TEM UMA SIMÕES FILHO MELHOR
Futebol - BAHIA ÚLTIMAS NOTÍCIAS

EC.Bahia – na zona Maldita – Lá vem pedreira!!

EC.Bahia – na zona Maldita – Lá vem pedreira!! 12 de setembro de 2011Leave a comment

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Time volta a jogar mal e entra na zona da degola.

Na segunda derrota seguida sob o comando do técnico Joel Santana, o Bahia voltou a jogar mal e, com o agravante de atuar com um jogador a menos durante todo o segundo tempo, saiu derrotado por 2 a 0 ante o Atlético-MG, em Sete Lagoas. Confira a matéria do portal UOL:

O primeiro tempo começou lento e sem lances de emoção. Mandante de jogo, o Atlético-MG tentava tomar a iniciativa do jogo, mas faltava inspiração para ameaçar o gol defendido pelo goleiro Tiago. Aos 25 min, ele teve de sair do gol para evitar a finalização de Magno Alves. Antes disso, o camisa 1 do time baiano limitava-se a pegar bolas cruzadas sobre a sua área ou chutes de longe, sem perigo.

O Bahia, armado no conhecido estilo de Joel Santana, primeiro se defendia. O time visitante tentava ameaçar o gol de Renan Ribeiro especialmente em cobranças de bolas paradas. Como o jogo se desenvolvia mais no meio-campo e o Atlético tinha dificuldades para ficar em condições de finalização, antes mesmo dos 30 minutos da etapa inicial, a torcida atleticana já pedia, em coro, a entrada do jovem meia Bernard.

Aos 34 min, a monotonia foi quebrada, quando Mancini recebeu cruzamento alto, na área do Bahia, e bateu a gol, na saída de Tiago, que fez a defesa colocando a bola a escanteio. Na cobrança a defesa aliviou, mas o time baiano desperdiçou o contra-ataque. Os dois times erravam lances fáceis, desperdiçando até mesmo passes curtos. Próximo do fim do primeiro tempo, o Bahia começou a fazer faltas perto da sua área, mas os cobradores, Mancini e Daniel Carvalho, não acertavam o pé.

Aos 47 min, já nos descontos, o árbitro Wilson Luiz Seneme, marcou pênalti de Paulo Miranda sobre o zagueiro Réver. O jogador baiano, que já tinha cartão amarelo, foi expulso. Na cobrança, aos 48 min, Magno Alves cobrou e converteu, colocando o Atlético à frente no marcador.“E muito importante, a gente vinha sufocando e o gol saiu merecidamente, mas tem ainda 45 minutos”, comentou Magno Alves, que destacou a união do elenco, demonstrada na comemoração do gol.

O Bahia deixou o gramado, no intervalo, reclamando da arbitragem pela marcação do pênalti. “O Bahia estava bem no jogo, atuando pelas beiradas, mas, infelizmente teve esse pênalti que não sei se foi, sendo prejudicado com esses pênaltis. A favor da gente, lá na frente, ninguém dá”, afirmou o lateral-direito Marcos, que atuou improvisado no lado esquerdo.

O Bahia voltou com o zagueiro Danny Morais no lugar do atacante Júnior para recompor a defesa. Apesar de jogar com um homem a menos, o time visitante tentou o empate, buscando a iniciativa do jogo. Logo depois de Cuca tirar Serginho e colocar Bernard, para tentar assumir o controle da partida, Daniel Carvalho lançou Magno Alves, que fez o segundo gol.

Com o controle do jogo, o Atlético-MG tentou aumentar a vantagem. Bernard em bela arrancada desperdiçou a chance, mas parou no goleiro Tiago, que teve bastante trabalho e demonstrou segurança. O Bahia, mesmo em desvantagem no número de jogadores e no placar, atacou com perigo até o final da partida, chegando a mandar bola na trave atleticana.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *