Conecte conosco

Simões Filho

Péssima qualidade: Agerba admite a baixa quantidade de ônibus servindo Simões Filho

Publicado

em

Foto: Tácio Moreira / Metropress
MW Auto Peças 40 Anos

A tarefa diária de ir trabalhar é ainda mais difícil para os moradores de Simões Filho, cidade da Região Metropolitana de Salvador, que dependem do transporte público. Além da demora, é preciso lidar ainda com a insegurança e falta de infraestrutura do sistema. A promotora de vendas Paula Motta, que mora em Simões Filho e vem a Salvador diariamente para trabalhar, já perdeu as contas de quanto tempo perdeu no ponto de ônibus e quantos acidentes já presenciou por causa da irresponsabilidade de motoristas de ônibus e micro-ônibus.

O último caso aconteceu na segunda-feira (16), quando uma idosa se livrou por pouco de ser atropelada ao ter que ir para o meio da rua para conseguir embarcar em um ônibus. “É uma total falta de respeito, porque eles [micro-ônibus do transporte municipal] fazem hora em todos os pontos da cidade. Com isso, a Expresso Metropolitano, que faz a linha intermunicipal, não para mais no ponto de ônibus, para no meio da rua”, explica.

Ainda segundo a representante de vendas, a Prefeitura não toma nenhuma providência para conter as irregularidades cometidas pelos permissionários, que receberam da Prefeitura o direito de operar as linhas do transporte público no município. “O secretário de transporte da cidade está no cargo desde 2012 e não faz nada. Não tem fiscalização nenhuma, nem de manhã, nem de tarde. À noite, piorou”, conta.

Transporte intermunicipal é ainda pior

A situação é ainda pior com os ônibus que fazem a linha intermunicipal. Moradora do bairro de Mapele, um dos mais prejudicados pela falta de transporte, a estudante Marcela Lopes conta o martírio para conseguir chegar ou sair da cidade durante os finais de semana.

“Domingo, o transporte dentro de Simões Filho não existe. Se você quer ir em Simões Filho, vai ter que pegar um ônibus da Expresso Metropolitano, que aparece de uma em uma hora ou mais, saltar no entroncamento ou na Ilha de São João, esperar um Simões Filho da Expresso e ir. Na volta é o mesmo percurso. Transporte lá? Pense numa porcaria. Agora some, multiplique, triplique. É isso aí e mais um pouco. Domingo, não funciona transporte nenhum”, conta a estudante.

A centralização aparente do transporte intermunici- pal com a empresa Expresso Metropolitano também é questionada pelos usuários do sistema, que reclamam da falta de linhas suficientes para o trajeto.

Secretário nega irregularidade
Já o secretário de transporte de Simões Filho, Denyson Santana, negou as irregularidades cometidas pelos ônibus que operam dentro da cidade e a falta de fiscalização efetiva. “Fiscalizamos tanto ‘in loco’, como a fiscalização por meio de GPS, o cumprimento dos horários e itinerários. O transporte é feito de forma individualizada. É dado pelo poder público uma permissão individual para você explorar uma linha, e nós temos 180 permissionários”, explica. Segundo os usuários do sistema, o baixo número de fiscais prejudica o serviço e dificulta o acompanhamento, resultando no maior número de ônibus clandestinos.

Número de linhas espantou até a Agerba
Pelo visto, as reclamações da população ainda não tinham chegado aos ouvidos da Agerba. Ao Jornal da Metrópole, o próprio coordenador do órgão, Ab-dul Ramid, espantou-se com o número destinado à cidade, pouco depois de afirmar que  a quantidade de linhas não era tão pequena assim.

“Tem muita alteração aos domingos. Reduz bastante mesmo, viu? Por exemplo, na linha Simões Filho-Lapa, aos domingos só tem 6h, 9h30, 13h e 16h. Nós temos 16 horários [durante a semana]. Reduziram para quatro”, disse. “Temos três empresas que operam na localidade de Simões Filho: a Expresso Metropolitano, a Litoral Norte e a Viação Sol de Abrantes. Temos 524 horários [semanais] partindo de Simões Filho em 24 linhas”, afirmou.

Abaixo-assinado é solução?
E a situação do transporte de Simões Filho deve piorar com as mudanças que serão implantadas nas novas estações de transbordo de Salvador, desviando muitas linhas e obrigando a população a mudar o roteiro. De acordo com o coordenador da Agerba, Ab-dul Ramid, a solução é reclamar. “Eu oriento que a comunidade entre em contato com a Agerba através de um abaixo-assinado colocando em pauta esse assunto da redução de horários que a diretoria da Agerba irá chamar as empresas”, explica.

Metro1

Vereadores

VEREADOR ITUS PROMOVE CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE JOVENS PARA O MERCADO DE TRABALHO

Publicado

em

ação social itus

O programa surge pela necessidade de orientação e preparo dos candidatos que disputam vagas de emprego tendo em vista que o número de reprovações é alta.


O Programa conta com a parceira da faculdades Fael e o apoio da Igreja Vida Plena. São 5 encontros presenciais, com aulas de Português, redação, matemática e técnicas de aprovação para auxiliar e conduzir os candidatos ao êxito nos processos Seletivos.

O programa teve início no último dia sete nas dependências da Igreja Vida Plena localizada na Elmo serejo Farias, Cia 2, Simões Filho.

O curso é totalmente GRATUITO, das 100 vagas ofertadas as 100 foram preenchidas por ordem de inscrição. O curso é destinado para Simoesfilhenses, com o 2° Grau completo e maiores de idade.

Em conversa com o Página Simões Filho, o vereador disse: “É muito importante que possamos proporcionar cursos de preparação para o mercado de trabalho uma vez que, muitos candidatos a emprego nas diversas oportunidades da região, precisam se preparar para participar de uma entrevista de emprego, precisam saber como se comportar nessas entrevistas, explanar suas competências de forma segura e terem melhores chances na busca por uma oportunidade de emprego. Iremos realizar outros cursos nessa linha, sempre com o apoio da FAEL e outros parceiros.”

Continuar Lendo

Simões Filho

CÂMARA AUTORIZA PREFEITURA REVISAR METAS DE INCENTIVOS E RENÚNCIA DE RECEITA PARA 21 E 22

Publicado

em

PREFEITURA ABRE MÃO DE RECEITA FISCAL

Foram aprovados, por unanimidade, na 14ª Sessão Ordinária, realizada nesta terça-feira (29), os Projetos de Lei (PL) de nº 020/2021 e de nº 021/2021, que se referem à revisão das metas fiscais da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 e 2022, respectivamente, diante da concessão de incentivo fiscal e renúncia de receita.

O PL de nº 020/2021 diz que altera o Demonstrativo VII do anexo Metas Fiscais, da Lei nº 1168/2020, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2021, e dá outras providências.

De acordo com a mensagem do Executivo, “o presente Projeto de Lei apresenta uma revisão do Demonstrativo VII do anexo de metas fiscais, estimativa e compensação de renúncia de receita para o ano de 2021, elaborados de forma a dar maior consistência ao planejamento e aperfeiçoar a gestão fiscal”.

O de nº 021/2021, altera o Demonstrativo VII do anexo Metas Fiscais, da Lei nº 1188/2021, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2022, e dá outras providências.

Continuar Lendo

Vereadores

AO VIVO: Câmara deve aprovar confissão e parcelamento de dívida da prefeitura com a EMBASA

Veja mais itens da pauta da sessão de hoje:

Publicado

em

VEREADORENS APROVAM ORLA DA CAPADÓCIA

ASSUNTOS EM PAUTA
I – Expediente:
Leitura feita pelo Sr. 2º Secretário:
Ata da 13ª Sessão Ordinária do dia 22/06/2021.
II- Ordem do Dia:
Leitura feita pelo Sr. 1º Secretário:

  1. Leitura da Mensagem e do Projeto de Lei de nº 022/2021 (Abre ao Orçamento Fiscal e
    da Seguridade Social do Município, crédito adicional especial até o valor de R$
    928.876,39 (novecentos e vinte e oito mil, oitocentos e setenta e seis reais e trinta e
    nove centavos), para os fins que especifica, e dá outras providências), oriundo do Poder
    Executivo;
  2. Leitura da Mensagem e do Projeto de Lei de nº 023/2021 (Autoriza o Poder Executivo a
    contratar operação de crédito com o BANCO DO BRASIL S.A., e dá outras providências),
    oriundo do Poder Executivo;
  3. Leitura da Mensagem e do Projeto de Lei de nº 024/2021 (Autoriza o Poder Executivo a
    firmar Termo de confissão de dívida e Acordo de parcelamento e quitação de débitos com
    a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S/A- EMBASA, e dá outras providências),
    oriundo do Poder Executivo;
  4. Apreciação e votação do Parecer conjunto das Comissões Permanentes de Justiça e
    Finanças, e em primeira discussão e votação do Projeto de Lei nº 020/2021 (Altera o
    Demonstrativo VII do anexo Metas Fiscais, da Lei nº 1168/2020, que dispõe sobre as
    diretrizes orçamentárias para o exercício de 2021, e dá outras providências), oriundo do
    Poder Executivo;
  5. Apreciação e votação do Parecer conjunto das Comissões Permanentes de Justiça e
    Finanças, e em primeira discussão e votação do Projeto de Lei de nº 021/2021 (Altera o
    Demonstrativo VII do anexo Metas Fiscais, da Lei nº 1188/2021, que dispõe sobre as
    diretrizes orçamentárias para o exercício de 2022, e dá outras providências), oriundo do
    Poder Executivo.

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA