TEM UMA SIMÕES FILHO MELHOR
Esportes Futebol - VITÓRIA ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em jogo eletrizante, Vitória empata com o Bragantino fora de casa

Em jogo eletrizante, Vitória empata com o Bragantino fora de casa 8 de outubro de 2011Leave a comment

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em jogo eletrizante, Vitória empata com o Bragantino fora de casa.

 

O Vitória foi à campo neste sábado (8), onde enfrentou o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista-SP. O rubro-negro baiano precisava vencer a qualquer custo para se manter de vez na briga pelo acesso, mas, após um jogo eletrizante, não conseguiu mais do que um empate: 2 a 2. Os gols foram marcados por Fabio Santos e Xuxa, pelo lado rubro-negro. André Astorga e Lincom descontaram para o Bragantino. A partida foi válida pela 29° rodada da série B do Campeonato Brasileiro.

O primeiro tempo da partida foi eletrizante. Os primeiros dez minutos foram amplamente dominados pela equipe do Bragantino, que criou pelo menos quatro oportunidades para abrir o placar no Nabi Abi Chedi. Mas como diz o velho ditado, “quem não faz, leva!”, e foi o que aconteceu. Aos 13’ minutos, em um contra-ataque fulminante, Fernandinho recebeu pelo meio e deixou Fábio Santos em excelente condição para inaugurar o marcador. O atacante recebeu na entrada da área e não desperdiçou, fazendo 1 a 0 na primeira chegada do Vitória a meta adversária.

O jogo seguiu intenso. Após o gol, o rubro-negro ganhou um pouco de volume de jogo e começou a gostar da partida, equilibrando o panorama do confronto. No entanto, após muita insistência, o Bragantino conseguiu o empate. Aos 27’ minutos, Luis Mário cobrou escanteio na grande área, e André Astorga, vindo de trás, cabeceou entre Nino Paraíba e Douglas, para empatar o placar.

E se enganou quem achou que as duas equipes se acomodaram depois disso. O alvinegro do interior paulista ainda achou uma bola no travessão logo um minuto após o empate. Luis Mário, num cruzamento despretensioso pela direita, fez a redonda explodir no poste superior da meta adversária.

Os times seguiram brigando, e a todo tempo buscaram o gol, que não veio, ao menos até os 47’ minutos, que foi quando o árbitro apitou o final da primeira etapa.

As duas equipes voltaram do vestiário para protagonizar um segundo tempo inexplicável. Os primeiros 15 minutos foram até “normais”. A coisa começou a esquentar mesmo a partir do 16° minuto, quando o goleiro Douglas, do Vitória, após socar uma bola no alto, caiu e ficou mais de três minutos recebendo atendimento, para no final das contas levantar e receber cartão amarelo ao som dos gritos de “timinho”, proferidos pela torcida do Bragantino.

Aos 22′, falta para o Vitória. Gilberto então foi reclamar com a arbitragem pela não aplicação do cartão amarelo para o adversário, e foi ele quem acabou levando a advertência. Não satisfeito, o jogador de 36 anos continuou a bater boca com o árbitro, que perdeu a paciência e o mandou para o chuveiro mais cedo, deixando o Vitória com 10 jogadores em campo.

Nem o melhor dos profetas adivinharia o que viria pela frente. Após boas chances criadas pelas duas equipes, em um jogo completamente aberto, veio o inexplicável. Aos 35′, o assistente invalidou um gol do Bragantino, marcando impedimento de Lincom no lance. Um minuto depois, Xuxa é quem marca pelo lado do Vitória, mas novamente o assistente estava lá para marcar impedimento. No minuto seguinte (37), pênalti sofrido por Nino Paraíba. Fabio Santos foi para a cobrança e desperdiçou, após a bola bater no goleiro Gilvan, bater na trave, bater no goleiro novamente, até que o camisa 1 conseguiu segurar a redonda. Com 41′ minutos, o árbitro auxiliar voltou a marcar impedimento em um gol marcado por Finazzi, do Bragantino, ato que levou os jogadores do alvinegro paulista a loucura.

Quatro minutos depois, Finazzi escorou um lançamento para Lincom, que ainda fora da área, dominou, fez o pivô, girou em cima de Jean e bateu no canto esquerdo de Douglas, para desempatar a partida: 2 a 1.

Um minuto, sim, um minuto depois, o Vitória chegou ao empate. Parecia combinado, mas não era. Fernandinho carregou a bola pela esquerda, foi até a linha de fundo e rolou para trás, eis que chegou Xuxa para estufar as redes e sair para o abraço.

Após isso, só restou as equipes tocarem bola e esperarem o apito final, que veio aos 50′ minutos.

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

29° RODADA

BRAGANTINO 2 X 2 VITÓRIA

Data: 08 de outubro de 2011

Local: Estádio Nabi Abi Cheid

Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)

Assistentes: Bruno Bochilia (Asp. Fifa-PR) e Ivan Carlos Bohn (CBF-PR)

BRAGANTINO: Gilvan; Diego Macedo, André Astorga, Luís Henrique e Junior Lopes (Otacílio Neto); Luis Carlos (Finazzi), Léo Jaime, Esley e Marcinho (Luis); Lincom e Luís Mário.

Técnico: Marcelo Veiga

VITÓRIA: Douglas; Nino Paraíba (Mineiro); Gabriel, Maurício e Jean; Fernandinho, Zé Luís, Preto (Charles Vágner), Gilberto (Expulso); Neto Baiano (Xuxa) e Fabio Santos.

Técnico: Vagner Benazzi

Foto ilustrativa

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *