Conecte conosco

Futebol - VITÓRIA

Vitória dá vexame em casa e fica mais longe do acesso

Publicado

em

MW Auto Peças 40 Anos

Com o resultado, o Vitória segue com 40 pontos e se vê a distância da zona de classificação para a Série A aumentar para oito pontos.

Se arrependimento matasse, mais de sete mil rubro-negros estariam mortos. Eles atenderam ao apelo do técnico Vágner Benazzi e  estiveram no Barrradão na noite desta terça-feira, 04, para prestigiar o Vitória e voltaram para casa desconsolados com a derrota por 2 a 1 para o Grêmio Barueri, resultado que praticamente sepultou as chances do Leão de continuar sonhando com o acesso.
Com o resultado, o Vitória segue com 40 pontos e se vê a distância da zona de classificação para a Série A aumentar para oito pontos. De quebra, foi superado pelo Criciúma e perdeu mais uma posição na tabela, passando para a nona colocação.
O Barueri, agora com 37 pontos, é o 11º. Na próxima rodada, o Vitória encara o Bragantino, fora de casa, sábado, no mesmo dia em que o Barueri recebe o lanterna Duque de Caxias.
Os gols do triunfo da equipe paulista saíram no primeiro tempo: aos 14min, Saldanha invadiu a área livre de marcação e tocou na saída do goleiro Fernando. Aos 46min, Alê ganhou a dividida com a zaga rubro-negro pelo alto e empurrou a bola para o fundo das redes, para desespero da torcida, que respondeu com uma sonora vaia, logo que o árbitro Alinor Paixão trilou o apito final do primeiro tempo.
No segundo tempo, o técnico Vágner Benazzi colocou mais dois atacantes em campo, Lúcio Flávio e Neto Baiano, mas quem descontou foi o titular Fábio Santos, que foi derrubado na área e converteu o pênalti sofrido aos 33min.
O Vitória intensificou a pressão, mas a equipe do técnico René Simões soube administrar o resultado, para a revolta da torcida rubro-negra.
VITÓRIA 1 x 2 Barueri
Vitória
Fernando; Léo, Alison, Jean e Gilberto; Zé Luís (geraldo), Charles, Preto (Lúcio Flávio), Arthur Maia (Neto Baiano) e Geovanni; Fábio Santos.
Técnico: Vágner Benazzi
Barueri
Juninho; Marcos Pimentel, Rodrigo Arroz, Edson Borges e Guto; Alê, Ademir Sopa, Anselmo (Diego Giaretta) e Alex Maranhão (Gil); Saldanha e Léo Gamalho (Zé Carlos).
Técnico: René Simões
Data: 04/10/2011
Local: Estádio Barradão, em Salvador
Arbitragem: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rio (Asp. Fifa/SE) e Jadir Leite Pimenta (MT).
Renda: R$ 75.270,00
Público: 7.178
Cartões amarelos: Alê, Saldanha, Marcos Pimentel (Barueri) e Fábio Santos (Vitória)
Cartões vermelhos:
Gols: Saldanha, Alê (Barueri) e Fábio Santos (Vitória)
Fonte: bocaonews.com.br

Futebol - VITÓRIA

VITÓRIA VENCE O INTERNACIONAL E AVANÇA PARA AS OITAVAS NA COPA DO BRASIL

Publicado

em

Vitória venceu o Internacional por 3 a 1 e está classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil. Samuel, Eduardo e Guilherme Santos marcaram os gols do triunfo rubro-negro. Johnny descontou para o Colorado. 

Apesar de ter feito um primeiro tempo ruim, o Leão aproveitou a expulsão do zagueiro Pedro Henrique, do Inter, na segunda etapa e alcançou a vaga histórica no Beira-Rio. Além da classificação, o Rubro-Negro embolsa o valor de R$ 2,7 milhões. 

O adversário da próxima fase será definido por sorteio. O Vitória volta a campo no próximo domingo (13), contra o Operário, no Barradão, às 20h30, pela terceira rodada da Série B do Brasileirão. 

DOMÍNIO COLORADO

Em sua primeira partida na beira do campo, o técnico Ramon Menezes já deu indícios de que não pretende ser conservador e promoveu mudanças na equipe para encarar o jogo decisivo. Ao invés de manter o esquema habitual do ex-técnico, Rodrigo Chagas, escalou três zagueiros para dar maior liberdade aos dois alas, Raul Prata e Roberto.

Na prática, porém, quem dominou o primeiro tempo foi o Internacional. Aos quatro minutos, Edenílson cobrou falta cavada na área e Thiago Galhardo ajeitou na medida para Yuri Alberto, que chutou por cima.

Não adaptados ao novo esquema, os jogadores rubro-negros tiveram dificuldade para sair jogando, especialmente por causa da marcação-pressão imposta pelo Inter. 

Aos 12′, após erro de passe do Leão no meio, Moisés roubou a bola, arrancou em contra-ataque e encontrou Taison na direita. O meia-atacante chutou forte, cruzado, e a bola passou muito perto da trave de Lucas Arcanjo. Dois minutos depois, foi a vez de Patrick ter a chance. O meia recebeu belo lançamento de Saravia na esquerda, invadiu a área e chutou cruzado, novamente para fora.

Apesar dos problemas, o Vitória ainda conseguiu ser perigoso. Aos 35 minutos, Ygor Catatau fez boa jogada pela direita e cruzou a bola direto na trave. Contudo, o Colorado conseguiu encaixar um belo contra-ataque, e a jogada terminou com Yuri Alberto chutando forte para a defesa de Lucas Arcanjo. 

O goleiro apareceu novamente duas vezes nos minutos seguintes. Primeiro, quando Taison arriscou de fora da área e ele caiu bonito para espalmar para longe. Na sequência, uma cabeçada de Yuri Alberto após escanteio cobrado por Moisés obrigou o arqueiro a aparecer novamente.

A melhor oportunidade do Leão ocorreu aos 42 minutos, quando Guilherme Santos encontrou espaço pelo meio e mandou uma bomba de fora da área. Marcelo Lomba defendeu com dificuldade. 

Mas o Inter não se abalou. Aos 45′, Moisés acertou um balaço de falta e a bola explodiu na trave direita de Lucas Arcanjo. Os presságios para a etapa final não eram bons. 

CHANCE AGARRADA

Insatisfeito com o desempenho do time no primeiro tempo, Ramon desmanchou o esquema que colocou em campo no intervalo. Tirou o zagueiro Mateus Moraes e colocou o atacante David. Além disso, Fernando Neto entrou no lugar de Ygor Catatau, aumentando a quantidade de homens no meio. 

Não demorou muito para que os ares mudassem a favor do Leão. Não que isso tenha qualquer relação com tática, mas o zagueiro Pedro Henrique foi expulso aos cinco minutos, após acertar um pontapé em Guilherme Santos, e o Rubro-Negro ficou com um a mais em campo. Foi a segunda expulsão do atleta em dois jogos seguidos. 

Apesar da superioridade numérica, o Vitória quase viu o Colorado abrir o placar aos 13 minutos. Após uma bela tabela com Taison, Saravia saiu na cara do gol e, com tudo marcar, parou nas mãos de Lucas Arcanjo. 

Aos 17 minutos, foi a vez do Leão atacar. Roberto cortou para o meio e chutou forte de esquerda. Lomba caiu para fazer a defesa. No anseio pela vaga, Ramon mudou novamente o time. Dessa vez colocou Dinei, atacante, no lugar de Pablo, volante. Era tudo ou nada. 

E foi tudo. Aos 24 minutos, Dinei lançou um foguete de fora da área, Lomba não conseguiu espalmar, a bola bateu na trave e sobrou para Samuel fazer de cabeça. Aos 26′, o ídolo quase fez o segundo. Fernando Neto cruzou na área e David chutou em cima de Marcelo Lomba. Na sobra, Dinei pegou de primeira e a bola subiu demais.

A alegria do Leão pareceu se esvair aos 32 minutos, após nova falta cavada cobrada por Edenílson. Os jogadores do Inter fizeram uma tabela de cabeça dentro da grande área e Johnny, livre, embaixo da trave, empatou. 

Mas um golaço, dois minutos depois, fez o torcedor rubro-negro sorrir novamente. Eduardo acertou uma bomba de fora da área no ângulo esquerdo de Marcelo Lomba. Sem chance para o goleiro. 

O Inter não mostrou forças para reagir, e o triunfo que deu a classificação ao Vitória parecia que aconteceria a qualquer momento. Aos 39 minutos, Raul Prata acertou belo cruzamento e Guilherme Santos consagrou a classificação rubro-negra. 

Ainda sobrou tempo para Boschilia ser expulso, e deixar o Inter com dois homens a menos. 

FICHA TÉCNICA
Internacional 1 x 3 Vitória
Copa do Brasil – 3ª fase – 2º jogo

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 10/06/2021 (quinta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)

Cartões amarelos: Pedro Henrique e Boschilia (Internacional) / Pablo, Samuel e Marcelo Alves (Vitória) 

Cartões vermelhos: Pedro Henrique e Boschilia (Internacional)

Gols: Samuel, Dinei e Guilherme Santos (Vitória) / Johnny (Internacional) 

Internacional: Daniel; Saravia, Pedro Henrique, Victor Cuesta e Moisés; Johnny (Boschilia), Edenílson, Patrick e Taison (Maurício); Yuri Alberto (Caio Vidal) e Thiago Galhardo (Lucas Ribeiro). Técnico: Martín Anselmi (auxiliar).

Bahia Notícia

Continuar Lendo

Futebol - VITÓRIA

Vitória joga mal e perde para o Doce Mel no Barradão

Publicado

em

vitória perde pro doce me

Do Tudo é Política – O Vitória foi derrotado por 1 a 0 para o Doce Mel, nesta quarta-feira (14), no Barradão, em confronto válido pelo Campeonato Baiano. O gol foi marcado pelo atacante Bravo aos 13 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Vitória segue com seis pontos e na oitava posição do Campeonato Baiano. Já o Doce Mel igualou a pontuação, deixou a lanterna e agora é o nono.

Agora, o Vitória foca suas atenções na Copa do Nordeste. O time rubro-negro pega o Altos-PI, sábado (17), às 18h30, no Barradão, pelas quartas de final da Copa do Nordeste. 

Pelo Campeonato Baiano, o próximo jogo do Vitória é contra a Juazeirense, no dia 21 de abril, às 19h30, no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, enquanto o Doce Mel encara o Flu de Feira, domingo (18), às 16h, no Joia da Princesa.

Continuar Lendo

Futebol - VITÓRIA

Meia Fernando Neto renova contrato com o Vitória até final de 2021

Jogador entrou em campo pelo rubro-negro em nove partidas e tem sido escalado como titular

Publicado

em

Metro1 – O meia Fernando Neto renovou hoje (29) o contrato com o Vitória. Em entrevista coletiva nesta manhã, o jogador divulgou a informação e comunicou que vai ficar até o final de 2021. 

O jogador chegou ao Leão no começo do ano e tem sido escalado como titular. Ele tem 27 anos e já entrou em campo pelo rubro-negro em nove partidas, mas ainda não fez nenhum gol. 

“Muito feliz com a minha renovação aqui com o clube. Saber que meu trabalho está sendo reconhecido. Isso só me motiva mais a trabalhar e responder dentro de campo”, disse Fernando na coletiva. 

Continuar Lendo
P U B L I C I D A D E

AS MAIS LIDAS DA SEMANA