Connect with us

Brasil

Ala ideológica quer que Bolsonaro substitua Ramos na Secretaria de Governo

Justificativa é que Ramos não tem jogo de cintura e ele favorece o centrão quando se trata de liberar dinheiro de emendas parlamentares

Published

on

Bahia.ba – A ala ideológica do governo Jair Bolsonaro quer que o presidente substitua o general Luiz Eduardo Ramos na Secretaria de Governo. A pressão corre desde agosto nos bastidores, mas na sexta-feira (23) se tornou pública com a crítica do ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) à postura de “maria fofoca” do militar.

As informações são da Folha de S.Paulo. De acordo com a publicação, o estopim da crise foi uma notícia no jornal O Globo que expunha a crise entre a ala militar e Salles, em razão da falta de recursos no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Tornar o assunto público seria uma forma de acelerar o desgaste do ministro e convencer Bolsonaro e substituí-lo na minirreforma ministerial prevista para fevereiro.

A tentativa de substituição do general é apoiada por dois dos três filhos de Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), do secretário da Pesca, Jorge Seif; e do escritor Olavo de Carvalho. A justificativa da ala ideológica é que Ramos não tem jogo de cintura e, quando se trata de liberação de dinheiro de emendas parlamentares, ele favorece o centrão.

Apesar da pressão, Bolsonaro ainda não demonstrou que pretende substituir o ministro da Secretaria de Governo. Inclusive, é creditada a Ramos a articulação sobre a aliança do governo com o centrão. Recentemente, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), declarou seu apoio ao ministro.

Advertisement