Conecte conosco

Tecnologia

A Google não para e acaba de lançar a versão 15 de seu navegador. Conheça todas as novidades!

Publicado

em

MW Auto Peças 40 Anos
Por Douglas Ciriaco

O mercado de navegadores volta a se agitar com o lançamento do Google Chrome 15. O navegador ainda se encontra na fase “Dev”, a mais incipiente das usadas pela Google para distribuir o seu browser. Essa fase “pré-Beta” apresenta uma série de melhorias e correções, além de alguns novos recursos para seus usuários.

Falando do que pode ser notado mais facilmente, as novidades se restringem a uma nova página “Nova guia” e também ao modo como se acessa a opção de sincronização do conteúdo do navegador. Fora isso, a nova versão se justifica apenas por uma série de erros que foram corrigidos em todas as plataformas que possuem versão do navegador.

Atenção. Essa versão é destinada a testes apenas, para fins de desenvolvimento. Ela não é estável e não é recomendável usá-la no lugar da versão estável que você já tem no computador. Se procura a última versão final do navegador, clique aqui.

Google Chrome

Nova Guia

Até a última versão estável, quando você abre uma nova aba no Chrome, ele exibe ali os aplicativos instalados via Web Store, as páginas marcadas como favoritos, os sites mais visitados e também as guias fechadas recentemente. O Chrome 15 trouxe uma página de nova guia completamente reformulada.

Agora, ela está dividida em três telas distintas, que podem ser navegadas pelos botões presentes nas laterais ou então por links na base da janela. A divisão é feita em “Mais visitados”, “Aplicativos” e “Favoritos”. Dessa forma, as informações ficam mais organizadas e o navegador acaba ganhando um visual mais moderno.

Sincronizar tudo ainda mais fácil

Outra novidade no Google Chrome 15 é a possibilidade de acessar as opções de sincronização de forma ainda mais prática. Agora, ao clicar sobre o botão com ícone de chave inglesa, basta acessar a opção “Sign in to Chrome”. Assim, basta informar seus dados de login de qualquer conta Google para começar a sincronizar conteúdo.

A sincronização continua a mesma, e você pode escolher o que deseja sincronizar. Depois, basta repetir o processo em outras máquinas para que todas elas compartilhem as mesmas informações de conteúdo. Isso tudo permite que você use várias instâncias diferentes do Chrome, em computadores diferentes, como se usasse tudo em um único lugar.

Velocidade aprimorada

Além da velocidade de navegação, que sempre é aprimorada a cada nova versão do Chrome, desta vez a novidade está relacionada também à velocidade da página de pré-visualização da impressão. Se você costuma usar o Chrome para imprimir alguma coisa, vai sentir a diferença quando acessar o menu ou então usar o atalho Ctrl + P.

Compatibilidade

Supercompatível

Não é de hoje que o Chrome se destaca por ser leve, rápido e compatível com quase todas as páginas da web. O teste Acid3, um dos mais bem conceituados exatamente sobre esse quesito de compatibilidade, conferiu ao Chrome 15 o resultado 100/100, ou seja, confirmado que o navegador da Google pode navegar em praticamente qualquer página da rede mundial de computadores sem nenhum problema.

Leia mais em: https://www.baixaki.com.br/download/google-chrome-15.htm#ixzz1UwAhWJEA

MUNDO

Twitter lança ferramenta para ajudar pesquisadores acadêmicos

Segundo o Twitter, o lançamento do Academic Research é uma resposta à comunidade de pesquisadores que usam a plataforma e realizam pesquisas sobre ela

Publicado

em

Metro1 – O Twitter lançou neste começo de ano uma ferramenta que promete facilitar o acesso de pesquisadores acadêmicos aos dados da rede social. Chamada de Academic Research, a aplicação permitirá acesso à API do Twitter, possibilitando o contato com recursos e guias de como trabalhar os dados públicos da rede, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o Twitter, o lançamento do Academic Research é uma resposta à comunidade de pesquisadores que usam a plataforma e realizam pesquisas sobre ela. A empresa afirma ainda que pretende realizar mais aprimoramentos ainda em 2020.

As ferramentas de desenvolvedor podem ser usadas por qualquer pessoa no mundo. Não há planos para traduzir a página para o português no momento.

Continuar Lendo

Tecnologia

WhatsApp traz função de desbloqueio com biometria para o Android

A função já estava disponível para o sistema iOS desde fevereiro

Publicado

em

Bahia.ba – A partir de agora o WhatsApp trará para os usuários de celulares com o sistema Android a função de desbloqueio do aplicativo com reconhecimento de impressão digital.  A função já estava disponível para iPhones desde fevereiro.

Ativando esse mecanismo, é possível determinar uma quantidade de tempo desde a última vez que o aplicativo for utilizado e, depois desse tempo, será necessário usar a credencial de biometria pra desbloquear o acesso ao aplicativo.

Apesar disso, diferente do iPhone, que permite que o desbloqueio seja feito com biometria de rosto (que a Apple chama de Face ID), a função nos Androids está limitada à biometria por impressão digital.

É uma função de segurança adicional. Por exemplo, caso alguém consiga acessar ao aparelho do usuário, precisaria necessariamente de uma confirmação de biometria para conseguir ler as conversas do aplicativo.

Continuar Lendo

Tecnologia

Google anuncia fabricação de primeiro computador quântico útil da história

Não foi divulgado quando a máquina estará pronta ou se será comercializada

Publicado

em

Metro1 – O Google anunciou ontem (23) que vai fabricar o primeiro computador quântico com funções úteis da história. Não foi divulgado, no entanto, quando ele estará pronto ou se será comercializado. 

Já havia a suspeita sobre a produção, já que no dia 20 de setembro um funcionário da Nasa envolvido no projeto, então secreto, acidentalmente publicou um estudo feito  pela Google, por meio de uma máquina chamada de Sycamore, que mostrava a estabilização da versão quântica dos bits (qubits) em velocidades nunca vistas antes. 

A máquina foi capaz de solucionar, em três minutos, cálculos que poderiam levar até 10 mil anos para serem concluídos. Com isso, a Google teria atingido a chamada supremacia quântica. 

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

AS MAIS LIDAS DA SEMANA