Conecte conosco

Especiais

Carrro do google street view está fotografando Simões Filho

Publicado

em

MW Auto Peças 40 Anos

O carro do google street view está fotografando nossa Cidade neste exato momento.
O Veículo esta sendo visto passando por várias ruas da Cidade e as imagens deveram estar disponíveis na internet nos próximos dias.

 

Como funciona o Google Street View

O serviço de visualização de ruas da Google já abrange várias cidades. Mas, você sabe como ele realmente funciona?

Com o Google Street View é possível passear por ruas do mundo todo. Mas, antes dele, veio o Google Earth, uma verdadeira inovação em relação ao modo de navegar pelo mundo. Com o uso de imagens do mundo todo, por satélite, de forma tão detalhada, começou a ser possível ver de perto as cidades.Fazer um tour pelo mundo e ver relevos de forma tão realista fascinou milhões de internautas e passou a ser cada vez mais comum assim que foi integrado a outro serviço da Google que surgiu na mesma época, o Google Maps.

Assim, os próprios internautas começaram a utilizar ambos os serviços em seu dia a dia, pois localizar ruas e criar rotas se tornou cada vez melhor. E, visando melhorar ainda mais a experiência dos usuários, foi lançado o Google Street View.

Uma nova forma de explorar o mundo

O Google Street View foi lançado em maio de 2007 com a intenção de permitir a todos uma exploração do mundo por imagens tridimensionais. Isso fez com que fosse possível ir além da visão aérea restrita de antes para realmente “viajar” pelas cidades como se fosse um pedestre.

O funcionamento é realmente muito simples. Tudo o que você precisa fazer é ir até uma cidade e clicar no pequeno boneco amarelo (batizado de “Pegman” pelos criadores) que fica acima da barra de zoom, no lado esquerdo da tela. Ao arrastar o Pegman para fora da barra, as ruas que ficarem azuis indicam onde o Google Street View já está presente. Solte-o em uma rua e pronto, a visualização muda automaticamente.

Visualização de ruas.

Fonte: Google Street View

Quando você finalmente está “dentro” das ruas, basta clicar e arrastar com o mouse para visualizar o local em 360°. Você pode dar zoom em detalhes e avançar para outras ruas ao dar um duplo-clique. É claro, entretanto, que o Google Street View ainda não está disponível em todos os países, como no Brasil.

Como as imagens são capturadas

A Google coleta as imagens usando câmeras especiais, além de fazer automaticamente a combinação das fotos tiradas com a localização exata, graças ao GPS (Sistema de Posicionamento Global). As imagens são totalmente panorâmicas, girando 360° no sentido horizontal e 290° no vertical.

Os carros da FIAT para o Street View.

Fonte: Divulgação/Fiat

No início, a captura de imagens era feita com uma van. Depois de um tempo, carros de diversas marcas (em alguns casos provenientes de patrocínios, como no Brasil) começaram a dar as caras nas ruas e tirar dezenas de milhões de imagens pelo mundo.

Um veículo bastante curioso é o “Trike” (nome dado pela própria empresa). Trata-se de um triciclo que usa a mesma tecnologia dos carros para tirar as fotos. O equipamento fica todo em uma espécie de “caixa de sorvetes”. O veículo é usado para chegar em locais inacessíveis por um carro, como trilhas de bicicletas e campus universitários. Até mesmo o Stonehenge pode ser visto graças ao veículo (clique aqui).

Outro veículo utilizado, mas não menos interessante, é o snowmobile. Como o nome já diz, trata-se de um veículo especial para a neve. Assim, é possível capturar imagens de estações de esqui, estradas com neve e até mesmo montanhas. Ou seja, você pode passear pelas montanhas como se estivesse usando um par de esquis (clique aqui para ver).

Alguns locais podem não ser adicionados em um primeiro momento no Google Street View simplesmente porque não são acessíveis por nenhum dos veículos. Os carros são limitados às ruas públicas e que estiverem em funcionamento. Sendo assim, um trecho em obras já é o suficiente para que um local seja deixado no momento de lado para a captura.

O tempo de captura com qualquer um dos veículos é relativamente alto, pois se trata de um processo minucioso e que depende de diversos fatores como o clima e a geografia do local. É por isso que uma cidade inteira pode levar muitos meses.

Por dentro do carro da Google

Atualmente os carros contam com nove câmeras direcionais, sendo oito delas localizadas nas laterais do equipamento para visões em 360°. No topo é usada uma lente olho de peixe para captar a visão de 290° vertical. Scanners que lançam raios laser são encarregados de medir a profundidade e verificar como deve ser a tridimensionalidade do terreno em até 30 metros de distância.

Como funciona o carro.

Fonte: Google Graphic News

O carro também conta com o receptor GPS, encarregado de “marcar” as fotos com o posicionamento. Também há uma antena que coleta dados 3G e Wi-Fi (um problema recente, já que a empresa tem sido alvo de críticas pelo suposto roubo de informações pessoais de redes desprotegidas). E, claro, o carro tem um computador para o armazenamento das imagens e dos dados.

Depois da captação, o processamento

Depois que as fotos são tiradas pelos veículos é hora de realizar o processamento nos computadores. Primeiramente, todas as imagens capturadas são unidas aos dados obtidos para criar um panorama praticamente perfeito.

O próximo passo é o uso de uma tecnologia que detecta automaticamente alguns elementos que estejam na foto. Com essa detecção, é possível apagar e borrar os rostos de pessoas, placas e outras informações privadas nas fotos antes de enviá-las para o Google Maps. Isso evita que informações privadas caiam na internet e causem algum tipo de problema.

Rostos e outras informações são borrados.

Fonte: Google Street View

A nova solução encontrada para tirar pessoas que aparecem na captura é relativamente interessante. Indo além dos borrões, o estudante Arturo Flores, da Universidade da Califórnia, em San Diego, utilizou como base o detector de pessoas criado pelo seu professor, Serge Belongie, para simplesmente “apagar” os pedestres.

Ou seja, o sistema analisa a imagem e, quando encontra uma pessoa, faz uma identificação dos pixels em volta para tentar preencher o local com o fundo. O único problema é que o sistema se restringe às pessoas, o que ocasiona cachorros passeando sem seu dono, assim como guarda-chuvas e sapatos que voam, por exemplo.

Pessoa removida na imagem.

Fonte: Arturo Flores

Onde já existe o Street View e quando teremos isso no Brasil?

O Google Street View começou a captura de imagens e disponibilizou o serviço em sua terra natal, Estados Unidos. Em uma página chamada “Where is Street View Available” é possível encontrar um mapa que marca em azul todos os países que já tiveram a captura, como toda a América do Norte, boa parte da Europa e da Oceania, Japão e África do Sul.

Entretanto, vários países, como Portugal e Grécia, fizeram queixas em relação ao serviço, pois alegaram que a Google estaria infringindo sua política de privacidade, com rostos, placas e outras informações que apareciam no serviço. Países com alta censura em relação à internet, como a Coréia do Norte, proibiram totalmente o serviço.

O Brasil não fica de fora do Street View. Na segunda metade de 2009 foi anunciada uma parceria com a Fiat para fotografar, no início, duas cidades brasileiras: Rio de Janeiro e São Paulo. Os carros escolhidos, no modelo Fiat Stilo, já foram vistos em diversas ruas das cidades e anunciados nas redes sociais pelos usuários.

 

A estimativa é de que, até o final do ano, já seja possível passear pelas cidades com o serviço. Entretanto, carros com a câmera da Google já foram vistos em outras cidades brasileiras importantes, como Belo Horizonte e Curitiba.

O lado bizarro do Google Street View

A intenção do Google Street View é capturar as ruas. Mas, quem disse que é só isso que aparece nas imagens depois? Fatos bizarros, pessoas fantasiadas e muito mais acabam por aparecer quando você menos espera. É por isso que você não pode deixar de conferir as hilárias galerias de imagens “Os flagras do Google Street View” e “Imagens peculiares do Google Street View” aqui no Baixaki.

Queda captada pelo carro da Google.

Fonte: Google Street View

. . . . .

Como você pôde perceber, o Google Street View é um serviço relativamente recente, mas que já abrange várias cidades. As múltiplas possibilidades dele provavelmente são a razão de seu sucesso. Agora é só agurdar até que finalmente possamos ver a rua de nossas casas no site. Quem sabe você não é flagrado em alguma situação engraçada também?

 

Fonte de matéria adicional: tecmundo.com.br

Transportes e Trânsito

ATENÇÃO EMPRESÁRIO! ESCOLHA LOGO O MELHOR PONTO. PROJETO APROVADO NA CÂMARA VIABILIZA BONS LOCAIS DE PROPAGANDA POR TODA A CIDADE

O projeto é de autoria do vereador Wilton Ramos – Itus

Publicado

em

NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO - projeto adote um ponto de ônibus em simões filho

Trata-se de um projeto que visa disponibilizar para a população, pontos de ônibus mais confortáveis e com manutenção constante.

Leia mais sobre

O projeto Adote um Ponto de ônibus prevê parcerias com empresas locais para que as mesmas possam se responsabilizar pela manutenção dos equipamentos e em contra partida, os espaços publicitários do mesmo serão explorados pela empresa parceira, divulgando suas marcas e campanhas publicitárias.

O projeto foi aprovado por unanimidade pela câmara municipal e aguarda decisão do prefeito Dinha para que possa ser posto em prática.

Veja o que disse o autor do projeto, logo após sua aprovação:

https://www.facebook.com/itus.ramos/videos/5717497438322344

Continuar Lendo

Dinheiro & Negócios

Gás de cozinha fica mais caro a partir desta segunda em toda Bahia

Botijão de 13kg podem custar até R$ 110 na capital baiana com o novo reajuste

Publicado

em

O preço do gás de cozinha, tecnicamente chamado de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), terá reajuste de 5,9% a partir desta segunda-feira (14). O reajuste parte da Petrobras, que justificou o aumento em função do reflexo do mercado internacional.

Este não é o primeiro reajuste do gás de cozinha no ano. Em janeiro, a Petrobras elevou o preço em 6%. Em fevereiro, a alta foi de 5,1%. Em março, um novo reajuste médio de R$ 0,15 por quilo foi anunciado. Em abril, o aumento foi de 5%.

Desde quando mudou sua política de preços, em julho de 2017, a empresa ajusta os preços dos combustíveis com base nos valores praticados internacionalmente, cotado em dólar, mesmo para o consumo interno. O preço do botijão de gás em Salvador varia entre R$80 e R$102. Com o reajuste, os valores podem chegar até mais de R$ 110. 

Com informações do Tudo é Política.

Continuar Lendo

Saúde

FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA DEVERÃO RECEBER KITs DE HIGIENE PESSOAL. PROJETO É DO VEREADOR ROBERTO SOUZA

Publicado

em

FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA RECEBERÃO KIT DE HIGIENE PESSOAL

Na 11ª Sessão Ordinária, realizada na última terça (8), foi aprovada por unanimidade a indicação de nº 084/2021, de autoria do vereador Roberto Souza (PODE), que solicita ao Poder Executivo a disponibilização de kits de higiene pessoal, contendo escova de dente, creme dental, fio dental, sabonete, sachês de shampoo e condicionador, absorvente, desodorante, álcool em gel e máscaras de proteção para as famílias de baixa renda.

A justificativa cita a importância de proporcionar o bem-estar e auxiliar no combate à COVID e outras doenças. Durante a discussão da matéria, o parlamentar explicou que indicação surgiu após assistir a uma reportagem.

“A reportagem mostrava que uma diretora de colégio percebeu que várias alunas faltavam às aulas sempre no mesmo período do mês. Eram meninas carentes e pobres que não tinham condições de comprar seus absorventes. Então elas deixavam de frequentar a escola por esse motivo. Isso me entristeceu muito, pois em pleno século XXI as pessoas não têm condições do básico… Acho que é importante termos alimentação, mas também é essencial termos a higiene pessoal. Então seria interessante a prefeitura investir também na prevenção. Quando você previne, você gasta menos”, disse o edil.

O vereador comentou ainda que a indicação é de suma importância para que meninas não deixem de frequentar a escola por não terem absorvente. “Precisamos dar atenção a essas crianças, então que esses kits sejam distribuídos nas escolas e nos postos de saúde”, concluiu.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

AS MAIS LIDAS DA SEMANA