Conecte conosco

Saúde

Componente da maconha pode reduzir problemas nos pulmões de infectados por Covid-19

Testes em animais indicaram proveito do canabidiol em casos do novo coronavírus

Publicado

em

Metro1 – Uma pesquisa feita nos Estados Unidos apontou que o canabidiol – ou CBD, componente não psicoativo da cannabis – pode ajudar a reduzir riscos e prejuízos da tempestade de citocina presente em casos do novo coronavírus. A tempestade de citocina é a responsável pelo colapso do sistema imunológico durante a Covid-19 e pode prejudicar severamente os pulmões, levando a problemas respiratórios sérios e ampliando o risco de morte.

O fenômeno acontece quando o corpo humano continua a batalha contra o vírus mesmo quando ele deixa de ser uma ameaça. A liberação incessante de citocinas – proteínas que afetam o comportamento das células – ataca diversos órgãos, como os pulmões e os rins, o que provoca a morte. O problema pode acontecer em qualquer idade, mas é menos comum em crianças e adolescentes.

Segundo pesquisadores da universidade pública de Augusta, nos EUA, a CBD atua contra a tempestade e permite que os níveis naturais da apelina, peptídeo responsável pela diminuição de inflamações, sejam restaurados. Além disso, a CBD também conseguiu melhorar os níveis de oxigênio, reduzir a inflamação e conter os danos físicos em modelos de pulmões de laboratório e em camundongos.

P U B L I C I D A D E