Conecte conosco

Cultura

É AMANHÃ, SENZALA DE LUXO SEGUNDA EDIÇÃO

Publicado

em

Promovida pela Abayomi, a Senzala de Luxo é um evento que tem o objetivo de desconstruir o preconceito e reforçar a luta do povo negro com o resgate de jovens em situação de risco através da dança, da capoeira, do Teatro e da beleza. Venha!

 

A Instituição Entidade Abayomi- Dance nasceu em 02 de Março de 2012 e foi muito bem aceita pela comunidade simõesfilhenses, pois entre as camadas sociais menos favorecidas, as dificuldades na formação do cidadão se potencializam, em virtude da falta de oportunidades, da discriminação e de outros fatores. A arte, neste caso, a dança (Dança Afro) e a capoeira são integradoras sociais por excelência, provocadoras do reconhecimento identitário e amenizadoras dos conflitos sociais.

[pro_ad_display_adzone id=”76096″]

A I.E.A-Dance funciona ministrando as aulas praticas-teóricas de Dança Afro e Afro-brasileiro do curso de formação em Agentes, Coreógrafos, Bailarinos, Capoeiristas, Arte-Educadores e Multiplicadores Culturais, visando combater através da linguagem sociocultural a violência demasiada entre os jovens munícipes, a exclusão social, a evasão escolar, gravidez precoce e assim, o risco social, divida em 4 núcleos , Dança afro, Hip Hop, Capoeira e o Coral Abayomi, utilizamos um espaço provisório sedido pela Prefeitura, somos uma organização sem fins lucrativos.

Tendo a Cultura Afro-Brasileira e Afrodescente como base, o projeto referido objetiva atingir 65% dos jovens munícipes direto e indiretamente ao decorrer de cada ano, fortalecendo assim os valores éticos nas relações, que é fundamental para a construção de uma sociedade democrática, onde o educando (a) é preparado para respeitar as crenças religiosas, condição sexual e descendência racial.

Abayomi é acima de tudo a ligação da cultura interna de cada ser, para consigo mesmo, o reconhecimento da sua estética, sem as desnecessidades agressivas impostas pela sociedade. O objetivo central é sim, não só a formação cultural, mas a do ser humano, capaz de respeitar as diferenças, entender que convive em um país pluricultural, onde o diferente não é ofensivo, mas sim, diferente, apenas diferente. Ensinar exige o reconhecimento e assunção da identidade cultural, como também entender que, não é apenas, transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a existência do autodidata. Essa é a missão da I.E.A Dance.

 

Veja abaixo, vídeos da primeira edição: 


 

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

Cultura

MOVIMENTO LGBT PEDE EM NOTA, DESCULPAS A AGENTES DA SEMOB

Publicado

em

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Grupo Gay de Simões Filho (GGSF) e Grupo Contra o Preconceito (GCP), são instituições filantrópicas – sem qualquer fim lucrativo – com atuação voltada para a defesa da cidadania plena da população LGBT, na promoção dos Direitos Humanos e na luta contra às Infecções Sexualmente Transmissíveis/AIDS e Hepatites Virais.

O GGSF e o GCP também representam a Aliança LGBT da Bahia, no município de Simões Filho.

Em virtude disso, para garantir a credibilidade do movimento e da pauta defendida por nós, viemos através desta nota, esclarecer o fato ocorrido no ultimo domingo (19/08). Na Parada Gay do CIA, o organizador desse evento proferiu algumas falas equivocadas, em claro desrespeito aos fiscais da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB).

Cabe salientar que tal postura não representa a opinião do Movimento LGBT que, em sua constante luta por direitos iguais, busca respeitar a todos, sem qualquer distinção de cargos, classes sociais, religião, sexo, orientação sexual ou gênero. A luta por direitos deve envolver a todos, de forma que jamais concordaremos com o ataque a um setor da classe trabalhadora, como o que ocorreu contra os profissionais do trânsito no último domingo.

Desse modo, nossas instituições, em nome de toda a Aliança LGBT da Bahia, encaminham sinceras desculpas aos funcionários da SEMOB, que deram suporte a este evento, garantindo o livre tráfego na principal via de acesso ao Centro de Simões Filho.

Reforçamos a população que o Movimento LGBT é ordeiro, pacífico e trabalhador. Estamos comprometidos com um novo Brasil, onde todos possam usufruir os direitos fundamentais garantidos pela Constituição Federal. No Brasil que queremos não há espaço para crimes de ódio, discriminação de qualquer tipo ou homofobia. Sinceramente, esperamos que este fato isolado não manche a imagem do nosso segmento, nem interrompa nossa luta por mais dignidade e respeito.

Assinam:
Aliança LGBT da Bahia
Grupo Gay de Simões Filho (GGSF)
Grupo Contra o Preconceito (GCP)

Continuar Lendo

Cultura

PARADA GAY DO CIA, EM SIMÕES FILHO, VIRA BADERNA, PROPÓSITOS SÃO ESQUECIDOS E POPULAÇÃO É DESRESPEITADA

Publicado

em

Nos primeiros anos havia a mensagem do respeito, da tolerância, da igualdade, do combate à homofobia.

No últimos anos, um carnaval vazio, mal organizado e com intuito apenas de promoção política de alguns poucos indivíduos que pedem respeito, mas que não praticam o que tanto pedem.

De posse de um microfone, esses mesmos que tanto pedem respeito, vociferam ofensas e desrespeito a profissionais e agentes públicos em serviço e elogios vazios a pessoas e entidades que de várias formas, seus apoios interessam à continuidade da baderna.

Foi o que tristemente, novamente, aconteceu.

A parada gay do Cia realizada na tarde deste domingo, 19 de agosto, no percurso que foi do CIA 1 até a rotatória de acesso à Via Universitária, foi mais uma prova de que todo apoio dado pelos poderes públicos ao evento, ao longo de todos esses anos, precisa ser reavaliado e de forma determinante, impor o mínimo de respeito à instituições, à população e a ordem pública.

Simões Filho já é carente de mobilidade urbana.

Dar a um cidadão, que se colocou como autoridade municipal, o poder de dar ordens à Policia Militar e a órgãos de trânsitito do municipio para que bloqueassem totalmente e multassem veículos estacionados nas margens das já escassas vias de grande circulação, para que um trio elétrico tocasse durante três horas, é, quando não menos, IRRESPONSABILIDADE.

Uma certa “AUTORIDADE MAIOR”, do auto da ousadia permitida por não se sabe quem, entendeu-se na condição de dar ordens e ofender agentes da SETRAN que trabalhavam no apoio ao desorganizado evento.

Em dado momento, um líder da equipe da secretaria de transportes sentindo-se, ele e sua equipe, desrespeitados diante do público que acompanhava o trio elétrico, decidiu deixar o local e a responsabilidade geral aos cuidados daquele que lhes ofendeu chamando-os de incompetentes e palhaços.

Será necessário esclarecer Que a cidade de Simões Filho tem poucas vias de grande circulação?

Será necessário informar que a Via Universitária é acesso, quase único, de milhares de moradores de diversos condomínios carentes de transporte público?

Será que já não basta tal carência, os moradores desses condomínios são obrigados a buscar desvios, escuros e sem organização prévia para se locomoverem para outros pontos da cidade?

Seria possível alguém pensar que em eventual caso de emergência, vidas poderiam ter sido perdidas para que um trio elétrico, atravessado na Via Universitária, impedindo totalmente a livre circulação do trânsito, tocasse durante horas?

Porque razão?

Luta contra homofobia?

O dircurso de minoria, de pedir igualdade e respeito não pode prevalecer ao direito dos demais cidadãos.

Durante o evento, a Via Universitária ficou totalmente bloqueada e a Elmo Serejo Farias, ficou irresponsavelmente prejudicada.

Será que para “FICAR BEM NA FITA COM A CLASSE” as autoridades municipais devam permitir todo tipo de despeito a população.

Tudo por conta de um evento que a muito, já não serve como ato de afirmação da necessidade de uma minoria tão carente de respeito que são os LGBTS+?

Será que a causa não está sendo usada como desculpa para promoção pessoal?

Pede-se, determinatemente, aos poderes públicos que permitem tal desordem, o devido monitoramento para futuros eventos semelhantes.

Certamente, autoridades, supostamente, homeageadas durante o evento se colocarão contra essa publicação, pois valerá mais o LUCRO ELEITOREIRO do que o respeito à população que tanto já sofre com tanto desrespeito, todos os dias.

Vale lembrar que o Página Simões Filho foi um dos primeiros veículos de imprensa a dar total apoio ao evento, nas suas primeiras edições.

Assista ao momento em que agentes da SETRAN sao chamados de palhaços e incompetentes.

Ouça também o áudio de desabafo de um dos agentes da Secretaria.

Publicado via celular

Continuar Lendo

Cultura

FESTIVAL DA JUVENTUDE: CAUÊ SE APRESENTOU SEM O PAI, NAS VÉSPERA DO DIAS DOS PAIS

Publicado

em

Noite de sábado, 11 de agosto – abrindo o encerramento da Semana Da Juventude, Cauê Menezes, filho do grande Duda Menezes, se apresentou no palco montado na nova Praça da Quadra 7, por uma hora e meia, sem o pai.

O pivete jogou duro!

Deu conta do recado e botou todo mundo para dançar.

“… Cara, que pressão fazer a primeira apresentação sem ter meu pai do lado… “

O pai?

Todo orgulhoso…

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho