Conecte conosco

Eleições

QUEM SERÁ O VICE DE EDUARDO ALENCAR. LEIA E SAIBA QUEM TEM MAIORES CHACES

Publicado

em

Eduardo Alencar - Foto Mário Luiz Nobre - Página Simões Filho

Tendo sido o nome mais citado dentro da câmara municipal, em 2019, principalmente pelos vereadores da base aliada do prefeito Diógenes Tolentino – Dinha – pode-se dizer que Eduardo Alencar fechou o ano com ‘chave de ouro’ ao ter suas últimas contas [exercício de 2016] votadas em sessão extraordinária, realizada por ordem da justiça na última semana do ano e comemorando em plena Vila Natalina montada na Praça da Bíblia, com queima de fogos, ao lado de seus aliados e declarações de apoio de muitos que, até então, estavam no grupo do prefeito Dinha.

Desde o início da gestão Dinha/Sid Serra em 2017, o nome de Eduardo Alencar foi citado como sendo o grande culpado por tudo de ruim que a cidade de Simões Filho viveu e vive atualmente.

E o argumento usado para convencer o povo de que o mesmo jamais devesse voltar a administrar a cidade, foi emparelhado com as afirmações de que, a partir daquele ano, Simões Filho viveria dias de um desenvolvimento jamais registrado na sua história.

O tempo foi passando e a tática se revelou amadora e ineficaz.

No ano seguinte, 2018, Eduardo Alencar se elegeu deputado estadual com grande número de votos conquistados em Simões Filho. Isso sem realizar grandes caminhadas nos bairros da cidade, com pouquíssimas aparições durante a campanha e sob forte contestação do seu nome pelo grupo opositor que investiu pesado para eleger a então vereadora, hoje deputada Kátia Oliveira.

Agora, em 2020, o que era apenas uma possibilidade, praticamente, se tornou realidade. Eduardo Alencar é pré-candidato a prefeito da cidade e com grandes chances de vitória.

Sendo assim, o que resta agora é saber quem será seu vice.

Quais os nomes que estão à sua frente como opções possíveis?

Qual deles tem maior chance?

Qual deles agrada mais o eleitorado simõesfilhense?

Para responder as essas perguntas, listamos aqui alguns dos nomes que estão no caderno de anotações do deputado Eduardo Alencar. São eles:

EDSON ALMEIDA

Caso o atento navegante, tenha a reação imediata de dizer que Edson Almeida está inelegível, é bom respirar e aceitar que há possibilidade real de termos como opção, na urna, a chapa Eduardo Alencar/Edson Almeida.

Ao contrário do que muitos alardeiam, está é a composição mais provável, hoje.

Ah! e o impedimento jurídico a Edson Almeida, como fica?

Resposta: não perca cenas dos próximos capítulos.

JOMAR PARAKY

Tendo sido o candidato do grupo em 2016, Jomar Paraky conseguiu manter o grupo unido, na reta final, apesar das trocas de nomes ocorridas durante a campanha. Hoje, Jomar Paraky aparece na lista de possibilidades como opção mais que viável para representar o grupo novamente, seria assim uma chapa puro sangue PSD, Eduardo Alencar/Jomar Paraky.

Vereador Dr Alfredo Assis

Tem em seu histórico político/administrativo a fama de ter sido o ‘melhor secretário de saúde’ que o município já teve.

É visto com respeito por todos os ‘atores políticos’ tanto da situação, quanto da oposição.

Dr Alfredo Assis, já declarou ser pré-candidato a prefeito, possibilidade não descartada.

Uma chapa Eduardo Alencar/Dr Alfredo, poderá ser construída em acordo com os principais líderes políticos do Estado, Governador Rui Costa, Senador Otto Alencar e o vice-governador João Leão que é do mesmo partido de Dr Alfredo Assis, PP.

Há ainda, outros dois nomes que estão nas anotações do deputado Eduardo Alencar, são eles:

Joel Cerqueira

Em 2016, o nome do ex-vereador e presidente da câmara municipal à época, foi ventilado como uma das grandes possibilidades para compor uma chapa.

Esse processo fez com que o tempo se tornasse o maior obstáculo para uma mudança de direção em busca da reeleição como vereador, e assim aconteceu. Joel Cerqueira não reelegeu.

Esse resultado fez com que Joel Cerqueira deixasse bem claro, desde o ano passado, que seu objetivo é retornar à câmara como vereador.

Mas como o mesmo é nome importante dentro do grupo Alencar, Joel Cerqueira, pode ser considerado um reserva estratégico.

Denison Santana

Tal como aconteceu em 2016, Denison Santana poderá ser a grande surpresa em 2020.

Filho de um dos vereadores mais experientes da cidade – Dene da Metalúrgica – Denison Santana tem a experiência e formação necessárias à ocupar uma cadeira no executivo.

Sendo essa a escolha, a chapa Eduardo Alencar/Denison Santana seria vista como uma chapa preparatória para sucessão pós era Alencar – Dinha.

Há outros nomes?

A resposta mais provável é não, ponto.

Há quem tente ventilar nomes de candidatos que nunca foram eleitos a um cargo como é o caso do policial militar Bombeiro Mota, e dos empresários Antônio Carvalho e até mesmo Cezar Diesel.

Bombeiro Mota

Sobre o bombeiro Mota, as possibilidades são praticamente inexistentes, e continuar com essa esperança coloca sua própria pré-candidatura a vereador em risco como aconteceu com Joel Cerqueira em 2016.

Outro fator que pode complicar sua situação é a informação disseminadas por algumas pessoas, de que o mesmo poderá receber convite do atual prefeito Dinha para ser seu vice na chapa, no lugar de Sid Serra. Melhor será manter o foco na busca de uma cadeira no legislativo.

Antônio Carvalho

Empresário independente, Antônio Carvalho tem se concentrado em administrar suas empresas o que faz muito bem. É sabido que Antônio Carvalho só entraria no processo caso tivesse um convite irresistível, diante uma contrapartida, também incontestável.

Antônio Carvalho será nome para o futuro num processo de renovação de cenários, portanto, não seria plausível apostar nessa possibilidade.

Cezar Diesel

Cezar Diesel se filiou ao PT e se precipitou em mostrar ser o estrategista que não consegue ser.

Tem ficado famoso por sumir em momentos chaves das pré-campanhas e campanhas e por deixar seus apoiadores a ver navios em momentos decisivos para uma campanha.

Em entrevistas recentes usou argumentos para afirmar que nunca fez parte de nenhum grupo político, argumentos esses que não convencem ninguém pois, a grande maioria das pessoas sabem que Cezar Diesel e Eduardo Alencar nunca foram adversários políticos.

Outro ponto que conta contra Cezar Diesel é seu histórico de derrotas e erros estratégicos, tanto administrativos, quanto políticos.

Cezar Diesel só contaria, hoje com o apoio ex-deputado Luiz Caetano, que apesar do respeitável histórico, pouco poderia fazer para viabilizar o nome de Cezar Diesel em 2020.

E se mantendo Edson Almeida no PT, livre para formar chapa com Eduardo Alencar, não seria exagero afirmar que a pré-candidatura de Cezar Diesel é natimorta.

Há quem imagine que o deputado Eduardo Alencar irá usar a mesma estratégia usada em eleições passadas e apontar o dedo para um nome sem expressividade, caso suas chances aumentem nos próximos meses.

É possível. Mas o deputado sabe que o grupo opositor não irá brincar em serviço e não se entregará fácil.

Como diz o ditado: ‘se o adversário tiver que morrer[politicamente], cairá atirando’.

Ah! Sobre os possíveis nomes para vice do prefeito Dinha?

Já estamos preparando matéria especial, aguardem!