TEM UMA SIMÕES FILHO MELHOR
Especiais ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Criança de 10 anos atira em professora e se mata em São Paulo

Criança de 10 anos atira em professora e se mata em São Paulo 23 de setembro de 20113 Comments

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

São Paulo

Um menino de dez anos, estudante do 4º ano do ensino fundamental, atirou em sua professora na tarde de ontem (22) e se matou em seguida, com um tiro na cabeça. A professora foi atingida no abdômen e está internada, mas passa bem. A arma usada pelo aluno é um revólver calibre 38 que seria do pai da criança.

O caso aconteceu por volta das 15h50, na Escola Municipal Professora Alcina Dantas Feijão, considerada a melhor pública de São Caetano do Sul, no Grande ABC.
Segundo a Polícia Civil, David Mota Nogueira usou o revólver do pai, o guarda municipal Milton Evangelista Nogueira, para atirar na professora Rosileide Queiros de Oliveira, 38. Ela está internada no Hospital das Clínicas de São Paulo e não corre risco de morrer.

Quando os alunos entraram na sala, depois do intervalo, o menino pediu permissão à professora Rosileide para ir ao banheiro. Ao retornar, da porta da sala, ele disparou contra ela, que estava de frente para o quadro. David saiu novamente da sala – onde estavam 25 alunos – sentou-se em uma escadaria e atirou contra a própria cabeça.
Após barulho de dois tiros, um clima de tensão tomou conta do colégio. Alunos e professores deixaram as salas de aula e correram para a rua. Muitos choravam.

O garoto chegou a ser levado para o Hospital de Emergência Albert Sabin, mas sofreu duas paradas cardíacas e morreu às 16h50 desta quinta-feira. Segundo professores da escola de São Caetano, David era bom aluno e não tinha histórico de violência.

A Polícia Civil investiga se a criança sofria bullying. As imagens das câmeras de segurança interna da escola serão analisadas pela polícia.
O pai de uma aluna da turma de David afirmou que, na quarta-feira (21), o menino teria comentado com a colega que pretendia matar a professora e depois cometer suicídio. Porém, o secretário municipal de Segurança de São Caetano do Sul, Moacir Rodrigues, negou que David tenha feito qualquer ameaça ou comentado algo com colegas de classe.

O namorado da professora baleada, Luiz Eduardo, afirmou que ela já havia reclamado sobre o comportamento violento de David junto à diretoria da escola municipal. Entretanto, a Prefeitura de São Caetano negou que a reclamação tenha ocorrido.

 

Fonte: diariodovale.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

3 comments

  1. Vendo essas barbaridades me faz sentir falta do meu tempo,pois ir para a escola era um prazer.Hoje,vendo um menino com uma arma atirando na professora e se suicidando,penso que não existe mais nada de absurdo para se ver.O que será que levou esse menino a cometer essa tragédia?Como bem disse nossa amiga Cláudia:Pais,dêem mais atenção a seus filhos,tenham diálogo e acima de tudo,ensine-lhes a pregar o amor a Deus,pois esta tragédia só pode ter sido falta de Deus no coração.

  2. Tai a prova que assistir televisão de mais influencia nossas crianças negativamente.
    Com certeza Absoluta, essa criança assistiu ao caso do outro maluco que planejou a babaridade em Duque de Caxias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *