Conecte conosco

CIDADES

MP faz operação contra empresas baianas que usaram recursos públicos destinados à Covid-19

Ação em conjunto de órgãos de Sergipe e da Bahia apura crimes contra a administração pública

Publicado

em

Metro1 – O Ministério Público de Sergipe (MP-SE), através do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou hoje (20) uma operação conjunta com órgãos da Bahia para cumprir mandados de busca e apreensão no município de Carmópolis e na capital Aracaju, além de cidades baianas, como Salvador e Novo Triunfo.

De acordo com o órgão do estado vizinho, a operação é fruto de investigações de desvios e fraudes praticados no âmbito de contratos municipais de Carmópolis com empresas baianas, pagos com recursos públicos destinados ao combate da pandemia mundial da Covid-19.

Investigadores apontaram que há indícios veementes da prática de crimes contra a administração pública e de organização criminosa, voltada ao desvio de recursos públicos da área da Saúde. Com base nesses indícios, foram deferidos pelo Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE) os pedidos do Ministério Público Estadual de buscas e apreensões na Prefeitura de Carmópolis, nas sedes das empresas contratadas e em endereços residenciais dos investigados. 

Além do Gaeco sergipano, participam da operação o mesmo grupamento do Ministério Público da Bahia (MP-BA), além de integrantes da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) e da Polícia Civil. 

Os procuradores requisitaram o afastamento cautelar do prefeito daquele município, Alberto Narcizo da Cruz Neto, conhecido como Beto Caju (SD), além de um secretário municipal. Com a saída do prefeito, deve assumir a gestão do Município o presidente da Câmara de Vereadores local, notificado da decisão na data de hoje.

P U B L I C I D A D E