Conecte conosco

Destaque

CAPS para Simões Filho é uma questão de saúde pública, diz o Vereador Luciano

Publicado

em

Antigamente, quem era diagnosticado como louco deveria ser internado em um manicômio, local onde o tratamento dos pacientes incluía isolamento e eletrochoque, algo que hoje é praticamente inconcebível.

 

Os manicômios foram alvos de longas batalhas para a sua extinção que ficaram conhecidas como luta antimanicomial e pela Reforma Psiquiátrica Brasileira.

Desta luta surgiu um modelo de atendimento conhecido como CAPS-Centros de Atenção Psicosocial, como um dos serviços de substituição propostas pela Reforma.

A Função do CAPS é prestar atendimento a pessoas com grave sofrimento psíquico, diminuindo e evitando internações psiquiátricas articulando-se também com a rede de serviços sociais nas comunidades, favorecendo a recuperação dos seus pacientes.

Os CAPS têm a função de dar suporte a ações intersetoriais com a educação, trabalho, esporte, cultura, lazer, etc – na busca de reinserção dos seus membros em todas as áreas da vida cotidiana.

Centro_de_Atenção_-_Caps_Madeira_Mamoré

Existem algumas modalidades de CAPS que variam de acordo com as diferentes necessidades de cada território:

  • CAPS I – para municípios com populações entre 20.000 e 70.000 habitantes;
  • CAPS II – para populações entre 70.000 e 200.000 habitantes;
  • CAPS III – acima de 200.000 habitantes (este é o único que funciona 24 horas, incluindo feriados e fins de semana);
  • CAPSi – atende crianças e adolescentes (até 17 anos de idade);
  • E finalmente o CAPSad – atende usuários de álcool e outras drogas cujo uso é secundário ao transtorno mental clínico.

 

O primeiro CAPS do Brasil foi o Centro de Atenção Psicossocial Professor Luiz da Rocha Cerqueira, conhecido como CAPS Itapeva, inaugurado em março de 1986 em São Paulo. Este serviço continua em plena atividade e atualmente existem mais de 516 CAPS em todo o Brasil.

 

Nas duas últimas semanas o programa Fantástico da Rede Globo, vem exibindo uma série chamada de MALES DA ALMA, apresentado pelo Médico Dr. Dráuzio Varela no qual trata de diversos transtornos obsessivos compulsivos, conhecidos como TOC que atinge a pessoas de diversas idades os quais, precisam e devem ser tratados nos CAPS.

Em 11 de agosto de 209, o Vereado Luciano Almeida apresentou na Sala das Sessões, uma solicitação para que a Prefeitura Municipal construa em Simões Filho um destes centros, na ocasião, a solicitação foi aprovada por unanimidade.

CAPS Rio Branco (2)Na opinião do Vereador, Simões Filho tem urgência na construção do seu CAPS, pois há vários pessoas em Simões Filho que sofrem com problemas mentais e precisam de atendimento especializado, “É uma questão de saúde pública”. O vereador enfatizou que acredita que o prefeito Eduardo Alencar irá proporcionar condições para a atender a sua solicitação o que representará para ele, a realização de um sonho.

P U B L I C I D A D E
ck quadrado