Conecte conosco

Brasil

Expectativa de vida cresce na Bahia e chega a quase 74 anos, diz IBGE

Dados ainda apontam que, em 2018, os homens nascidos na Bahia tinham expectativa de viver cerca de 9 anos a menos do que as mulheres

Publicado

em

Metro1 – A expectativa de vida na Bahia aumentou de 2017 para 2018, segundo dados divulgados hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Uma pessoa nascida na Bahia em 2018 tinha a expectativa de viver, em média, até os 73,9 anos de idade, ou 73 anos, 10 meses e 24 dias, o que significava 2 meses e 12 dias a mais do que as pessoas nascidas em 2017, quando a esperança de vida ao nascer, no estado, era de 73,7 anos (73 anos, 8 meses e 12 dias). O aumento na expectativa de vida das pessoas nascidas na Bahia no período foi o mesmo estimado na passagem de 2016 para 2017.

Para os homens baianos, a expectativa de vida ao nascer passou de 69,3 anos em 2017 (69 anos, 3 meses e 18 dias) para 69,5 anos em 2018 (69 anos e 6 meses), com um ganho de pouco mais de 2 meses nesse período (2 meses e 12 dias). Já as mulheres baianas nascidas em 2018 tinham a expectativa de viver em média 78,7 anos (78 anos, 8 meses e e 12 dias), ou 3 meses e 18 dias a mais do que as nascidas em 2017, quando a expectativa de vida era de 78,4 anos.

Assim, uma menina nascida em 2018 na Bahia tinha a expectativa de viver pouco mais de 9 anos a mais que um menino nascido no mesmo ano (mais 9 anos, 2 meses e 12 dias). Em todo o país, é a segunda maior distinção na esperança de vida entre homens e mulheres, atrás apenas da verificada em Alagoas (9,5 anos).

Ainda segundo o IBGE, mesmo com os avanços, a esperança de vida ao nascer na Bahia em 2018 (73,9 anos) continuava menor que a média nacional (76,3 anos) e por pouco não estava entre as dez mais baixas do país, mantendo-se com o 11º menor indicador nesse ranking.

P U B L I C I D A D E