Conecte conosco

Especiais

Respeitar as MANAS, AS MINAS e AS MONAS

Publicado

em

Por: Valéria Possadágua

O Brasil continua marginalizando, excluindo e executando uma parcela da sociedade. Somos o país no topo do ranking de mortes por homofobia.

Me indigna o fato dessa gente intitulada do “bem” ligada a certas religiões, que se sente ofendidíssima com a luta dos Trans., das lésbicas, dos homossexuais e até dos heteros, sim porque também somos alvos da violência moral, por conta das nossas roupas, cabelos e comportamentos. Daqui a pouco estaremos sendo incluídos numa espécie de lista, parecida com a “Lista Schindler” (Lista que os Nazifascistas na Alemanha de Hitler, utilizavam para incluírem os Judeus condenados a morte na câmara de gás).

Tempos difíceis estes, onde estamos tendo que defender o óbvio. Quando poderíamos estar avançando no debate por uma educação não sexista, mais inclusiva, participativa, menos preconceituosa e discriminadora. Aliás, temo por nosso tempo, pois os preconceitos estão sendo destilados por religiões e pastores que se intitulam donos da moral e dos bons costumes, alheios ao Estado Democrático de Direito (O Estado democrático de direito é um conceito que designa qualquer Estado que se aplica a garantir o respeito das liberdades civis, ou seja, o respeito pelos direitos humanos e pelas garantias fundamentais, através do estabelecimento de uma proteção jurídica. Em um estado de direito, as próprias autoridades políticas estão sujeitas ao respeito das regras de direito).

Incitam ódio e violência, e, esta violência tem elevado o número de mortes de seres humanos que não se encaixam num padrão e regras estabelecidos por uma minoria.

E por que matam?

Matam porque estão cegos, cheios de ódio, de preconceitos.

Estigmatizam os diferentes, interpretam as palavras contidas na BIBLIA como melhor os convém.

Se, Jesus foi o maior revolucionário da sua época, em nenhum momento ou passagem bíblica ele incitou ódio ou preconceito contra nações ou pessoas. Andava com os pobres, os doentes, os ladrões e as prostitutas. Aqueles que a sociedade excluía, ele acolhia com ternura e amor. Não tinha muito que comer, não tinha um teto, não carregava nada consigo a não ser suas próprias vestes. Mas tinha, conforme relato bíblico, um olhar bondoso e acolhedor. E certa feita quando caminhava deparou-se com uma cena dantesca e cruel, o apedrejamento de uma mulher adultera. Foi inclusive questionado sobre o que ele pensava sobre a pena da pobre mulher, com palavras simples e direta respondeu: QUEM NÃO TIVER PECADO QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA. E assim sendo um a um foi se retirando até que não restou nenhum acusador, e ele então se dirige a mulher e diz a ela que vá, mas não peques mais. Que grande e bela lição de amor e justiça pregou Jesus. No entanto hoje, estamos vendo os fariseus da igreja, os julgadores das vestes e dos corpos alheios portando numa mão um fuzil, e na outra a bíblia, incitando ódio e destilando preconceito, contra um comercial de TV onde uma perfumaria com grande sacada comercial para vender os seus produtos para o dia dos namorados (as). Então, estes senhores farisaicos disseram numa certa Marcha para Jesus(Pois duvido que Jesus ali estivesse) que os fieis deveriam boicotar a tal perfumaria e escrachar os seus produtos pois, era capaz da “irmã” ou do “irmão” que usasse o capeta faria ele ou ela sentir vontade de beijar e abraçar pessoas do mesmo sexo…. rs

Desde dos tempos da inquisição se matou em nome de Deus (Inquisição, ou Santa Inquisição foi uma espécie de tribunal religioso criado na Idade Média para condenar todos aqueles que eram contra os dogmas pregados pela Igreja Católica, mandou para as fogueiras milhares de pessoas que eram consideradas hereges, praticantes de doutrinas ou outras religiões).

Não há relatos, oU passagens bíblicas onde Jesus tenha incitado alguma forma de preconceito ou praticado algum tipo de discriminação contra qualquer pessoa, mas sempre foi questionado por hipócritas e farisaicos, que testavam sua visão humanística e passiva, como quando foi questionado se os Romanos deveriam pagar os impostos a César, e com tal sabedoria, digna de um grande líder e socialista que foi respondeu: DAI A CESAR, O QUE É DE CÉSAR.

Nunca li passagem alguma na Bíblia, que ele tenha rechaçado qualquer pessoa que tenha se aproximado dele, muito menos os desvalidos, os doentes, negros, homossexuais ou prostitutas, muito menos tenha incitado ódio contra as nações, desmerecendo esta ou aquela condição humana.

Hipócritas e farisaicos são os que hoje se intitulam de pastores da boa fé, daqueles que creem em Deus, manipulam e interpretam a bíblica da maneira como melhor lhes convém, e claro que sempre voltada para as questões financeiras. Perigosos mesmos são os tempos que estas idolatrias permanecem nos meios de comunicação para servirem aos interesses financeiros desta ou daquela Congregação e prestam verdadeiros desserviços, além de serem mecanismos de alienação e cegueira coletiva.

Um povo cego e alienado é muito fácil de ser levado ao matadouro, por isso vemos aumentar ainda mais o tempo destas programações intituladas de religiosas. E, em tempo de ódio e destilação de veneno, temo pelo nosso direito de “ir” e “vir”, pelo cidadão que não segue as orientações sexuais e reprodutivas que pregam diuturnamente sobre os nossos corpos.

Sejamos livres e sejamos respeitados por nossas escolhas.

Mais amor e gentileza, e menos ódio e preconceito.

Por uma sociedade, com menos MALACHEIAS, IN- FELICIANOS e BOLSONAROS.

E vivam as propagandas que tem a sensibilidade de registrar todas as formas de amor!

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Cultura

PARADA GAY DO CIA, EM SIMÕES FILHO, VIRA BADERNA, PROPÓSITOS SÃO ESQUECIDOS E POPULAÇÃO É DESRESPEITADA

Publicado

em

Nos primeiros anos havia a mensagem do respeito, da tolerância, da igualdade, do combate à homofobia.

No últimos anos, um carnaval vazio, mal organizado e com intuito apenas de promoção política de alguns poucos indivíduos que pedem respeito, mas que não praticam o que tanto pedem.

De posse de um microfone, esses mesmos que tanto pedem respeito, vociferam ofensas e desrespeito a profissionais e agentes públicos em serviço e elogios vazios a pessoas e entidades que de várias formas, seus apoios interessam à continuidade da baderna.

Foi o que tristemente, novamente, aconteceu.

A parada gay do Cia realizada na tarde deste domingo, 19 de agosto, no percurso que foi do CIA 1 até a rotatória de acesso à Via Universitária, foi mais uma prova de que todo apoio dado pelos poderes públicos ao evento, ao longo de todos esses anos, precisa ser reavaliado e de forma determinante, impor o mínimo de respeito à instituições, à população e a ordem pública.

Simões Filho já é carente de mobilidade urbana.

Dar a um cidadão, que se colocou como autoridade municipal, o poder de dar ordens à Policia Militar e a órgãos de trânsitito do municipio para que bloqueassem totalmente e multassem veículos estacionados nas margens das já escassas vias de grande circulação, para que um trio elétrico tocasse durante três horas, é, quando não menos, IRRESPONSABILIDADE.

Uma certa “AUTORIDADE MAIOR”, do auto da ousadia permitida por não se sabe quem, entendeu-se na condição de dar ordens e ofender agentes da SETRAN que trabalhavam no apoio ao desorganizado evento.

Em dado momento, um líder da equipe da secretaria de transportes sentindo-se, ele e sua equipe, desrespeitados diante do público que acompanhava o trio elétrico, decidiu deixar o local e a responsabilidade geral aos cuidados daquele que lhes ofendeu chamando-os de incompetentes e palhaços.

Será necessário esclarecer Que a cidade de Simões Filho tem poucas vias de grande circulação?

Será necessário informar que a Via Universitária é acesso, quase único, de milhares de moradores de diversos condomínios carentes de transporte público?

Será que já não basta tal carência, os moradores desses condomínios são obrigados a buscar desvios, escuros e sem organização prévia para se locomoverem para outros pontos da cidade?

Seria possível alguém pensar que em eventual caso de emergência, vidas poderiam ter sido perdidas para que um trio elétrico, atravessado na Via Universitária, impedindo totalmente a livre circulação do trânsito, tocasse durante horas?

Porque razão?

Luta contra homofobia?

O dircurso de minoria, de pedir igualdade e respeito não pode prevalecer ao direito dos demais cidadãos.

Durante o evento, a Via Universitária ficou totalmente bloqueada e a Elmo Serejo Farias, ficou irresponsavelmente prejudicada.

Será que para “FICAR BEM NA FITA COM A CLASSE” as autoridades municipais devam permitir todo tipo de despeito a população.

Tudo por conta de um evento que a muito, já não serve como ato de afirmação da necessidade de uma minoria tão carente de respeito que são os LGBTS+?

Será que a causa não está sendo usada como desculpa para promoção pessoal?

Pede-se, determinatemente, aos poderes públicos que permitem tal desordem, o devido monitoramento para futuros eventos semelhantes.

Certamente, autoridades, supostamente, homeageadas durante o evento se colocarão contra essa publicação, pois valerá mais o LUCRO ELEITOREIRO do que o respeito à população que tanto já sofre com tanto desrespeito, todos os dias.

Vale lembrar que o Página Simões Filho foi um dos primeiros veículos de imprensa a dar total apoio ao evento, nas suas primeiras edições.

Assista ao momento em que agentes da SETRAN sao chamados de palhaços e incompetentes.

Ouça também o áudio de desabafo de um dos agentes da Secretaria.

Publicado via celular

Continuar Lendo

MUNDO

BRASIL SE IGUALA AO PAQUISTÃO AO DESRESPEITAR LIMINAR DA ONU SOBRE LULA

Publicado

em

Ao se tornar signatário do decreto 311/2009, promulgado pelo então presidente José Sarney, portanto dando-lhe força de lei, o Brasil abriu mão da soberania nos assuntos que tratam de direitos humanos.

A Organização das Nações Unidas (ONU) publicou na manhã de hoje, sexta-feira, 17 de agosto, determinação ao Estado Brasileiro para que tome todas as medidas cabíveis para permitir que o ex-presidente Lula – PRESO POLÍTICO – participar das eleições deste ano, com todos os seus direitos políticos preservados até o final do julgamento.

O Ministro da Justiça, Torquato Jardim e o chanceler do golpe, Aloizio Nunes, tentam diminuir o impacto da decisão da ONU, dizendo que a mesma tem caráter apenas de orientação.

Se posicionando contrário a determinação da ONU e não obedecendo-a o Brasil estará se igualando ao único país que tomou tal decisão, o Paquistão.

Com a decisão, as eleições de 2018 correm o risco de não serem reconhecidas internacionalmente.

Continuar Lendo

Saúde

RAIO CAI NA SECRETARIA DE SAÚDE DE SIMÕES FILHO

Publicado

em

Calma! Não estamos falando de um fenômeno da natureza.

O raio em questão, foi anunciado pela Secretaria de Saúde – Betânia Lessa – durante assinatura de OS para reforma da Unidade Básica de saúde do Ponto de Parada, ontem, 13 de agosto, própria UBS.

A secretaria listou várias ações colocadas em prática e fez questão de anunciar a chegada de um novo equipameto de Raio X digitalizado.

“… Nós estamos trabalhando muito para que alcancemos o melhor para a saúde pública no nosso município.” declarou a secretária

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho