TEM UMA SIMÕES FILHO MELHOR
TV & FAMOSOS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cantora Whitney Houston morre aos 48 anos

Cantora Whitney Houston morre aos 48 anos 12 de Fevereiro de 20121 Comment

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA – Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Whitney Houston morreu aos 48 anos neste sábado (11), segundo informações da agência de notícias Associated Press. De acordo com o site especializado em celebridades TMZ, um membro da equipe da cantora a encontrou desacordada num quarto do hotel Beverly Hilton e ligou para o serviço de emergência. Os paramédicos a atenderam, mas a cantora não respondia aos cuidados. A polícia chegou minutos depois e a morte de Whitney foi pronunciadas às 3h55. A polícia de Beverly Hills iniciou uma investigação para apurar a causa do óbito.

A notícia surge na véspera da maior premiação da música mundial, o Grammy, que será realizado neste domingo (12).

A cantora era considerada a rainha da música pop até que sua voz e imagem foram destruídas pelo uso de drogas e a vida pessoal tumultuada com seu último marido, o cantor Bobby Brown.

No auge, Whitney era a “garota de ouro” da indústria fonográfica. Entre o meio dos anos 80 e o fim dos anos 90 , ela foi uma das artistas que teve o maior número de vendagens de discos. Ela maravilhava as pessoas com sua voz poderosa, criada na Igreja Batista, mas ao mesmo tempo palatável para o gosto do grande público.

O sucesso a levou da música para o cinema, onde atuou em sucessos como “O Guarda-Costas” e “Falando de Amor”. A cantora influenciou uma geração de cantoras tais como Christina Aguilera e Mariah Carey.

No final de sua carreira, Houston tornou-se célebre por abusar das drogas. As vendas de seus álbuns diminuíram, e sua imagem serena foi abalada por um comportamento violento e aparições públicas bizarras. Ela confessou ter abusado de maconha, cocaína e comprimidos, e sua voz foi ficando cada vez mais rouca, fazendo com que ela não conseguisse atingir as altas notas que a tornaram famosa.

“O grande mal sou eu. Não sou nem minha melhor amiga nem minha pior inimiga”, disse a cantora em entrevista a Diane Sawyer em 2002. É um triste fim para uma artista que chegou a vender mais de 55 milhões de discos somente nos Estados Unidos.

Whitney era filha da cantora gospel Cissy Houston, prima da diva dos anos 60 Dionne Warwick e afilhada de Aretha Franklin. Ela começou a cantar em igrejas ainda criança. Adolescente, fazia backing vocals para Chaka Khan, Jermaine Jackson e outros, e era modelo. Foi nesse período que o magnata da música Clive Davis ouviu falar da cantora. “A primeira vez que a vi foi em um show de sua mãe… O impacto foi muito grande. Ouvir aquela jovem colocando fogo nas músicas. Provocou, de verdade, arrepios na espinha” , disse Davis ao “Good Morning America”.

Pouco tempo depois, os Estados Unidos sentiram esse “arrepio” também. Houston gravou seu primeiro álbum, “Whitney Houston”, em 1985. Foram vendidas milhões de cópias e suas músicas se tornaram sucesso. “Saving All My Love for You” rendeu à cantora seu primeiro Grammy, de melhor vocalista pop. “How Will I Know,” “You Give Good Love” e “The Greatest Love of All” também se tornaram singles.

Seu segundo trabalho, “Whitney”, de 1987, também teve grandes sucessos como “Where Do Broken Hearts Go” e “I Wanna Dance With Somebody”.

O “New York Times” descreve a voz da cantora como “uma das melhores vozes gospel de sua geração”. “Whitney evitava os maneirismos típicos do gênero, e usava frases evangélicas com moderação. Em vez de projetar vulnerabilidade e compaixão, ela comunicava força e auto-confiança, fazendo baladas pop majestosas.”

A cantora deixa uma filha, Bobbi Kristina, fruto de seu casamento com Bobby Brown. Eles ficaram juntos entre 1992 e 2007.

Fonte: uol.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA – Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *