Conecte conosco

Especiais

Boato da morte do garoto propaganda do Bombril ganha destaque nas redes sociais

Publicado

em

Na segunda quinzena de março de 2013, publicações no Facebook e no Twitter afirmaram que o ator tinha falecido

 

bombril
Volta e meia a morte de alguma celebridade ou pessoa pública ganha destaque e se transforma em um viral nas redes sociais. Algumas, de fato, são verdadeiras como foi o caso do vocalista Chorão, da banda Charlie Brow Jr., e o do presidente da Venezuela, Hugo Chaves.
No entanto, outras não passam de “trolagens” na internet.  Silvio Santos, presidente do SBT, e Roberto Bolaños, ator que interpretou o personagem Chaves, são alguns dos campeões das falsas mortes nas redes sociais.
Nos últimos dias, quem entrou nesse hall de “ser assassinado” por postagens nas redes, foi Carlos Moreno, ator dos comerciais do Bombril há mais de 30 anos.
Na segunda quinzena de março de 2013, publicações no Facebook e no Twitter afirmaram que o ator tinha falecido. A falsa afirmação não dá muitos detalhes sobre a morte do garoto-propaganda do Bombril, apenas mostram uma foto do ator, juntamente com os dizeres “RIP Carlos Moreno” (foto acima) e mais algumas palavras de conforto à família.
Sobre o ator, o que realmente se especula é uma possível saída dele como garoto propaganda da Bombril devido ao interesse da marca optar por outros tipos de enfoque. No entanto, nenhuma informação foi oficializada.
Guiness e primeira aparição

Carlos Moreno foi protagonista de mais de 330 comerciais da lã de aço “Bombril”, desde 1978, e acabou entrando para o livro Guinness dos recordes como a campanha que ficou mais tempo no ar em toda a história da propaganda mundial usando o mesmo ator. Assista abaixo o primeiro vídeo dessa série estrelada pelo ator