Conecte conosco

Dinheiro & Negócios

R$ 16 bilhões: proposta de privatização da Eletrobras chega nesta terça ao Congresso

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirma que “a empresa não vai ser vendida, mas capitalizada”, e que “todo o processo será conduzido junto com o Congresso Nacional”

Publicado

em

Bahia.ba – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai assinar nesta terça-feira (5) o Projeto de Lei que autoriza a privatização da Eletrobras, cuja previsão é de arrecadar R$ 16,2 bilhões, recursos já previstos no Orçamento de 2020.

O texto será assinado em cerimônia no fim da tarde, no Palácio do Planalto, na qual o governo fará balanço de seus primeiros 300 dias.

A proposta do governo prevê ainda a opção de se repassar o controle das subsidiárias Furnas, Chesf, Eletronorte e Eletrosul para a Eletropar, outra empresa do grupo Eletrobras, com objetivo de facilitar a capitalização do ponto de vista operacional.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirma que “a empresa não vai ser vendida, mas capitalizada”, e que “todo o processo será conduzido junto com o Congresso Nacional”.