Conecte conosco

Especiais

Brasil impede medida da ONU contra mortes de jornalistas

Publicado

em

Programas Sociais

Brasil impede medida da ONU contra mortes de jornalistas
Repórter chora morte do cinegrafista Gelson Domingos, no RJ
 O governo brasileiro se aliou aos da Índia e do Paquistão a fim de impedir a aprovação imediata de um plano de ação da Organização das Nações Unidas (ONU) que pretende reduzir o assassinato de jornalistas no mundo. Segundo a entidade independente mais respeitada nessa área, o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), com sede em Nova York, 909 jornalistas foram mortos de 1992 até hoje no mundo. O Brasil ocupa a 11ª posição no ranking, com 21 mortos.  A aliança entre Brasil, Índia e Paquistão se deu na semana passada, nos dias 22 e 23, em uma reunião na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), na França. Durante o encontro, o Conselho do Programa Internacional para o Desenvolvimento da Comunicação (PIDC) analisou o Relatório da Diretora-Geral sobre Segurança de Jornalistas e poderia dar sinal verde para a adoção do Plano de Ação da ONU sobre a Segurança dos Jornalistas. Como os três países não quiseram dar seu apoio imediato, a implantação desse plano de ação fica adiada para 2013. O Plano de Ação prevê mais divulgação, acompanhamento e controle de casos em que jornalistas são impedidos de exercer suas funções.
Fonte: Bahianoticias.com.br

P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E

Copyright © 2017 Página Simões Filho