Conecte conosco

Polícia

Professor da Ufba é baleado no peito em assalto em Fortaleza

Publicado

em

Professor da UFBA

Crime aconteceu na noite de sábado (6), durante uma festa de pré-carnaval

O professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Sérgio Sobreira foi baleado em um assalto, em Fortaleza, na noite do último sábado (6). O professor participava de uma festa de pré-carnaval quando aconteceu o crime, na praia de Iracema.

O caso foi divulgado por uma amiga de Sérgio, que relatou o assalto em uma postagem no Facebook. Ela contou que ele foi baleado à queima-roupa. “Meu querido amigo Sergio Sobreira tornou-se ontem mais uma vítima da cidade de Fortaleza. Baleado à queima-roupa num assalto, foi operado e está ainda em uma situação grave. Peço a todos que enviem suas orações e pensamentos de saúde ao Sérgio. Minha tristeza se confunde com indignação. Chega de violência! Chega de injustiças! Chega de exclusão! Chega de descompromisso!”, escreveu.

De acordo com informações do Jornal O Povo, ele foi atingido no peito, mas a bala passou de raspão pelo coração e não atingiu nenhum órgão vital. Após ser atingido, Sérgio recebeu os primeiros socorros por um médico anestesista que estava no local. Em seguida, ele foi levado para o Instituto Doutor José Frota (IJF).

O professor já foi transferido para um hospital particular, onde permanece internado. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou ao jornal O Povo que não tinha registro da ocorrência, nem detalhes sobre o crime.

Sérgio Sobreira é professor da Faculdade de Comunicação da Ufba (Facom). Alunos e colegas de trabalho deixaram mensagens de apoio em sua página do Facebook. Antes do crime, ele chegou a fazer uma postagem em sua página. “E quem disse que Fortaleza não tem carnaval ????? Loucura loucura loucura”, escreveu.

Correio24horas

Jornalista DRT/MTB nº 4584/BA - Atualmente é editor dos sites Tudo é política e Página Simões Filho. Tem formação em contabilidade e experiência como Instrutor profissional nas áreas de designer gráfico e programação para web.

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E
Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

BAHIA REDUZ HOMICÍDIOS E AUMENTA PRODUTIVIDADE POLICIAL EM 2017

Publicado

em

Polícia Militar

O ano está quase acabando e, para muitos, é a hora ideal de avaliar estratégias, mensurar resultados e fazer planejamentos para o novo ciclo que se aproxima. Adotando esta prerrogativa, a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) apresentou à imprensa, na manhã desta quarta-feira (27), no Centro de Operações e Inteligência 2 de Julho, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, o balanço das estatísticas policiais de 2017.

Segmento primordial para a preservação da ordem, garantia do bem-estar de baianos e turistas, e, conseqüente, progresso do estado, a Segurança Pública registrou, em 2017, números favoráveis nas diferentes ocorrências no território. “É um ano positivo, no que se refere às estatísticas criminais. Tivemos redução em quase todos os itens. Realizamos, inclusive, um trabalho de parceria com entidades como a Polícia Federal e secretarias de outros estados, resultando em prisões até fora da Bahia”, afirmou o secretário Maurício Barbosa.

Redução nas taxas de homicídio (5,5%) e de roubos a instituições financeiras (7,8%), em todo o estado. Aproximadamente 30 mil mandados e prisões foram efetuadas. Mais de 16 toneladas de drogas e cinco mil armas apreendidas.  Na capital, foram registradas também queda no número de assaltos a ônibus (2,1%) e furtos e roubos de veículos (4,8% e 7,9%, respectivamente).

Leia também:
PREFEITO DINHA RECEBE HOMENAGEM DA POLÍCIA MILITAR

QUATRO TOMBAM EM CONFRONTO COM A PETO, NA ILHA

“Mesmo sendo um saldo positivo, é preciso chamar a atenção para a segurança nas fronteiras, que tem impacto sobre o que acontece nos estados. O índice de apreensão de fuzis e outras armam de grosso calibre, que geralmente vêm de fora, foi elevado em alarmantes 285%”, ressaltou Barbosa.

Apenas em 2017, o Governo do Estado aplicou mais de R$ 4,5 bilhões em Segurança Pública. Em 2018, o orçamento previsto é de R$ 5,2 bilhões. Para além das ações de inteligência e combate direto à violência, os recursos foram direcionados para a reforma e construção de novas unidades, como estratégia de regionalizar a segurança.

“A melhoria das unidades reflete diretamente nos resultados, uma vez que reflete em condições mais adequadas de trabalho para a corporação e mais conforto e cuidado com os cidadãos”, afirmou o diretor do Departamento de Polícia Técnica, Élson Jeffeson.

  Réveillon

Ainda em 2017, será colocado em prática um planejamento operacional específico para garantir a segurança de baianos e turistas nas festas de fim de ano, em Salvador e outras cidades.  Serão mais de sete mil policiais e bombeiros nas ruas. Em Salvador, a operação será concentrada em toda a Orla, local da principal festa, nos terminais de transbordo e no metrô, e ainda no aeroporto e terminal do Ferry-boat.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, informou que será empregado o policiamento em duplas e em bases móveis. “Teremos, ainda, os portais de abordagem para revista de qualquer pessoa que for à festa e a utilização de drones para uma maior visualização dos eventos”.

Na entrevista coletiva, que contou com a participação maciça da imprensa local, ainda estiveram presentes o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito, e o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militares da Bahia, coronel Francisco Telles de Macedo.

 

Continuar Lendo

CIDADES

QUATRO TOMBAM EM CONFRONTO COM A PETO, NA ILHA

Publicado

em

Por volta das 00:30h, da madrugada de hoje (27), a 5 CIPM Vera Cruz, foi acionada através de uma denuncia de assaltos na região de Barra do Pote, praticados por indivíduos dirigindo um veículo branco tipo pick-up.

Uma guarnição do Pelotão Tático Operacional (PETO), ao avistar um veiculo com as características informadas, procedeu ao acompanhamento dando voz de parada aos mesmos. Um dos passageiros desembarcou e se identificando como policial militar, apresentando uma identidade funcional, que constava Sd PM Gevilson Almeida Santos.

Em seguida foram liberados sem executar busca no veículo. Apesar da identificação, manteve-se a suspeita.

Enquanto acompanhava à distância, a Guarnição informou o ocorrido ao Comando, que determinou continuidade do acompanhamento, avaliando o destino tomado pelos indivíduos e aguardassem apoio.

Ao localizar novamente o veículo suspeito, os policiais foram surpreendidos com os elementos efetuando disparos contra um homem que já estava ao solo e ao notar a presença das viaturas passaram a efetuar disparos contra as guarnições.

Houve revide com troca de tiros e os quatro elementos que estavam na pick-up foram atingidos e socorridos para o Hospital Geral da Ilha (HGI), onde foi constatado o óbito de todos.

O elemento alvejado pelos executores, também foi socorrido, mas não resistiu. O mesmo ainda não teve a identidade apurada.

Após a ação da polícia, confirmou se o resultado da consulta feita sobre a identidade funcional do suposto policial militar e constatado que fora demitido das fileiras da corporação.

Consta nas informações: envolvimento com grupos de extermínio, roubo, extorsão, dentre outros.

Os demais elementos tratavam- se de: Davi Souza de Jesus, Josean dos Santos e Marcelo dos Santos Lisboa.

Com os elementos foram encontrados 03 revólveres calibre 38, 01 simulacro de pistola, 10 aparelhos celulares,
103 pedras de crack, três trouxas grandes de maconha, 29 pinos grandes de cocaína, 22 pinos menores de cocaína, documentos pessoais próprios e de terceiros.

Por respeito aos familiares não postamos as fotos recebidas após a ação.

As informações foram coletadas junto ao comando da Polícia Militar.

Continuar Lendo

Mulher

Ex-marido de servidora morta no Detran tinha bilhete no bolso: ‘tudo era diferente’

Publicado

em

O ex-marido da servidora do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), preso em flagrante pela morte de Maridalva da Silva Gonçalves, 46 anos nesta terça-feira (26), tinha um bilhete no bolso quando foi capturado. O recado de Jailson Santos Mendonça, também de 46 anos, escrito em um pedaço de folha de caderno, dizia: “Veja o que vocês fizeram no Natal. Mudou. Tudo era diferente. Estava tudo bem [entre] eu e Mari”. A mensagem foi destinada para Davi, Antônio, Gegeu e Andreia, nomes que não foram identificados ou confirmados com os familiares.

O bilhete foi apreendido pouco depois da prisão em flagrante de Jailson, que tomou veneno após esfaquear Marivalda no tórax, no pescoço e nas costas. O homem foi encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE). O estado de saúde não foi divulgado.

Familiares estiveram na manhã desta terça-feira (26) no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) para liberação do corpo. No local, o irmão de Maridalva, o cobrador Raimundo Santos, 56, lamentou a morte e afirmou que havia conversado com Jailson na última terça-feira (19).

 “Eu disse a ele que ele tinha dado sorte porque estava ameaçando uma pessoa que a família não tem maldade no coração. Ele disse ‘eu só ameacei ela porque eu perdi a cabeça, jamais vou tocar nela’”, afirmou Raimundo. O irmão ainda contou que seu ex-cunhado teria pedido que a família confiasse nele. “Eu respondi que só com o tempo”, lamentou.

Entenda o caso

Maridalva foi assassinada às 8h30 desta terça-feira (26) na principal escadaria de acesso ao prédio do Detran-BA, que fica na Avenida Antonio Carlos Magalhães. De acordo com a delegada Cristina Portugal, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o casal estava junto há cerca de um ano, mas a família da servidora não aprovava a união. O irmão de Marivalda contou que o casal se separou há um mês, quando diversas ameaças foram proferidas por Jailson à servidora.

Apesar dos alertas feitos pela família e amigos para que Maridalva denunciasse as ameaças à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), ela não prestou queixa. Maridalva, de acordo com Raimundo, comprou um HB20 para que Jailson trabalhasse como Uber. Procurada pelo CORREIO, a Uber disse que não foi localizado nenhum motorista com este nome vinculdo ao aplicativo.

Em nota, o Detran-BA lamentou a morte da servidora que trabalhava no setor de defesa prévia. “O clima no Detran é de tristeza e consternação. O órgão está prestando solidariedade à família da vítima e informa que os serviços oferecidos à população não foram suspensos”, diz o texto. A família ainda não divulgou informações sobre o sepultamento. Maridalva deixa uma filha.

Correio24h

Continuar Lendo

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Copyright © 2017 Página Simões Filho