FEMINICÍDIO EM SIMÕES FILHO: 80% DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS ENVOLVEM VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER - Página Simões Filho
Conecte conosco

FEMINICÍDIO EM SIMÕES FILHO: 80% DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS ENVOLVEM VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Publicado

em

feminícídio

Ao comentar sobre o avanço de feminicídios em todo o Brasil, o Major Dias, em entrevista ao radialista Ataíde Barbosa, no programa Panorama de Notícias da Simões Filho FM 87.9, revelou um assustador percentual registrado nas ocorrências policiais em Simões Filho.

Segundo o Comandante, cerca de 80% das ocorrências atendidas pelas polícias locais, envolvem violência contra a mulher.

Major Dias ressalvou que no período das festas de final de ano, natal e réveillon, o aumento dos casos foi assustador.

O major comentou ainda sobre o nível de barbaridade dos crimes cometidos atualmente: decapitações, remoção de escalpos, esquartejamentos. Segundo ele, a banalização da violência e a falta de valores básicos e consumismo exacerbado como símbolo de status são fatores que contribuem para essa banalização.

🌞🌞Bom dia e o Programa Panorama de Notícias já está no ar pela Simões Filho FM 87.9 📻📻📻📻🎤🎤🎤Ataíde Barbosa comanda o espaço mais democrático do rádio na Região Metropolitana de Salvador🎧🎧🎧🎧☎️☎️☎️Participe pelo 3396-0006 ou pelo nosso WhatsApp 71 9 9902-6884❗❗❗

Publicado por Panorama de Noticias em Quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

P U B L I C I D A D E

Mulher

FEMINICÍDIO EM SIMÕES FILHO: 80% DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS ENVOLVEM VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Publicado

em

Ao comentar sobre o avanço de feminicídios em todo o Brasil, o Major Dias, em entrevista ao radialista Ataíde Barbosa, no programa Panorama de Notícias da Simões Filho FM 87.9, revelou um assustador percentual registrado nas ocorrências policiais em Simões Filho.

Segundo o Comandante, cerca de 80% das ocorrências atendidas pelas polícias locais, envolvem violência contra a mulher.

Major Dias ressalvou que no período das festas de final de ano, natal e réveillon, o aumento dos casos foi assustador.

O major comentou ainda sobre o nível de barbaridade dos crimes cometidos atualmente: decapitações, remoção de escalpos, esquartejamentos. Segundo ele, a banalização da violência e a falta de valores básicos e consumismo exacerbado como símbolo de status são fatores que contribuem para essa banalização.

P U B L I C I D A D E