Conecte conosco

Educação

Sem bater o martelo, órgão responsável pelo Enem admite adiar provas

Comitê de Emergência debate a questão e deve definir datas ‘tão logo o cenário (da Covid-19) fique mais definido’

Publicado

em

Bahia.ba – Responsável pelo Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) manteve a data de realização das provas deste ano em nota publicada na página do órgão do Ministério da Educação. Porém, frisa que a fixação da data é necessária a todo o cronograma prévio para a realização do programa, mas não é “imutável”.

Com aulas suspensas em razão da quarentena, instituições de ensino, especialistas e parlamentares defendem que o não adiamento vai causar oportunidades diferentes no âmbito do exame nacional. Segundo o Inep, o Comitê Operativo de Emergência, criado em março, vem debatendo os efeitos da pandemia no Exame Nacional de Ensino Médio.

“Foram destaques das discussões, no âmbito desse Comitê, as tratativas empreendidas a respeito do cronograma do Enem 2020, ocasião em que já se demonstrou abertura para nova alteração da data de aplicação das provas, tão logo o cenário fique mais definido”, acrescentou o instituto. No calendário inicial, as provas do Enem acontecem em novembro, tanto a presencial como o novo formato, via digital.

Ainda na nota, assinada também pelo MEC, o Inep avalia que os fatores que podem alterar o calenádio ainda continuam incertos. O instituto enxerga uma “imprevisibilidade que obsta qualquer modificação neste momento, já que, como é de conhecimento geral, ainda estamos enfrentando a situação de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da Covid-19.”