Conecte conosco

Especiais

“Não foi dessa vez, mas valeu. Estou feliz de estar aqui”, declarou Brown.

Publicado

em

MW Auto Peças 40 Anos

As chances eram boas, já que “Real in Rio”, música que Sergio Mendes e Carlinhos Brown  fizeram para a animação “Rio” tinha apenas mais um concorrente na categoria de melhor canção original. Mas o prêmio foi para “Man or muppet”, tema de “Os muppets”, e a participação brasileira na lista de vencedores não foi inaugurada. “Não foi dessa vez, mas valeu. Estou feliz de estar aqui”, declarou Carlinhos Brown após o resultado.

Composta por Sergio Mendes, Carlinhos Brown, John Powell, Mikael Mutti e Siedah Garrett, a música é interpretada por Jesse Eisenberg, Jamie Foxx, Anne Hathaway, George Lopez e Will.i.am, músicos e atores que emprestaram suas vozes para os personagens. Ouça a canção “Real in Rio” na GloboRadio.

Antes de Sergio Mendes e Carlinhos Brown surgirem agora como representantes do Brasil no Oscar, a nossa mais recente aparição na cerimônia tinha se dado na edição do ano passado: “Lixo extraordinário” (2009) concorreu na categoria melhor documentário.

Mas o componente nacional do longa – que tinha como tema o artista plástico brasileiro Vik Muniz e foi em parte rodado num lixão do Rio de Janeiro, além de trazer verba captada no país – não foi integralmente celebrado. Quando anunciou a indicação, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood listou somente a diretora Lucy Walker e o produtor Angus Aynsley, ambos britânicos. Deixou de incluir o nome de João Jardim, brasileiro que codirigiu a obra.

Tal ocorrência causou alguma polêmica: ainda que levasse o prêmio, o que não ocorreu, “Lixo extraordinário” não representaria, enfim, a conquista da cobiçada e inédita estatueta pelo Brasil. Assim sendo, a última ida do país à festa, sem qualquer contestação ou controvérsia, aconteceu com “Cidade de Deus”. Na cerimônia de 2004, o filme concorreu em quatro categorias – direção (Fernando Meirelles), roteiro adaptado (Bráulio Mantovani), fotografia (César Charlone) e montagem (Daniel Rezende).

Oficialmente, costuma-se considerar “O pagador de promessas”, dirigido por Anselmo Duarte, como marco inaugural do Brasil no Oscar. Em 1963, ele concorreu ao prêmio de melhor filme estrangeiro – e perdeu para uma produção francesa. O longa, por outro lado, tinha faturado, um ano antes, a Palma de Ouro em Cannes, talvez a mais prestigiosa distinção do cinema de autor, não comercial.

Depois, em 1986, houve “O beijo da mulher aranha”, do brasileiro nascido na Argentina Hector Babenco, que rendeu nomeações nas categorias melhor filme, diretor, roteiro adaptado e ator (Willian Hurt, que ganhou). Mas esta não é, usualmente, contabilizada como representação brasileira no Oscar. Era coprodução com os EUA.

Dessa forma, nossa segunda aparição veio mais de três décadas após “O pagador…”, quando, em 1996, “O quatrilho”, de Fábio Barreto, recebeu indicação a melhor filme estrangeiro. Em seguida, na mesma categoria, foram lembrados “O que é isso, companheiro?” (em 1998) e “Central do Brasil” (em 1999), que colocou ainda Fernanda Montenegro na disputa pela estatueta de melhor atriz.

Completam a lista “Uma história de futebol”, de Paulo Machiline, e “Gone nutty”, de Carlos Saldanha (o mesmo de “Rio”), concorrentes a melhor curta-metragem em 2000 e em 2003, respectivamente.

O Oscar, como se sabe, jamais veio. A não ser por vias indiretas, caso das estatuetas de melhor de William Hurt por “O beijo da mulher aranha” e do uruguaio Jorge Drexler, autor da música “El outro lado del rio”, eleita em 2005 a melhor canção original. Ela está na trilha de “Diários de motocicleta”, do cineasta brasileiro Walter Salles.

A vitória de “Real in Rio” no Oscar 2012 encerraria um jejum. E marcaria uma coincidência dupla: a primeira vez em que fomos ao Oscar, de fato, foi antes mesmo de “O pagador de promessas”. Em 1944, a música “Rio de Janeiro”, de Ary Barroso (1903-64), recebeu nomeação a melhor canção original, pelo filme “Brazil”.

 

Fonte: g1.com.br

Polícia

Hospital Municipal de Simões Filho é alvo de vandalismo em suposto surto psicótico

Publicado

em

vandalismo no hospital municipal

Um boletim de ocorrência foi registrado na 22ª delegacia de Simões Filho, após a unidade ser alvo de vandalismo. Durante o atendimento médico, o paciente de iniciais E.M.S., de 54 anos, teve um surto psicótico, vindo a quebrar os vidros, janelas e equipamentos do consultório.

Durante a ação, o paciente se feriu e segue internado, com estado clínico estável. Ele foi prontamente atendido pela equipe de plantão, que contava com médicos nas especialidades de clínica médica, ortopedia e cirurgia geral.

A direção da unidade encaminhou todas as imagens para a Polícia Civil, que acompanhará o caso. Após a alta médica, o cidadão terá que ressarcir os cofres públicos pelo dano material provocado ao imóvel.

Com informações da FABAMED

Continuar Lendo

Transportes e Trânsito

ATENÇÃO EMPRESÁRIO! ESCOLHA LOGO O MELHOR PONTO. PROJETO APROVADO NA CÂMARA VIABILIZA BONS LOCAIS DE PROPAGANDA POR TODA A CIDADE

O projeto é de autoria do vereador Wilton Ramos – Itus

Publicado

em

NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO - projeto adote um ponto de ônibus em simões filho

Trata-se de um projeto que visa disponibilizar para a população, pontos de ônibus mais confortáveis e com manutenção constante.

Leia mais sobre

O projeto Adote um Ponto de ônibus prevê parcerias com empresas locais para que as mesmas possam se responsabilizar pela manutenção dos equipamentos e em contra partida, os espaços publicitários do mesmo serão explorados pela empresa parceira, divulgando suas marcas e campanhas publicitárias.

O projeto foi aprovado por unanimidade pela câmara municipal e aguarda decisão do prefeito Dinha para que possa ser posto em prática.

Veja o que disse o autor do projeto, logo após sua aprovação:

Continuar Lendo

Dinheiro & Negócios

Gás de cozinha fica mais caro a partir desta segunda em toda Bahia

Botijão de 13kg podem custar até R$ 110 na capital baiana com o novo reajuste

Publicado

em

O preço do gás de cozinha, tecnicamente chamado de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), terá reajuste de 5,9% a partir desta segunda-feira (14). O reajuste parte da Petrobras, que justificou o aumento em função do reflexo do mercado internacional.

Este não é o primeiro reajuste do gás de cozinha no ano. Em janeiro, a Petrobras elevou o preço em 6%. Em fevereiro, a alta foi de 5,1%. Em março, um novo reajuste médio de R$ 0,15 por quilo foi anunciado. Em abril, o aumento foi de 5%.

Desde quando mudou sua política de preços, em julho de 2017, a empresa ajusta os preços dos combustíveis com base nos valores praticados internacionalmente, cotado em dólar, mesmo para o consumo interno. O preço do botijão de gás em Salvador varia entre R$80 e R$102. Com o reajuste, os valores podem chegar até mais de R$ 110. 

Com informações do Tudo é Política.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA