56 anos de emancipação
MUNDO ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Número de mortos pelo tufão Nesat sobe a 21 nas Filipinas

Número de mortos pelo tufão Nesat sobe a 21 nas Filipinas 28 de setembro de 2011Leave a comment

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Cerca de 48 mil pessoas continuavam desabrigadas.
Ilha de Luzon foi a região mais afetada e teve lavouras destruídas.

Da Reuters

As Filipinas começaram nesta quarta-feira (28) a contar os prejuízos provocados pela passagem do tufão Nesat, que matou ao menos 21 pessoas e deixou cidades alagadas, represas transbordando e danos às plantações de arroz ao longo da ilha de Luzon, no norte.

Enquanto o tufão se movia no Mar da China Meridional rumo ao norte do Vietnã e ao sul da China, o governo filipino disse que os esforços para encontrar dezenas de pessoas que permaneciam desaparecidas ainda eram prejudicados pelo mau tempo.

Mercados financeiros, escritórios do governo e algumas escolas reabriram após ficarem fechados devido ao furacão, e os serviços de trem foram retomados depois que o fornecimento de energia foi restabelecido na capital. Entretanto, alguns voos foram novamente cancelados nesta quarta-feira.

Moradora improvisa balsa para salvar crianças na cidade filipina de Dampalit nesta quarta-feira (28) (Foto: AP)Moradora improvisa balsa para salvar crianças na cidade filipina de Dampalit nesta quarta-feira (28) (Foto: AP)

Os danos em plantações incluem 33.890 toneladas de arroz e 56.421 hectares afetados em cinco regiões. A Autoridade Nacional de Alimentos disse que possuía estoques suficientes para cobrir as perdas, com 2,5 milhões de toneladas de arroz, equivalente a 75 dias de demanda, em seus armazéns.

Ao longo da ilha Luzon, a principal das Filipinas, enchentes, tempestades e fortes ventos causaram danos expressivos. Algumas cidades ainda estavam alagadas e sem energia nesta quarta-feira.

Cerca de 48 mil pessoas permaneciam em centros de desabrigados na manhã desta quarta, segundo a agência de desastres, que acrescentou que autoridades estavam avaliando estradas fechadas por destroços e deslizamentos de terra na região montanhosa ao norte.

Conforme o Nesat partia, carregando ventos de 130 quilômetros por hora e rajadas de até 150 quilômetros por hora, autoridades meteorológicas alertaram que outro se formava no Oceano Pacífico, que poderia ganhar força e se tornar um tufão ao se aproximar do norte de Luzon.

 

 

Fonte: g1.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *