Conecte conosco

Eleições

CEZAR DIESEL VOLTA A SE MOVIMENTAR. SEU MAIOR DESAFIO? CONVENCER

Publicado

em

Simões Filho tá Mudando

A desistência do prefeito de Salvador – ACM Neto, de deixar a prefeitura da capital baiana para concorrer ao posto de governador do estado da Bahia nas eleições de 2018, provocou mudanças drásticas nos diversos cenários políticos do Estado, ao mesmo tempo em que, criou oportunidades para que nomes que até então estavam esquecidos voltassem ou tentassem voltar às suas praças para, novamente, buscar colocar seus nomes em evidência, visando as eleições de 2020.

Em Simões Filho, um desses nomes é o empresário e ex-candidato Cezar Diesel, que concorreu pelo PRP, para prefeito de Simões Filho, obtendo pouco mais de cinco mil votos.

AS dificuldades enfrentadas por ex-candidatos, dizem respeito à credibilidade e a confiabilidade adquirida ao longo de campanhas passadas.

Há que se entender que todos que enfrentaram o atual prefeito, Diógenes Tolentino – DINHA, irão tentar impedir que o mesmo se reeleja, e sendo assim, as estratégias adotadas deverão levar em conta vários fatores.

No entanto, a credibilidade na palavra assumida com fornecedores, prestadores de serviços inerentes a pré-campanha e campanha política, e também, com compromissos assumidos como vários apoiadores, devem ser minunciosamente observados para que não se dissemine, via “rádio peão”, histórias de decepções que possam revelar problemas difíceis de serem contornados por aqueles que decidirem, novamente, ou pela primeira vez, apoiá-lo.

Cezar Diesel conquistou um grupo que caminhou com ele, e o mais lógico é que o mesmo, deverá tentar reconquistar os que decidiram se afastar.

Em sua primeira tentativa de se eleger prefeito do município, muitos apoiadores apostaram alto, mas hoje, esses mesmos apoiadores, transmitem, muito discretamente, sentimento de insegurança para assumir, novamente, qualquer compromisso o prefeiturável.

Está ai grande desafio para Cezar: provar que, de fato, tem um projeto para a cidade e em razão deste projeto, conquistar confiança e solidificar um grupo diverso, que consiga elaborar propostas convincentes para os eleitores.
Cezar Diesel precisa reverter, de uma vez por todas, a sensação de muitos, de que não estará buscando reaglutinar pessoas em seu redor apenas para provar para seu principal apoiado e apoiador – deputado federal Luiz Caetano – que tem o controle do grupo que em 2016, obteve mais de dez mil votos em Simões Filho.

Caso não consiga reverter esses sensação, melhor seria que o empresário Cezar Diesel desistisse de mais uma tentativa de se eleger prefeito da cidade, sob pena de sofrer mais uma e definitiva derrota.

Em tempo;

O deputado Luiz Caetano foi autor de emendas que destinaram ao setor de saúde de Simões Filho, quase um milhão de reais no seu primeiro mandato no Congresso Nacional.

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

CIDADES

SIMÕES FILHO PODE TER TRÊS DEPUTADOS DA CIDADE – UMA POSSIBILIDADE, UMA ÚNICA OPORTUNIDADE

Publicado

em

SIMÕES FILHO PODE TER TRÊS DEPUTADOS DA CIDADE – UMA POSSIBILIDADE, UMA ÚNICA OPORTUNIDADE
Simões Filho tá Mudando

Simões Filho é uma das mais importantes cidades da Região Metropolitana de Salvador. Mesmo assim, carrega a triste história de nunca ter colocado na Assembleia Legislativa, um deputado da terra.

A cada quatro anos, ouvimos sempre a mesma ladainha da importância de elegermos um deputado da cidade.

No entanto, a guerra pelo poder que predomina entre os dois principais grupos políticos da cidade, provoca um sentimento nocivo para o desenvolvimento do município, pois cada um “acredita ser o mais valente, na luta do rochedo com o mar”, parafraseando Caetano Veloso em “É HOJE”.

Viveremos tempos muito difíceis nos próximos 10 anos, seja qual for os presidentes eleitos a partir de 2018.

Dizem alguns, que política é como nuvem. Isso é dito na tentativa de ilustrar mudanças que acontecem a todo momento nas negociações de apoio político e partidários assumidos em períodos que antecedem campanhas eleitorais.

Mas se avaliarmos com mais cuidado, essa frase pode significar a confirmação de que a palavra dada por um político a outro, só terá valor mediante tratativas que quase sempre visam benefícios próprios e não coletivos.

O título dessa postagem pode parecer estranho a muitos, absurdo a outros tantos e impossível a centenas de outros.

No entanto, se fosse deixado de lado o sentimento de querer ser o mais valente, se prevalecesse inteligência política estratégica dentro de, pelo menos, um dos grupos ao invés de meros palpiteiros, os debates poderiam ser direcionados para uma linha de discussões que permitissem aos eleitores a compreensão da importância da formação de uma bancada de deputados da cidade e não a eleição de um único nome, o qual, certamente, não terá, dependendo do eleito, a força necessária para lutar por melhorias para Simões Filho, será este, tal qual o presidente impostor – Michel Temer, apenas um deputado decorativo.

Três nomes estão apresentados para a disputa: pelo grupo Dinha, a vereadora Kátia Tolentino, salvo mudanças climáticas; o ex-prefeito Eduardo Alencar, que deverá concorrer sub judice e o ex-secretário de transportes, Denyson Santana que ao contrário do que muitos acreditam, será sim, candidato.

Entendendo que mesmo sub judice, o ex-prefeito Eduardo Alencar deverá ser eleito, por conta a força política no estado do seu irmão Otto Alencar, poderemos concluir que o mesmo não precisará ter número expressivo de votos em Simões Filho.

A vereadora Katia tem a simpatia de grande parte do grupo Dinha, mas precisa conquistar um bom número de votos no município e buscar um complemente, em outras cidades para garantir sua eleição.

Ocorre que o esforço de muitos palpiteiros aliados do prefeito Dinha, entendem que precisam por em prática um embate direto e uma desconstrução das candidaturas de Denyson Santana e Eduardo Alencar.

Denyson Santana poderia ser visto como um aliado não declarado, na guerra contra o principal adversário do grupo, que é, exatamente, o ex-prefeito Eduardo Alencar.

Tentar desconstruir, ao mesmo tempo, as candidaturas do pré-candidato Denyson Santana e do ex-prefeito Eduardo Alencar, é, claramente, uma estratégia que só tomará tempo e esforços aplicados em vão, pois para muitos, a expectativa não é se Eduardo Alencar será ou não eleito e sim com quantos votos ele será eleito, repito, mesmo sub judice.

Se confirmando essa possibilidade, há quem aposte que Eduardo Alencar será nome forte dentro da assembleia, podendo assumir inclusive, a presidência da casa, o que, num cenário em que a Vereadora Kátia seja também eleita, deverá representar dificuldades para sua atuação como deputada na busca por recursos e melhorias para o município.

Sendo assim, uma “divisão da tropa” para combater dois adversários ao mesmo tempo, poderá resultar numa grande derrota para o grupo Dinha, com consequências que durarão até 2020, ano da busca pela reeleição.

A conclusão dos palpiteiros de que a candidatura de Denyson Santana é mais uma “jogada” do ex-prefeito Alencar é precipitada e típica dos que não conseguem avaliar o “movimento das nuvens”.

O grupo Dinha tem condição sim, de eleger a vereadora Kátia Tolentino, deputada estadual, mas é possível que não acredite que possa fazer algo mais. Bastaria olhar o campo de batalha, de uma colina mais alta do que aquela na qual está instalada o prédio da prefeitura municipal.

É preciso encarar a realidade, o fato de que muitos eleitores não querem votar nem no ex-prefeito Eduardo Alencar e nem na vereadora Kátia Tolentino, se isso é fato, então cabe a pergunta: para quem irão esses votos?

Tudo isso, poderia ser resumido com uma única pergunta: já imaginaram, Simões Filho eleger três deputados de uma única vez?

Simões Filho tem uma possibilidade real e uma oportunidade única para eleger uma bancada de deputados e não um único nome.

Um erro na estratégia, significará a vitória de um único grupo, de um único candidato, o que tiver os melhores soldados, ou o melhor gladiador.

Conclusão: Dinha precisa deixar na sua sala de reuniões estratégicas apenas aqueles que possam lhe ajudar, de verdade, a ver os mapas da atual batalha com mais clareza e frieza, pois as próximas, poderão e deverão ser mais disputadas do que nunca.

 

Continuar Lendo

CIDADES

PT DE SIMÕES REALIZA PLENÁRIA DE FILIAÇÃO E LANÇAMENTO DE PRÉ-CANDIDATURA DE LULA PRESIDENTE

Publicado

em

Cezar Diesel e o deputado federal Luiz Caetano em ato de filiaçao ao PT em Simões Filho
Simões Filho tá Mudando

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) da cidade de Simões Filho, realizou na manhã de ontém,  sábado, 26 de maio,  plenária  de filiação e lançamento da pré-candidatura de Lula a presidente do Brasil em 2018.

A abertura do evento foi feita pelo presidente do Diretório Municipal, Antônio Carlos Camamu, que relatou a prisão do ex-presidente Lula, o lançamento de sua pré-candidatura e as ações do governador Rui Costa.

O presidente Camamu também relatou o que ele chamou de “desrespeito” do prefeito Diógenes Tolentino – DINHA –  ao governador Rui Costa durante o evento de assinatura de ordem de serviço para construção da policlínica no Centro Industrial de Aratu (CIA) em 12 de março de 2018.

De acordo com o presidente, o governador Rui Costa tem trabalhando sim, para atender as demandas do município de Simões Filho, e que o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) e outras obras que estão em andamento no município serão inauguradas em breve.

Falaram em seguida, diversos deputados. O destaque ficou por conta do deputado federal Luiz Caetano que em discurso forte, relatou a situação do Ex-presidente Lula e seus direitos políticos, que ainda estão preservados, e que se mesmo assim, o mesmo for impedido de concorrer nas próximas eleições, Lula indicará o nome a ser votado em seu lugar e que certamente será eleito pelo povo, o qual, segundo Caetano, não concorda com as políticas do “governo golpista” que usurpou o poder no país.

Edson Almeida, ex-prefeito de Simões Filho, também esteve presente e em sua chegada foi longamente aplaudido. Em seu breve discurso, Edson Almeida opinou sobre a administração municipal, federal e declarou estar lado a lado daqueles querem um futuro melhor para a cidade de Simões Filho. Ao final, Edson Almeida deu boas vindas a Cezar Diesel.

O mais novo filiado do partido, Cezar Diesel, foi a figura principal da plenária e também fez um discurso forte, falando da gestão municipal e federal, confira no vídeo abaixo:

Veja abaixo, galeria de imagens registradas durante o evento:

Continuar Lendo

Eleições

AFINAL, QUEM SÃO OS CANDIDATOS DE SIMÕES FILHO EM 2018

Publicado

em

Qeum são os candidatos de Simões Filho
Simões Filho tá Mudando

Ao contrário do que muitos pensam, a definição dos nomes para candidatos a deputados estaduais representando o município de Simões Filho, ainda é incerta.

Três nomes estão postos, mas nenhum dos três provou, até o momento, que serão de fato e de direito, candidatos.

A vereadora Katia Cerqueira é mais cotada para ser a representante do grupo Dinha, no entanto, a mesma já declarou que não quer entrar na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa.

A decisão pela vereadora já teria sido feita, mas os acordos políticos que valeram para as eleições municipais de 2016, colocam sérios entraves para o lançamento da candidatura Katia Cerqueira.

O que teria sido “combinado” como o pré-candidato José Tude – ex-prefeito de Camaçari e Paulo Azi – deputado federal – candidato a reeleição, pode ser a razão pela demora na decisão do nome do candidato simõesfilhense, representante do Grupo Dinha.

Pelo lado oposto está o ex-prefeito Eduardo Alencar, o qual tem pendência jurídica que o colocou como inelegível.

A eleição do ex-prefeito, é dada como certa e a previsão é de que o mesmo obtenha algo próximo dos 90 mil votos, isso é claro, se até lá, conseguir se desvencilhar dos problemas jurídicos que fazem o mesmo perder o sono.

Por fim, temos o nome de Denyson Santana – ex-secretário de transportes de Simões Filho.

Denyson pretende sair candidato pelo PODEMOS, mas articulações de bastidores fizeram com que o mesmo ficasse sem seu nome lançado na relação de filiados ao partido.

Há quem diga que tais articulações teriam sido conduzidas pelo ex-prefeito juntamente com o atual presidente do partido, Danilo Gonçalves, para impedir que o mesmo consiga ser candidato. Se isso for verdade, algumas perguntas precisam de respostas:

Por que o ex-prefeito, que sempre foi aliado de Denyson, não iria querer que o mesmo concorrendo nas próximas eleições, em 2018, uma vez que estão em bases partidárias diferentes?

Seria esse, um ardiloso plano para que Danyson se visse, ao final, forçado a apoiar a provável candidatura do ex-prefeito, Eduardo Alencar?

Essas perguntas ainda não foram respondidas por nenhum dos lados e provavelmente não serão.

Das três pré-candidaturas, talvez a mais fácil de se concretizar seja, exatamente, a de Denyson Santana, caso o mesmo consiga resolver sua situação jurídica junto ao partido, o que ainda não está claro.

Em conversa com o mesmo, Denyson demonstrou confiança na decisão da justiça e afirmou que em breve, irá responder aquilo que todos querem saber: Denyson Santana, será candidato a deputado estadual?

Conclusão: Estamos a pouco mais de cinco meses das eleições e nada está definido no que diz respeito aos candidatos que irão concorrer para deputados estaduais, representando Simões Filho.

Nos resta, aguardar…

 

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho