Connect with us

MUNDO

Justiça derruba dois pedidos de Trump para interromper contagem de votos

Candidato à reeleição disputa com o democrata Joe Biden e acionou a Justiça para parar a contagem de votos em Michigan e na Geórgia

Published

on

Bahia.ba – O presidente Donald Trump sofreu duas derrotas judiciais nesta quinta-feira (5), quando tentou interromper a apuração das eleições nos Estados Unidos. Em Michigan, o pedido foi negado pela juíza Cynthia Stephens, e a decisão deverá ser formalizada por escrito nesta sexta-feira (6).

No estado, mais de 98% dos votos já foram computados, segundo cálculos da Associated Press. De acordo com informações do UOL, o democrata Joe Biden aparecia com 50,6% dos votos, quando Trump tinha 47,8%. Com isso, Biden já havia sido apontado como vencedor entre os 16 delegados do estado.

Na Geórgia, o juiz James Bass rejeitou o processo aberto pela campanha do republicano. No estado, Trump está a apenas 0,3 ponto percentual à frente do candidato democrata. O atual presidente do Estados Unidos fez o peido alegando que 53 cédulas não fariam parte de um lote original de votos. A ação foi indeferida pelo juiz.

Segundo o UOL, os ataques judiciais são uma estratégia da campanha de Trump nos estados-chave para as eleições. Até então, Joe Biden soma 253 delegados, ante 214 de Trump. O mínimo para vencer é 270.

Advertisement