Conecte conosco

Eleições

PT DE SIMÕES FILHO QUER MAIS UMA SECRETARIA. PARA QUE? POR QUE? O PREFEITO VAI DAR?

Publicado

em

Por Mário Luiz Nobre

Em Entrevista recente ao radialista Roque Santos, na rádio Sucesso FM 93.1, o presidente do Partido dos Trabalhadores(PT), Orlando de Amadeu, fez uma declaração que no mínimo, deixou os ouvintes confusos.

Segundo Orlando de Amadeu, o PT NÃO FAZ PARTE  da gestão do atual prefeito Eduardo Alencar(PSD).

O PT é o partido do vice-prefeito Manoel Almeida(NECO), que é titular da Secretaria de Serviços Públicos(SESP), uma das mais importantes no município. Outra secretaria ocupada por um integrante do PT é a Secretaria de Desenvolvimento e Comércio, que tem como titular, Paulo Alban, mais conhecido como Paulo da Tupy.

Como se não fosse suficiente, o presidente da câmara municipal é o vereador Joel Cerqueira, o Joel do PT, um dos principais nomes da base aliada do prefeito, base aliás, que passou a ser chamada de “bancada do amém” e que tem como principais representantes, Everton Pain, Jaison JAJAI, Erivaldo Canjirana e Pedro da Kombi.

Orlando de Amadeu justifica sua negativa, afirmando que NECO, e Paulo da Tupy, não foram nomes indicados pela “PT municipal”, e sendo assim, as secretarias ocupadas por eles, não pertencem ao partido.

Aqui cabem algumas perguntas:

 pergunta:  O que seria necessário para que Orlando de Amadeu admitisse que o PT faz parte da administração Eduardo Alencar e que é praticamente o “segundo poder” no município?

2ª pergunta: Na visão do presidente Orlando de Amadeu, para que o PT faça parte da gestão, o prefeito Eduardo Alencar, deveria dar “carta branca” para que o presidente possa usar as tais secretaria como subprefeituras, sem que o prefeito tenha a autoridade hierárquica para tomar decisões?

pergunta: Estaria Orlando de Amadeu, “Cobrando” do prefeito Eduardo Alencar, que o mesmo “divida” a prefeitura em duas metades e uma delas seja entregue para que o PT administre? ou Orlando de Amadeu quer mais uma secretaria?

pergunta: Porque o prefeito deveria ceder a essas exigências?

pergunta: Seria boato, a informação que Orlando de Amadeu e o vereador Joel Cerqueira, estariam negociando para que o PT assuma nos próximos dias, mais uma secretaria, a de Cultura, Sendo Orlando de Amadeu o titular?

pergunta: Se o PT não faz parte da administração, significa dizer então que o “PT municipal” é oposição ao prefeito Eduardo Alencar, mesmo sendo seu vice – NECO, um membro do PT?

E a principal pergunta é:

O PT estadual, que tem o governador do estado, Rui Costa, como principal nome,  que já demonstrou interesse em nova dobradinha no município, em 2016, concorda com tais declarações do presidente do diretório municipal, Orlando de Amadeu?

Todas essas perguntas, só podem ser respondidas, pelo presidente Orlando de Amadeu, o vereador Joel Cerqueira e o governador Rui Costa.

A postura de negação do presidente Orlando de Amadeu, tem deixado no cenário político local, a impressão de que o PT municipal está sem rumo, e sem liderança.

Caso o PT venha de fato assumir, mais uma secretaria, os outros partidos que apoiam o prefeito Eduardo Alencar deverão se sentir desvalorizados, sem peso político, criando assim uma situação extremamente complicada para que o prefeito “costure” o apoio dos mesmos ao candidato a ser indicado por Ele, Eduardo Alencar, para que o mesmo possa vencer o pleito em 2016.

Outra possibilidade é que a ideia de subprefeitura se tornaria praticamente real, revelando para a oposição que o prefeito está fragilizado na sua base de apoio, o que poderia torna-lo presa fácil nas próximas eleições, uma vez que, o PT vem sendo intensamente combatido nas esferas estadual e nacional, e mesmo assim estaria sendo privilegiado no município.

Já se sabe que o PT pretende lançar candidato a prefeito em 2016, caso as possibilidades de composição de uma chapa majoritária com o PSD do senador Otto Alencar, não se concretizem.

Cezar Diesel, Manoel Almeida(NECO) e Joel Cerqueira, são nomes que já se vistos como certos para disputarem o cargo de prefeito em 2016, porém a postura de negação do presidente Orlando de Amadeu, tem dado margens até para a especulação de que ele, Orlando de Amadeu deverá sair do PT nos próximos meses e deverá declarar apoio ao candidato Diógenes Tolentino(DINHA), e que essa mesma decisão seria tomada nos meses seguintes pelo presidente da câmara, Joel Cerqueira, deixando o PT em situação vexatória, praticamente em frangalhos, pegando até o inteligente governado Rui Costa e o perspicaz senador Otto Alencar de surpresa, sem tempo para recuperação em 2016.

Toda essa situação poderá culminar em uma derrota história do atual prefeito Eduardo Alencar em 2016, que após quatro mandatos legítimos, poderá ver o PT, seu principal aliado, abandonando-o exatamente no momento em que mais precisará do seu apoio, momento em que o prefeito espera sair reconhecido pelos seus eleitores como um dos mais importantes nomes da história política municipal.

Diria-se então que: “O prefeito Eduardo Alencar, que venceu tantos leões, perdeu sua última batalha se engasgando com um mosquito.”

Mas é preciso dizer que todo esse desfecho “ainda é” apenas, especulação.

As dificuldades criadas pelo presidente Orlando de Amadeu para que Cezar Diesel possa representar o PT nas próximas eleições, em 2016, é outro ponto que poderá contribuir para provável derrota de Eduardo Alencar, pois vendo que não terá espaço no partido, Cezar Diesel já declarou publicamente que sairá do PT e já está recebendo convites de outros partidos.

Cezar Diesel foi o principal nome a apoiar o ex-prefeito de Camaçari – Luiz Caetano(PT) – que obteve mais de 10 mil votos em Simões Filho nas eleições de 2014, ano em que foi eleito deputado federal.

Qualquer que seja a decisão do presidente Orlando de Amadeu em relação a toda essa situação criada por ele mesmo, com suas declarações, certamente vai deixar o PT municipal, com uma representatividade pífia, mesmo assumindo mais uma secretaria, pois caso esse fato se concretize, a população passará a ver essa situação como uma prova de que não há nenhuma preocupação do PT Municipal para com o desenvolvimento futuro de Simões Filho, e sim apenas com os interesses particulares de alguns dos seus dirigentes.

A conclusão que deverá ficar é que para o PT municipal, não basta ter dois secretários na administração Eduardo Alencar, eles querem mais…Para que? Por que?

Se não for assim, que venham a público, Orlando de Amadeu, Joel Cerqueira e o governador Rui Costa, dar explicações sobre as razões do PT querer assumir mais uma secretaria na administração Eduardo Alencar.

Caso contrário, será fácil constatar que o PT de Simões Filho está agindo contra os interesses da população local e de acordo com interesses particulares, Jogando no esgoto a sua história, escrita por pessoas que um dia sonharam com um pais onde o trabalhador brasileiro tivesse voz e vez, história essa, maculada recentemente por membros inescrupulosos que com sua ganância, provocam o ódio e a desinformação de muitos.