BRASIL SE IGUALA AO PAQUISTÃO AO DESRESPEITAR LIMINAR DA ONU SOBRE LULA - Página Simões Filho
Conecte conosco

MUNDO

BRASIL SE IGUALA AO PAQUISTÃO AO DESRESPEITAR LIMINAR DA ONU SOBRE LULA

Publicado

em

Ao se tornar signatário do decreto 311/2009, promulgado pelo então presidente José Sarney, portanto dando-lhe força de lei, o Brasil abriu mão da soberania nos assuntos que tratam de direitos humanos.

A Organização das Nações Unidas (ONU) publicou na manhã de hoje, sexta-feira, 17 de agosto, determinação ao Estado Brasileiro para que tome todas as medidas cabíveis para permitir que o ex-presidente Lula – PRESO POLÍTICO – participar das eleições deste ano, com todos os seus direitos políticos preservados até o final do julgamento.

O Ministro da Justiça, Torquato Jardim e o chanceler do golpe, Aloizio Nunes, tentam diminuir o impacto da decisão da ONU, dizendo que a mesma tem caráter apenas de orientação.

Se posicionando contrário a determinação da ONU e não obedecendo-a o Brasil estará se igualando ao único país que tomou tal decisão, o Paquistão.

Com a decisão, as eleições de 2018 correm o risco de não serem reconhecidas internacionalmente.

Optimized with PageSpeed Ninja