Conecte conosco

Esportes

Presidente avalia momento do clube e diz: “intuito é ser campeão”

Publicado

em

Simões Filho tá Mudando
56 anos de emancipação

Alexi Portela conversa com o iBahia Esportes e fala o que mudou no clube desde 2011. Segundo ele, vem mais novidade por aí.

Com a campanha que vem fazendo na Série B – 2º colocado com 38 pontos -, o Vitória vive seu melhor momento na temporada. A torcida está confiante e jogadores e comissão técnica trabalham com tranquilidade. Em entrevista exclusiva ao iBahia Esportes, o presidente rubro-negro Alexi Portela comentou a boa fase do Leão, além de falar de diversos assuntos relacionados ao clube. Afirmando que o time ainda está aberto para chegada de novos atletas, principalmente de um zagueiro, o dirigente manteve os pés no chão e explicou a diferença do trabalho feito na Segundona do ano passado com o do atual campeonato.

No bate-papo, o presidente do Vitória exaltou os investimentos feitos em outras modalidades esportivas e revelou que um projeto para construção de campos e ginásio, em parceria com o Governo, está sendo tocado. Alexi Portela também falou da possibilidade do clube passar a mandar seus jogos na Arena Fonte Nova e, para encerrar, mandou um recado para os rubro-negros, convocando a torcida para se associar ao clube e comparecer em peso na partida de sexta-feira, contra o Joinville-SC. Leia a entrevista na íntegra abaixo:

Qual foi a principal mudança no trabalho da diretoria para ter sucesso nesta temporada, diferentemente do ano passado?
Acho que a principal mudança foi no tipo de contratação que nós fizemos. Esse ano nós procuramos trazer jogadores com uma faixa etária menor e usando muito também a divisão de base. Repare que estamos tendo resultados com jogadores experientes, mas não tão velhos como a gente contratou no ano passado. Jogadores experientes, mas com uma faixa etária, vamos dizer, ainda compatível para o nível da competição, e usando muito a nossa divisão de base, que queira ou não queira é o que realmente faz a diferença.

O Vitória, apesar de ter bons jogadores em certas posições, segue contratando. Elton foi o último. O Vitória ainda está contratando para Série B ou o elenco está fechado?
A gente tem que estar qualificando porque eu acho que se você tiver um plantel apenas com um time titular não vai chegar. Nós temos que ter um elenco qualificado. Na última partida fora, contra o América-MG, nós mudamos cinco posições e o time não sofreu com essas mudanças. Repare que a gente ainda está com o Dinei se recuperando, que ainda vai demorar um pouco. Nicácio tanto joga como 9 como joga de beirada. É um jogador que a gente pode aproveitar em uma outra posição. Com a saída de Neto a gente trouxe o William e com a contusão Dinei, ainda é uma incógnita a volta dele, a gente trouxe Elton. Jogadores qualificados que têm inteiras condições de serem titulares. Qualquer um que o treinador colocar, tem condição de ser titular. Acho que isso está fazendo a diferença para o Vitória. É o nível do plantel e a quantidade de jogadores que têm condições de ser titular.

Então o Vitória pode contratar mais alguém para reforçar o elenco?
Acho que sim. Nunca está fechado. Pelo menos um zagueiro a gente precisa, pois só temos quatro. Não vamos dizer que está fechado, não. Se aparecer jogador que a gente acha que seja melhor do que o que nós temos, vamos trazer. Por isso que a gente está trazendo pontualmente, que a gente tem um excelente plantel. É difícil achar jogadores em uma qualidade melhor do que nós temos, mas se a gente achar, com certeza vamos trazer.

E o Carlinhos, que tinha contrato só até este mês, vai renovar?
O contrato dele já foi prorrogado até o final do Brasileiro.

Depois de um longo período ouvindo críticas, qual a sensação do presidente com o atual momento do time?
É uma situação muito mais tranquila, mas nós temos que ficar atentos e tocar da mesma maneira que a gente vem tocando para não sofrer nenhum revés. O campeonato é longo, não tem nada definido, a gente está em um bom caminho, mas a gente tem que manter a mesma pegada. A gente tem que manter até o final essa pegada, que o intuito nosso não é apenas subir, é ser campeão. Nosso intuito esse ano é ser campeão da Série B.

Qual tem sido a maior dificuldade da diretoria na temporada?

Manter os salários em dia, manter as coisas em dia, é uma dificuldade. Você sabe que a gente não tem a receita que tem os clubes do Sul e a gente passa a ver jogador bom, jogadores hoje do nível de contratação da exigência dos salários… Os salários subiram muito em função do aumento da cota da TV. Os salários são muito altos e, para a gente negociar e trazer jogador que se encaixe na nossa filosofia, é muito trabalho. Graças a Deus a gente está conseguindo e estamos montando um elenco muito forte, muito qualificado, para conseguir o título da Série B esse ano.

O Vitória tem tido destaque regional em outros esportes. O clube pode fazer mais investimentos pensando em ver atletas de diversas modalidades representando o Brasil nas Olimpíadas do Rio, em 2016?
Com certeza. O Vitória hoje tem mais de 300 atletas disputando nas outras categorias. Vôlei, basquete, remo, taekwondo, natação, vamos participar agora do futsal… O Vitória realmente está abrindo esse leque. Acho que é importante abrir para parte social para ter inclusão. O Vitória tem hoje um remador convocado para seleção brasileira. Somos decacampeões baianos no remo. Isso mostra que nós, além de focar na parte do futebol, que hoje é o principal do clube, nós estamos também investindo nessas outras áreas. Certamente a gente dá maior visibilidade para gente que gosta e admira outros esportes. Acho importante o clube estar trabalhando dessa forma.

A campanha “Meu sangue é rubro-negro” foi um sucesso. O torcedor pode esperar mais ações como essa daqui para frente?
Claro. Acho que nós, como gestores de um clube de futebol, de qualquer coisa que tenha condição de ajudar nossa população, ao povo baiano, tem que ajudar. O Vitória fez um convênio com o governo do estado, onde tem a construção de três campos e um ginásio de esportes para a gente poder fazer a inclusão de 250 garotos por ano. O Vitória vai dar toda a estrutura, não só de logística, de pessoal, como também social, para acompanhar o pessoal que mora no entorno do Barradão. Nós estamos aguardando só a liberação desse convênio por parte do governo para continuar fazendo essa parte social do clube.

Essa semana a diretoria visitou a Arena Fonte Nova. O que você pode passar para o torcedor sobre uma possível mudança de mando de campo?
Temos que fazer isso com muita prudência. O Vitória tem a casa própria, nós temos nosso estádio. Tive visitando, eles nos convidaram para conhecer as obras, e é um estádio que está ficando muito bonito. Vai ser muito bacana e a gente precisa ter muita prudência jogar lá ou não, vê as partidas que vamos jogar, se serão todas, uma parte, porque nós temos nossa casa e, queira ou não queira, foi assim que nós conseguimos mudar a história do futebol baiano. Isso está sendo analisado, não vai ser uma decisão minha, vai ser uma decisão do clube como um todo, da diretoria, do Conselho, dos torcedores, para poder a gente partir para essa decisão. Tem grandes possibilidades sim, mas tem que ser da maneira que seja boa não só financeiramente, como também dentro de campo para o Vitória. A gente tem que analisar isso com muita calma. Não foi feita proposta nenhuma ainda, só realmente uma conversa inicial. Vamos dizer assim: de concreto não tem nada.

Uma mensagem para torcida rubro-negra?
Eu queria dizer ao torcedor rubro-negro que ele é muito importante. O clube que a gente faz é em prol dele, em função da torcida. A gente precisa muito que ele nos apoie, que ele compareça ao estádio, que ele se associe ao “Sou Mais Vitória”. Acho que nós temos que passar dos 10 mil sócios e chegar a 20 mil. O Vitória só vai ser grande, cada vez maior, com o apoio e eles sendo associados. Repare que o Inter é o que é hoje pelo número de associados que tem, pela receita fixa que ele tem mensal. A gente precisa disso, a gente precisa que o torcedor ajude e se associe ao clube. Que compareça sexta-feira, em um jogo importante. Jogo que vale a liderança da Série B, não tenho dúvidas. Ganhando o jogo sexta-feira, o Vitória vai dormir líder da Série B.

 

Fonte: Ibahia.com.br

P U B L I C I D A D E
P U B L I C I D A D E

Copyright © 2017 Página Simões Filho