Relator da CPI colocará em votação convocação de prefeito do PT - Página Simões Filho
Conecte conosco

Política

Relator da CPI colocará em votação convocação de prefeito do PT

Publicado

em

Segundo assessoria, Odair Cunha está elaborando o requerimento.
Vídeo no ‘Fantástico’ mostra acordo entre Cachoeira e prefeito de Palmas.

 O relator da CPI do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), deve colocar em votação na próxima quarta-feira (4) requerimento de convocação do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), que aparece em vídeo negociando doação de campanha com o bicheiro. De acordo com a assessoria de Odair Cunha, a própria equipe da relatoria da comissão está elaborando o requerimento de convocação do governante petista.

Um vídeo encontrado pela Polícia Federal no dia da Operação Monte Carlo, na casa do ex-cunhado de Carlinhos Cachoeira e conseguido com exclusividade pelo ‘Fantástico’, mostra o prefeito de Palmas negociando com o grupo de Cachoeira.

A assessoria do relator da CPI afirmou que ele irá “analisar a denúncia com pente fino” e colocar o requerimento de convocação em pauta na reunião administrativa desta semana. Odair Cunha é petista e tem sido acusado pela oposição de favorecer o PT e prejudicar o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), na condução dos trabalhos da comissão.

primeira vez, o atual prefeito de Palmas, Raul Filho. Cachoeira e Raul entram na sala com assessores para uma reunião. Cachoeira está de camisa branca, de costas para a câmera. Raul Filho, por sua vez, está do lado direito do sofá, em frente a Cachoeira.

Raul Filho diz: “Viu Carlinhos, o que a gente busca é o seguinte. Nós temos um projeto político, um projeto de poder no Tocantins. Palmas é um estágio”.

E Carlinhos Cachoeira, que parece interessado em participar do projeto, pergunta: “Mas Raul, o que você está precisando lá hein?”.

Depois, Cachoeira oferece ajuda para a campanha: “Você acha que um grande show seria bom pra você lá na reta final?”.

E ouve a resposta de Raul Filho: “Ah, com certeza”.

Raul Filho e Cachoeira conversam por quase uma hora e o futuro prefeito fala sobre as oportunidades que poderiam ser exploradas pelo grupo de Cachoeira.

Raul Filho diz: “Lá é tudo na base mesmo da (…)”. Uma pessoa não identificada completa a resposta: “truculência”.

Em seguida, o futuro prefeito afirma: “Do arranjo sabe. Palmas tem uma série de oportunidades a serem exploradas, no campo imobiliário, transporte. Lá tem uma questão que nós vamos rever ela mesma, a concessão da água”.

Ao final da reunião, Carlinhos Cachoeira deixa claro como vai ajudar e o que espera em troca. “Eu posso falar que dou uma posição para você no show. E tem como disponibilizar uma verba aí. Aí você vê com o Alexandre aí. Qual o nicho que a gente pode participar posteriormente”.

Segundo a Polícia Federal, semanas depois, às vésperas da eleição, Cachoeira se reúne novamente com um suposto assessor de Raul Filho, identificado pelos investigadores como Silvio ou Ciro. E, desta vez, eles citam valores. Falam até em conseguir uma aposentadoria para o futuro prefeito.

“Comprometer esses 150 e o show com coisas palpáveis. Vai acontecer o seguinte, nós vamos tentar fazer isso, certo? Mas é o seguinte. Porquê? Se eu puder ter uma aposentadoria e o Raul ter uma, tudo bem”, diz o suposto assessor de Raul Filho.

A partir daí, a conversa passa a ser como levar os R$ 150 mil para Tocantins.

Cachoeira: “Você trabalha com cheque?”.

Suposto assessor: “Cheque. Dinheiro não”.

Cachoeira: “Você não pode passar com esse dinheiro… no raio-X, você vai de avião né?”.

Suposto assessor: “Eu não mexo com dinheiro de jeito nenhum”.

Cachoeira: “É pra pagar quem? É um só?”.

Suposto assessor: “Lá é o seguinte. Sabe o que fazer: Eu passo pro Alexandre amanhã um fax assim de umas cinco contas pulverizadas, que não têm nada a ver com a campanha e pulveriza assim pequenininho. De pessoas que não têm nada a ver com campanha”.

A prefeitura de Palmas afirmou que não conseguiu localizar Raul Filho para que ele comentasse a denúncia.

 

Fonte: G1