Apático, Tricolor perde para o Santos e termina rodada dentro do Z-4 - Página Simões Filho
Conecte conosco

Futebol - BAHIA

Apático, Tricolor perde para o Santos e termina rodada dentro do Z-4

Publicado

em

Montillo e Cícero, duas vezes, marcaram os gols do Santos.

FOTO_BANNER_0 (1)A situação tricolor está ainda mais complicada no Campeonato Brasileiro. Agora a zona de rebaixamento deixou de ser temor para se tornar realidade. Faltou iniciativa e qualidade de jogo no Pacaembu, o Bahia praticamente assistiu aos donos da casa jogarem e foi goleado pelo Santos na noite desta quinta-feira (14). Com um time apático, o Esquadrão ofereceu pouco perigo para o adversário e não conseguiu segurar as investidas do Peixe, que abriu o placar ainda no primeiro tempo, com Montillo. Cícero fez dois na segunda etapa e fechou a conta do 3 a 0 no duelo da 34ª rodada.

Depois da derrota o Bahia saiu de campo ainda na 16ª posição, com 39 pontos, mas com a vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o Náutico, o time acabou e encerrando a rodada na zona do rebaixamento. O Santos foi a 48 pontos e subiu para a nona colocação, ainda com chances de conquistar uma vaga na Libertadores.

Confira os detalhes dos principais lances da partida

O Esquadrão volta a jogar fora de casa na próxima rodada, a 35ª, e tem confronto contra o lanterna e já rebaixado Náutico. O jogo será na Arena Pernambuco, no domingo (17) a partir das 18h30, no horário de Salvador. Quem jogará em solo baiano é o Santos que também no domingo tem jogo contra o Vitória, no Barradão, às 16h, no horário local.

O jogo – Depois que a bola rolou no Pacaembu a partida demorou a esquentar. As equipes começaram se estudando e nenhum dos times chegou com força no ataque nos primeiros minutos do confronto. O Esquadrão tentava nos cruzamentos, mas a defesa do Santos, bem posicionada na área, conseguia afastar o pouco perigo que chegava. Na defesa, o Bahia marcava forte e não mostrava medo enquanto tentava explorar os contra-ataques pelo lado esquerdo, mas o jogo ficava concentrado no meio-campo.

Na metade do primeiro tempo o Santos, mesmo com dificuldade de sair pelos lados, adiantou mais seu o jogo e começou apertar o Bahia no seu campo de defesa. Depois que conseguiu sair do primeiro sufoco, o Bahia enfim criou sua primeira boa chance, aos 25 minutos. Wallyson levou pelo meio, passou para Obina da entrada da área, ele chuta forte e Aranha fez grande defesa com um desvio que salvou o Peixe do primeiro gol.

O Santos deu a resposta rápida e aos 29′ colocou uma bola na trave. Geuvânio recebeu no lado direito, mandou o chute forte da entrada da área, Lomba espalma e a bola ainda desviou no travessão antes de sair. A eficiência foi mais forte no lado do Peixe e no ataque aos 36 minutos saiu o gol. Montillo recebeu na área, conseguiu tirar da defesa no corte e manda a bomba cruzada que Lomba não defendeu. O Tricolor tentou a pressão para empatar rápido, mas não conseguiu ameaçar até o ida para o intervalo.

Assim como na primeira etapa, o segundo tempo começou devagar, com pouca objetividade no ataque tricolor, e o Santos foi o primeiro a ameaçar o gol adversário.  Aos 8′ Montillo levantou a bola para a área, Gustavo Henrique cabeceou, Cícero fez o desvio e a bola tira tinta da trave de Marcelo Lomba. Na tentativa de dar mais velocidade para as jogadas tricolor e tirar o time da zona intermediária, o técnico Cristóvão Borges trocou Marquinhos Gabriel por Talisca. De imediato a situação não mudou muito e o time continuou com dificuldades para chegar até a área do Santos.

Com o rival pouco ofensivo, o Santos segurava bem o jogo na defesa e aguardava os momentos certos para sair no contra-ataque. Com essa receita o Peixe conseguiu aumentar a vantagem no placar aos 20 minutos.  A jogada começou com Geuvânio, que mandou ótimo passe do meio-campo, Thiago Ribeiro recebeu no lado direito da área, cruzou na medida e Cícero fuzilou de cabeça. Cinco minutos depois o Peixe ampliou e complicou de vez a situação do Bahia. Novamente com Cícero. Desta vez ele marcou depois de chegar chutando na bola rolada por Montillo na área.

Sem força de ataque, o Bahia ainda colocou uma bola na trave aos 42 minutos, no cabeceio de Talisca na área, mas nada que chegasse perto de reverter a situação negativa para o Tricolor.

Santos 3 x 0 Bahia – 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 14/11/2013, 18h30 (horário de Salvador)
Local: Pacaembu, São Paulo
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)

Santos: Aranha; Bruno Peres, Edu Dracena, Gustavo, Emerson; Alison (Alan Santos), Arouca (Renato Abreu), Cícero; Montillo; Thiago Ribeiro e Geuvânio. Técnico – Claudinei Oliveira

Bahia: Marcelo Lomba; Fabrício Lusa (Madson), Titi, Demerson e Raul; Fahel (Souza), Rafael Miranda, Hélder e Marquinhos (Anderson Talisca); Wallyson e Obina. Técnico – Cristóvão Borges