TEM UMA SIMÕES FILHO MELHOR
Educação ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Nota média do Enem sobe dez pontos em relação ao ano anterior, diz MEC.

Nota média do Enem sobe dez pontos em relação ao ano anterior, diz MEC. 10 de setembro de 20111 Comment

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA – Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Desempenho médio passou de 501 pontos em 2009 para 511 em 2010.
Dados do Enem por escola serão divulgados nesta segunda-feira (12).

 

O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010 mostra que o desempenho médio dos alunos regularmente matriculados naquele ano melhorou em relação ao ano de 2009, conforme dados do Ministério da Educação. A nota média nas provas objetivas passou de 501,58 pontos para 511,21 pontos em 2010.

A nota leva em conta a média obtida nas disciplinas de ciências da natureza, ciências humanas, matemática e língua portuguesa. As notas de redação, segundo o ministério, não são comparáveis com as dos anos anteriores porque falta “respaldo metodológico”.

A nota média de cada escola do país no Enem 2010 será divulgada nesta segunda-feira (12).

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que o resultado é “positivo”, mas “dentro do esperado”. “Atendeu nossas expectativas, mas é compatível com a evolução que tem se verificado na educação brasileira. [O aumento] é coerente”, disse Haddad em entrevista com jornalista realizada na quinta-feira (8) na sede do ministério.

Haddad destacou, porém, o fato de o desempenho ter melhorado mesmo com o aumento da participação de alunos no exame. Em 2010, 56,4% dos estudantes concluintes do ensino médio regular fizeram o Enem, contra 45,8% dos concluintes de 2009.

“Pode acontecer de a nota cair e a taxa de participação aumentar, então você não sabe muito bem. Agora, quando acontece de a participação aumentar e de a nota aumentar, você tem uma grande confiabilidade de que os resultados mostram uma evolução consistente da qualidade. (…) Nós sabemos que a educação é um processo, que nós temos que trabalhar muito, tem muito por fazer”, analisou Haddad.

Participação dos estudantes no Enem 2010
Ano Inscritos Participantes Concluintes do ensino médio Média nas provas objetivas Média em redação
2009 4.148.721 2.426.432 45,8% 501,58 585,06
2010 4.626.094 3.242.776 56,4% 511,21 596,25
Fonte: Inep/MEC

Na avaliação do ministro, o aumento de 10 pontos no desempenho médio dos alunos em 2010 na comparação com o ano anterior, chamado de “desvio padrão”, mostra que o Brasil pode atingir a meta de nota média de 600 pontos no exame em dez anos, cinco anos a menos do que o previsto pelo governo federal.

A média de 600 pontos é considerada como boa pelo governo. Por exemplo, no novo programa de bolsas no exterior lançado pela presidente Dilma Rousseff em julho, são favorecidos os alunos que obtiverem média maior do que 600 no Enem. A escala vai de zero a mil.

“O Brasil trabalha com meta de qualidade, e não de quantidade [em relação à educação]. (…) Nós estamos muito confiantes de que o Enem represente para o ensino médio aquilo que a Prova Brasil vem representando para o ensino fundamental. Ou seja, um instrumento que auxilia a organização racional do currículo e orienta o trabalho dos professores em sala de aula”, disse Fernando Haddad.

‘Indicativo importante’
Sobre os dados por escola, que serão divulgados nesta segunda, o ministro da Educação afirmou que trata-se de um indicativo “importante”, mas não recomenda-se que seja o único critério dos pais ao escolher uma escola para os filhos.

“Nós sabemos que os pais levam em consideração a nota do Enem, mas nós recomendamos que não seja isso o único critério para que os pais escolham as escolas dos seus filhos, embora seja um dado importante. Mas a escola tem outras dimensões que não são avaliadas pela prova”, considerou o ministro.

Mais de dois terços da explicação de qualquer desempenho está fora da escola, não está na escola. E, muitas vezes, se sobrecarrega a escola com uma responsabilidade que não é 100% dela”
Fernando Haddad
ministro da Educação

Para Fernando Haddad, um bom parâmetro para os pais são as escolas acima da média de participação no Enem, de 56%.

O ministro afirmou também ser provável que escolas particulares liderem o topo do ranking das melhores escolas do país segundo o Enem. “Isso é assim no mundo inteiro. As distâncias são intoleráveis, precisamos reduzir as distâncias. Não podemos aceitar um nível de desigualdade que existe em condições que independem da escola. As condições socioeconômicas das famílias às vezes explicam muito mais o resultado do que o trabalho do professor, do diretor. Mais de dois terços da explicação de qualquer desempenho está fora da escola, não está na escola. E, muitas vezes, se sobrecarrega a escola com uma responsabilidade que não é 100% dela.”

Substituição de vestibulares
O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse também que a substituição dos vestibulares pelo Enem em todo o país tem ocorrido com “processo natural de adesão” e com “debate interno”. Ainda conforme o ministro, o Enem é importante porque “organiza” o trabalho escolar, enquanto o vestibular “desorganiza”.

“Essa é nossa pregação. De que nós precisamos continuar esse processo para transformar o ensino médio. [O Enem] organiza e, ao organizar, dá impulso a uma ação de melhoria. E os vestibulares, como foram constituídos, desorganizam a atividade da escola pela irracionalidade do processo. Cada instituição tem um processo próprio, tem sobreposição de conteúdos que ninguém, em sã consciência, consegue cobrir em três anos.”

Enem 2011/2012
As provas do Enem de 2011 vão ser realizadas nos dias 22 e 23 do mês que vem. Conforme o Ministério da Educação, se inscreveram para a prova 5.367.014 pessoas, 16% mais do que os 4.626.094 que se inscreveram em 2010 – destes, 3.242.776 fizeram a prova – cerca de 30% foram os concluintes do ensino médio regular.

A partir de 2012, o governo passará a aplicar duas provas por ano, sendo que a primeira está marcada para o fim de semana de 28 e 29 de abril. O Ministério da Educação ainda não sabe qual critério será usado para calcular as notas das escolas e as médias com dois exames mas, conforme o ministro Fernando Haddad, “provavelmente” só será considerada a segunda prova, aplicada no último trimestre do ano.

 

Fonte: g1.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA – Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

One comment

  1. Com os devidos parabéns aos professores. Estes, merecem todo o mérito pela conquista destes 10 pois, com garra, salários baixos, pésimas condições de trabalho, ainda conseguem este feito. São uns herois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *