Conecte conosco

ULTIMAS DO DIA

Lula anuncia assinatura de contrato para obra do estádio do Corinthians.

Publicado

em

56 anos de emancipação

Contrato de R$ 820 milhões foi assinado entre time e a Odebrecht.
Lula participou de uma vistoria de arena na Zona Leste de São Paulo.


lula estádio (Foto: Roney Domingos/G1)Lula e Andrés Sanchez, presidente do Corinthians (de preto, à esquerda), anunciaram a assinatura do contrato das obras do estádio em Itaquera durante a comemoração dos 101 anos de fundação do time (Foto: Roney Domingos/G1)

 


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em visita às obras do estádio do Corinthians, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, anunciou na tarde deste sábado (3) que o time e a Odebrecht assinaram o contrato de construção da arena que disputa sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014. Os trabalhos de terraplanagem e a instalação dos pilares das arquibancadas haviam começado antes mesmo da assinatura formal do documento. Segundo a construtora Odebrecht, o contrato assinado é de R$ 820 milhões.

“Eu quero agradecer ao doutor Emílio Odebrecht, presidente do conselho da Odebrecht, e ao Marcelo, presidente do Grupo Odebrecht, porque foram duas pessoas que começaram a construir essa obra ainda sem o contrato assinado. O contrato foi assinado hoje”, anunciou Lula.

Lula participou de uma vistoria às obras. A expectativa é que ele fale à torcida corintiana que assiste a um show em comemoração ao aniversário de 101 anos de fundação do clube.

A Odebrecht informou que o estádio, projetado para 48 mil torcedores, poderá receber, na fase final da obra 20 mil assentos retráteis, ampliando assim sua capacidade para 68 mil lugares, conforme exigência da Fifa para o jogo de abertura da Copa.

O ex-presidente afirmou que a possibilidade de sediar a Copa do Mundo ocorreu em meio a um processo já em andamento para construção do estádio. “Não foram poucas as vezes que a gente conversou sobre a necessidade de o Corinthians ter estádio, independentemente da Copa do Mundo. A Copa do Mundo é que entrou na história do Corinthians. Não foi o Corinthians que entrou nesta história da Copa do Mundo.”

Lula se eximiu da responsabilidade pela desistência de sediar no Morumbi a abertura da Copa, como estava previsto inicialmente. “Eu ainda presidente da República fui com o governador Serra, com o prefeito Kassab e o presidente da CBF (Ricardo Teixeira) visitar o Morumbi. Nós achávamos que o Morumbi seria sede da Copa do Mundo. E a gente já estava decidido a trabalhar a construção do estádio do Corinthians. Não sei por que, só quem pode responder é o Juvenal (Juvêncio, presidente do São Paulo), só quem pode responder é o presidente da Fifa. Não sei por que, não quiseram”, afirmou.

No final, Lula comemorou a possibilidade de o estádio ser sede da abertura. “E nós, graças a Deus, arrumamos um grupo de trabalho que assinou este contrato agora. Finalmente, além do estádio, a gente vai fazer a abertura da Copa do Mundo”, disse Lula.

Fonte: g1.com.br – Roney Domingos Do G1 SP

 

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

CIDADES

VÍDEO: Público jovem lota terceiro dia do Yahweh Shammah 2018 em Simões Filho

Publicado

em

56 anos de emancipação

Do Simões Filho em Pauta – Bombou! O terceiro dia do Yahweh Shammah 2018 contou com as apresentações das bandas: Frutos da Fé, Chote & Glória e finalizou com a gravação do DVD da banda DtSix, que subiu no palco por volta das 22 h, sacudindo todos que estavam na praça.

Continuar Lendo

Brasil

Deu no New York Times: Com julgamento de Lula, ‘democracia brasileira está à beira do abismo’

Publicado

em

56 anos de emancipação

O The New York Times, considerado o mais importante jornal do mundo, publicou um editorial nesta terça-feira em que expõe supostas falhas no processo contra o ex-presidente Lula, aponta a parcialidade de juízes envolvidos no julgamento do caso do triplex e afirma que a democracia brasileira está à beira do abismo.

Da Agência Sputnik – Destacando o histórico escravagista brasileiro e a imaturidade da democracia no país, o jornal diz que nos últimos anos, o PT deu autonomia ao judiciário para investigar e processar a corrupção de políticos. “Mas aconteceu o contrário [do esperado]. Como resultado, a democracia brasileira está em seu período “mais frágil desde que o governo militar acabou”, diz o jornal.

O texto continua citando que a denúncia contra Lula não é fundamentada em provas.

“A propina alegadamente recebida por [Lula] da Silva é um apartamento de propriedade da OAS. Mas não há provas documentais de ele ou sua esposa tenham recebido o título de posse, alugado ou mesmo permanecido no apartamento, nem que tentaram aceitar o presente. A evidência contra [Lula] da Silva  baseia-se no testemunho de um executivo da OAS condenado, José Aldemário Pinheiro Filho, que teve a pena reduzida em troca de entregar evidências ao Estado”, menciona o NYT.

O jornal então prossegue com críticas a Sérgio Moro, a quem acusa de promover um espetáculo midiático contra Lula. “[A evidência] foi o suficiente para Moro. Em algo que os americanos poderiam considerar como um processo de canguru, ele condenou o Sr. [Lula] da Silva a nove anos e meio de prisão”, segue. Processo canguru é um jargão legal nos EUA para classificar um procedimento judicial que ignora os padrões de moral, ética e justiça.

Mark Weisbrot, co-diretor do Centro de Pesquisas Econômicas e Políticas em Washington e presidente da Just Foreign Policy, uma ONG que trabalha pela “reforma das relações exteriores americanas”.

Continuar Lendo

Eleições

AO VIVO: LULA NO ATO EM DEFESA DE DEMOCRACIA EM PORTO ALEGRE

Publicado

em

56 anos de emancipação

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho