Lima frisou também que, é preciso que cada vereador, assuma de fato, sua posição na casa, se é oposição ou situação e que com a antecipação da eleição tornará fácil essa identificação.

Genivaldo Lima prevê que a próxima eleição deverá acontecer, novamente, com uma única chapa, uma vez que, pelos seus cálculos, não há número suficiente de vereadores, que se declaram oposição, para formar uma chapa para concorrer à presidência da casa.

“Para formar uma chapa, são necessários cinco nomes e não temos cinco vereadores declarados de oposição, e creio que não teremos. Sendo assim, acredito que teremos novamente uma única chapa, provavelmente encabeçada pelo vereador Orlando de Amadeu.” Ressaltou o presidente Genivaldo Lima.

Para que a eleição aconteça no próximo mês, deverá ser feita alteração no Regimento Interno da Câmara e deverá ser aprovado em sessão ordinária, a qual deverá acontecer amanhã, terça-feira, 22 de maio de 2018.

P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E

Copyright © 2017 Página Simões Filho