Conecte conosco

Brasil

Em 2019, atiradores civis compraram tantas munições quanto forças de segurança

Categoria foi beneficiada com flexibilização de regras para adquirir armas e munições

Publicado

em

Metro1 – Pela primeira vez, atiradores civis compraram, no ano passado, a mesma quantidade de projéteis que as forças de segurança pública: cerca de 32 milhões.

Os dados inéditos sobre a venda de munições no país foram obtidos pelo Instituto Sou da Paz, por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), e divulgado pelo jornal O Globo.  

Os atiradores civis foram destinatários de vários decretos do presidente Jair Bolsonaro, com flexibilização de regras para adquirir armas e munições.

De acordo com a reportagem do jornal, publicada hoje (2), a explosão na aquisição de munições por parte dos atiradores deve acender um alerta, já que o material adquirido pelo grupo não tem qualquer marcação de lote inscrito no cartucho. Pela lei, apenas munições usadas pelas forças de segurança pública e pelas Forças Armadas precisam ser marcadas. 

P U B L I C I D A D E
ck quadrado