Secretário de meio ambiente de Simões Filho não compareceu a audiência determinada pelo IBAMA – Página Simões Filho | Acreditando em uma cidade melhor

Secretário de meio ambiente de Simões Filho não compareceu a audiência determinada pelo IBAMA

Audiência Pública RIMA CNNA (8)

O Instituto do Meio Ambiente-IBAMA, determinou a realização de uma audiência pública para discutir os impactos ambientais e sócio econômicos provocados pela implantação do Canteiro Náutico e Naval-CNNA, na Bahia de Aratú, na cidade de Simões Filho. A audiência aconteceu na tarde deste sábado(20) no auditório da SUDIC no Centro Industrial de Aratu-CIA.

Audiência Pública RIMA CNNA (1)O Canteiro Náutico e Naval-CNNA é um empreendimento composto por quatro investidores distintos, sendo três empresas de dobragem e montagem de peças metálicas para plataformas de petróleo, e uma marina de recreação e esportes náuticos.

O empreendimento será instalado numa área de 40 hectares, o tamanho equivalente a 40 campos de futebol e utilizará a área da antiga empresa cimento aratu.

Audiência Pública RIMA CNNA (16)

A plateia foi composta por pescadores das várias áreas que serão atingidas a exemplo de Mapele e Ilha de São João. O Sr Edézio Almeida, da Secretaria de Serviços Públicos-SESP representou o Prefeito Eduardo Alencar.  Os vereadores Joel do Hospital, Joel Luiz, Élio dos Santos, João Contador, Deni Canaã, Arnoldo Simões, Nivaldo Dórea, Missionária Cleide e Mirian Prazeres estiveram presentes e alguns deles fizeram questionamentos à mesa diretora. Também estiveram presentes o secretário de cultura-Jorge Salles, o secretário de Habitação-Virgílio Daltro e o ex-secretário de desenvolvimento econômico o Sr. Aderbal Menezes.

Audiência Pública RIMA CNNA (8)Era obviamente esperada, a presença do secretário de Meio Ambiente do Município-Sr Eliaquim Otávio, mas inexplicavelmente o mesmo não se fez presente num evento que tratou dos danos e benefícios, imediatos e futuros, que afetarão a vida de milhares de moradores das comunidades de pescadores que tiram da Bahia de Aratu, seu sustento com a atividade de pesca e cata de mariscos.

Foram colocadas ao público todas as informações constantes do Relatório de Impacto Ambiental-RIMA sobre as fases de implantação do projeto, dos impactos ambientais e compensações para o município.

Foi dito que o empreendimento irá afetar toda a região de forma positiva e negativa nas seguintes proporções: de 36 impactos, 35 serão negativos e apenas 1 será positivo.

Os vereadores Élio Santos e Missionária Cleide questionaram sobre as ações de compensação que o empreendimento trará para o município por conta da discrepância nos impactos positivos e negativos.

Audiência Pública RIMA CNNA (2)Os representantes da empresa e do IBAMA informaram que não há obrigação prevista para que município seja compensado pelas empresas que serão instaladas ali. A Missionária Cleide declarou que estava revoltada com a falta da presença do poder executivo numa evento de tamanha importância, uma vez que se tata de um empreendimento de grande porte.

Os representantes de várias associações de pescadores da região, também fizeram questionamentos sobre as consequências e os prejuízos que o empreendimento irá trazer para os mesmos.

Audiência Pública RIMA CNNA (10)Um ponto importante foi levantado pelo vereador Joel Luiz no que diz respeito a possíveis conflitos com o Plano Diretor do Município, uma vez que todas as etapas foram acompanhadas pela Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial-SUDIC. Um representante da empresa informou que foi feita uma consulta ao Plano Diretor, mas mesmo assim, o vereador Joel Luiz informou que irá fazer uma análise minuciosa desta questão. Se houver conflito com o Plano Diretor do Município, isto forçará novos estudos e novas etapas de readequação do projeto.Audiência Pública RIMA CNNA (3)

A apresentação não deixou um clima de boas notícias no ar uma vez que, não ficou claro em nenhum momento que os pescadores e as comunidades afetadas serão de alguma forma beneficiados com a chegada deste canteiro. Apenas que o município terá aumento na arrecadação de impostos. A vereadora Miriam Prazeres solicitou aos representantes das empresas, uma nova audiência na Câmara de vereadores para que toda a comunidade participe.

 
 

One Comment

  1. 22 de abril de 2013

    Comente essa notícia…

    Responder

Seja o primeiro a comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *