Conecte conosco

Dicas & Macete

ERROS: Currículos trazem experiência em jogos online e tempo de prisão

Publicado

em

games

Pesquisa da CareerBuilder mostra 12 erros inusitados em currículos. Erros de digitação e informações genéricas desclassificam candidatos.

Em um estudo recente, a CareerBuilder, empresa norte-americana da área de recursos humanos, descobriu alguns dos erros mais inusitados que candidatos a emprego cometeram em seus currículos. A pesquisa foi realizada de forma online pela Harris Interactive, de 14 de maio a 5 de junho, com 2.076 gestores e profissionais de recursos humanos e 2.999 trabalhadores de todos os setores.
O estudo mostrou que para deixar uma boa impressão em uma busca de trabalho, candidatos tentam fazer currículos memoráveis, porém, nenhum pouco adequados para as vagas.

Veja erros inusitados em currículos
Currículo foi enviado por uma pessoa que a empresa havia acabado de demitir.
Palavra “Skills” do currículo foi escrita “Skelze”.
Objetivo do candidato foi escrito da seguinte forma: “Trabalhar para alguém que não é um alcoólatra como meu empregador atual”.
Currículo incluiu linguagem tipicamente vista em textos de torpedos, como sem uso de caixa alta e palavras abreviadas como “vc” para você.
Currículo tinha apenas uma frase: “Me contrate, sou incrível”.
Candidato citava no currículo que ele tinha experiência em jogos online, sendo líder de clãs de guerreiros, sugerindo experiência em liderança.
Currículo continha fotos do candidato desde a infância até a idade adulta.
Currículo estava escrito na língua Klingon, da série “Jornada nas Estrelas”.
Currículo era um vídeo musical.
Currículo não tinha o nome do candidato.
No pedido de emprego, o candidato escreveu “Mr.” (senhor) como nome do antigo cargo.
Currículo trouxe o tempo que o candidato passou preso por agredir um ex-chefe.

 

Tamanho do currículo

Sobre o tamanho do currículo, 66% dos empregadores disseram que o currículo deve ser de uma página para recém-formados. Para os trabalhadores experientes, a maioria dos empregadores (77%) disseram que o currículo deve ser de pelo menos duas páginas.

A pesquisa revelou divergências entre as expectativas do empregador e o comportamento do candidato: 39% dos trabalhadores com idade a partir de 45 anos relataram que seu currículo é de apenas uma página.

A pesquisa também mostrou que, embora mais da metade dos empregadores só queiram ver no currículo a experiência de trabalho que seja relevante para a vaga à qual o candidato concorre (53%) e, principalmente, nos últimos 10 anos (57%), 41% dos trabalhadores com idade acima de 45 anos disseram que incluem até mesmo seu primeiro emprego no currículo.

“O currículo é o fator principal para decidir se o candidato vai conseguir uma entrevista de emprego”, disse Rosemary Haefner, vice-presidente de recursos humanos da CareerBuilder. “É importante para projetar uma imagem profissional. Mantenha-o sucinto, personalize para que  apresente apenas as habilidades e experiências relevantes para a posição à qual está se candidatando, e inclua sempre resultados quantificáveis e específicos que mostram o valor que você pode trazer para uma organização “.

Quando solicitados a identificar os erros mais comuns que podem levar a descartar automaticamente um candidato, os empregadores apontaram:

Problemas comuns
Currículos que têm erros de digitação – 58%
Currículos que são genéricos e não parecem personalizados para a posição – 36%
Currículos que não incluem uma lista de habilidades – 35%
Currículos que copiaram uma grande quantidade de texto do anúncio de emprego – 32%
Currículos que têm endereço de email impróprio – 31%
Currículos que não incluem as datas exatas dos empregos – 27%
Currículos impressos em papel decorativo – 22%
Currículos que incluem foto – 13%

 

Fonte: G1